BRASIL

01/11/2018 as 15:54

Preso confessa assassinato e diz que atleta tentou estuprar sua esposa

Edison afirmou que agrediu Daniel com outros amigos por minutos antes de colocá-lo no porta-malas de um carro e levá-lo até um matagal, onde o assassinou

Foto: (© Reprodução/Facebook).<?php echo $paginatitulo ?>

principal suspeito pelo assassinato do ex-jogador do São Paulo Daniel, de 24 anos, se entregou à polícia nesta quinta-feira (1º), em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, para prisão temporária de 30 dias.

Durante interrogatório na tarde desta quinta Edison Brittes Júnior assumiu ser o autor do homicídio, afirmando que Daniel havia tentado estuprar a sua esposa. As informações são do site 'Banda B'.

Na versão contada pelo advogado de defesa do suspeito, Edison teria agido em legítima defesa, para proteger sua esposa que teria sido atacada por Daniel enquanto dormia. A versão da defesa ainda diz que Edison arrombou a porta do quarto pois teria ouvido os gritos de socorro da esposa, Cris Brittes. Ao entrar no local ele teria visto o atleta de cuecas sobre ela tentando ter relação sexual.

O suspeito teria tomada a decisão de matar Daniel depois que viu as mensagens trocadas por ele e um amigo, em que ele afirmava já ter tido relações sexuais com Cris, e inclusive teria mandado uma foto deitado ao lado dela na cama.

Após a prisão, o empresário proprietário de um mercado em São José dos Pinhais, indicou à polícia o local onde havia colocado o pênis do atleta.

Em entrevista à TV Globo, Edison afirmou que agrediu Daniel com outros amigos por minutos antes de colocá-lo no porta-malas de um carro e levá-lo até um matagal, onde o assassinou.

A esposa do suspeito foi detida na noite de quarta-feira. A filha do casal, de 18 anos, que convidou Daniel até a casa da família também foi presa para prestar esclarecimentos.


 

 

 

 

Com informações de Notícias ao Minuto.




Tópicos Recentes