BRASIL

26/09/2018 as 13:35

STF julga nesta quarta o cancelamento de 3,4 milhões de títulos

A maioria dos títulos cancelados é do Nordeste; TSE é contra a suspensão do cancelamentos

Foto: (Roberto Jayme/TSE/Divulgação).<?php echo $paginatitulo ?>

O Supremo Tribunal Federal (STF) julga nesta quarta-feira (26), o pedido protocolado pelo PSB para que os eleitores com títulos cancelados por não terem feito o cadastramento biométrico possam votar nestas eleições. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 3,4 milhões de pessoas estão nessa situação por não terem comparecido à revisão eleitoral, entre 2016 e 2018.

De acordo com o presidente do PSB, Carlos Siqueira, o cancelamento é "injusto" e que "esses eleitores não podem ficar de fora de um momento tão decisivo para o país". Já o TSE diz que uma decisão favorável do STF ao pedido pode prejudicar o calendário eleitoral.

Dos 3,4 milhões de títulos cancelados, 45% são do Nordeste. O Sudeste aparece em segundo lugar, com 20% deles. O Sul tem 16% do total; o Centro-Oeste, 10%; e o Norte, 9%.

O TSE enviou ao ministro Luís Roberto Barroso, relator da ação do PSB, longo parecer em que se posiciona contra a suspensão do cancelamentos desses títulos. No texto, a área técnica da Corte detalha todas as dificuldades que enfrentaria para inserir esses eleitores nesta eleição, como a revisão de cadernos de votação e urnas.

A Corte eleitora alega que a demanda envolveria "custos e eventuais licitações ou aditamentos de contratos já firmados", bem como a "requisição das Forças Federais para suporte logístico, dada a urgência que a operação requer".


 

 

 

 

Com informações de Destak Jornal.




Tópicos Recentes