BRASIL

25/12/2018 as 07:44

Médium presta depoimento depois de apreensão de R$1,2 milhão

Advogado que defende João de Deus disse que acusado escondeu dinheiro por medo de assalto

Foto: (Reprodução tirada de Destak Jornal).<?php echo $paginatitulo ?>

 

O médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, disse em depoimento à Polícia Civil que tem renda mensal de R$ 60 mil graças a sete fazendas que ele administra no estado de Goiás.

O depoimento foi dado depois que a polícia apreendeu R$ 1,2 milhão que estava em um esconderijo secreto no fundo de armário na casa do médium, em Abadiânia (GO). Os valores apreendidos já somam R$ 1,6 milhão em posse do investigado.

Preso há mais de uma semana sob acusações de abuso sexual, o médium de 76 anos, disse ainda possuir "várias" casas e que não sabe o número exato de carros que tem na garagem.

Valdemir Branco, um dos delegados responsáveis pelas investigações, afirmou que a alta quantia de dinheiro levanta suspeitas de cometimento de crimes. "Se ele escondeu, é porque veio de algo ilícito. Ele terá que dar explicações", alega.

Já o advogado que representa o médium, Alberto Toron, negou que os valores encontrados na casa do líder espiritual tenham relação com qualquer prática ilícita. O defensor justificou que João de Deus recebe doações regularmente devido à sua atuação na Casa Dom Inácio de Loyola , onde ele realiza atendimentos há mais de 40 anos, e mantinha o dinheiro escondido por medo de assaltos.

Ainda no depoimento prestado à Polícia Civil, João de Deus se disse "empresário" e afirmou não saber ao certo qual o lucro gerado por serviços do centro espiritual em Abadiânia. O local abriga uma loja e uma farmácia, que foi interditada pela Vigilância Sanitária por "manipulação contrária às normas sanitárias e más condições de acondicionamento de instrumento cirúrgico".

Além de dinheiro, a polícia também apreendeu armas e pedras preciosas.


 

 

 

 

Com informações de Destak Jornal.




Tópicos Recentes