POLÍTICA

21/08/2019 as 09:18

Vereadores mantêm a “fachada” de Edvaldo e prejudicam pequenos comerciantes!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Um grupo de empresários e pequenos comerciantes de Aracaju, representando o setor que mais emprega e gera renda, se dirigiu à Câmara Municipal para tentar convencer os vereadores da capital para aprovarem o projeto de Lei de autoria do vereador Elber Batalha Filho (PSB) que tinha o objetivo de alterar o texto original da lei que versa sobre a cobrança da taxa de fachada pelo poder público municipal. Os empreendedores se sentem “lesados” e chegaram a acreditar que, mesmo mobilizados, conseguiriam convencer os vereadores governistas no voto favorável.

 

A sociedade aracajuana precisa tomar conhecimento que, apenas cinco vereadores da capital (todos da oposição) votaram a favor da proposta feita por Elber Batalha. 10 vereadores votaram contra o projeto e outros quatro simplesmente se abstiveram e deixaram de ajudar os comerciantes, os pequenos empresários, donos de lojas e comércios modestos, que mesmo em meio a crise, ainda se esforçam para manterem alguns postos de trabalho. É o cúmulo da omissão de parte do Parlamento que deveria servir ao povo e não olhar apenas para o próprio bolso...

 

A proposta de Elber Batalha tinha o respaldo dos empresários que se encontravam na Câmara Municipal. É inaceitável que alguns vereadores tenham votado contra, talvez, por este projeto ser de iniciativa da oposição. Sem contar que alguns parlamentares também entendem que a cobrança feita pelo prefeito Edvaldo Nogueira não é excessiva, ou seja, os empresários podem pagar naturalmente. Como protesto, diversas lojas do Centro Comercial de Aracaju retiraram as placas e letras que identificavam seus respectivos negócios porque não aceitam serem taxados por isso.

 

É lamentável tamanha inacessibilidade do prefeito Edvaldo Nogueira em tempos tão difíceis para quem tenta manter um empreendimento funcionando. Além de não receber sindicatos, agora o gestor “ignora” os pleitos da classe empresarial e o pior: conta com uma bancada completamente omissa na Câmara Municipal. Inclusive, este colunista já pontuou em comentários anteriores a necessidade de uma ampla renovação na CMA, defendendo que o eleitorado tenha mais atenção para o pleito de 2020, avaliando melhor as escolhas. Tem muito vereador que não representa o povo de Aracaju...

 

Em síntese, o parlamento parece não ter “vida própria”, a CMA comporta-se em sua maioria como uma extensão do Centro Administrativo e, com respeito pelo trocadilho, alguns vereadores apenas assistem uma “gestão de fachada”, que se excede em contratos emergenciais da coleta do lixo, da reforma dos postos de Saúde, do atendimento da UPA Nestor Piva e sem solução para as feiras-livres da capital. A prometida licitação do transporte coletivo não aconteceu, a cidade segue sem mobilidade e a revisão do Plano Diretor é uma “eterna” promessa.

 

A Câmara de Vereadores é omissa em relação à polêmica cobrança do IPTU, o aracajuano sofre muito com a quantidade de buracos e o funcionalismo público, que recebe dentro do mês trabalhado, está há três anos já sem reajuste salarial e o magistério sem receber o piso constitucional. É lamentável que a maioria dos vereadores de Aracaju se limite a dizer “amém” para tudo o que é enviado pelo prefeito. Até o que é positivo para a cidade, só porque vem da oposição, é rejeitado pela situação. O parlamento pode muito mais...

 

Veja essa!      

O projeto do vereador Elber Batalha (PSB), que alteraria a redação da lei da Taxa de Fachada em Aracaju, que visava regulamentar de forma justa essa lei abusiva existente no município, teve apenas cinco votos favoráveis. 10 vereadores votaram contra e outros quatro se abstiveram prejudicando os pequenos comerciantes da capital.

 

E essa!

A proposta de Elber previa a isenção do pagamento da taxa os estabelecimentos que possuíssem placas com dimensões de até 4m2 e contivessem apenas o nome estabelecimento e informações de identificação, desde que seu peso não ultrapasse 20kg.

 

Exclusiva!

A coluna obteve a informação de um empresário presente na CMA, durante a votação, que os vereadores Anderson de Tuca e Jason Neto teriam se comprometido em aprovar o projeto apresentado sobre a Lei das Fachadas e, estranhamente, se abstiveram em plenário. Segundo o empresário eles teriam assinado o apoio à proposta.

 

Empresários

Estavam presentes na CMA representantes da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (ACESE), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-Aracaju), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomercio-SE), Movimento Brasil 200 e Movimento É de Sergipe.

 

Marcos Pinheiro

O presidente da ACESE ressaltou, em pronunciamento na tribuna, a quantidade das burocracias que dificultam a situação. “Essa legislação não é boa. Peço que reflitam. Não interessa de quem seja o processo. É preciso deixar claro que o momento é de desburocratizar, melhorar o ambiente de negócios e este projeto anda na contramão. É impossível seguir neste caminho, a situação é muito grave”, lamentou. “Determinadas leis não se aplicam, nós sabemos que vivemos um momento de dificuldades. Nós não aguentamos mais. A jornada é mais perversa que o normal”, desabafou. 

 

Bomba!

São fortes os rumores de um surto de Sarampo no País como um todo, e em Sergipe não é diferente. A coluna recebeu a informação que a Secretaria de Estado da Saúde, por sua vez, não conta com um percentual necessário de vacinas para atender a população. Isso é grave e é algo que precisa ser corrido imediatamente.

 

Recomendação

Não custa lembrar que o Ministério da Saúde passou a recomendar a vacinação contra o sarampo em crianças com idade entre 6 meses e 11 meses e 29 dias para combater a disseminação do vírus no país. Nessa faixa etária, segundo a pasta, será ofertada uma dose complementar, chamada de dose zero, como já acontece em campanhas como a de combate à poliomielite.

 

Ibrain Monteiro I

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE) rejeitou, por unanimidade (7x0), a denúncia da Procuradoria Regional Eleitoral de suposto abuso de poder político e econômico do deputado estadual Ibrain Monteiro (PSC), durante a campanha eleitoral de 2018.

 

Ibrain Monteiro II

Ibrain, que teve o acompanhamento do advogado Fabiano Feitosa, celebrou o resultado com tranquilidade. “Agradeço primeiramente a Deus! Fizemos uma campanha muito difícil e pela primeira vez eu fui candidato a deputado estadual, para dar continuidade a uma história que meu pai começou a escrever na Assembleia Legislativa. Hoje o pleno do TRE fez justiça a todo o esforço dos nossos amigos, das pessoas que acreditam no nosso projeto, nos nosso grupo”.

 

Alívio

Além do resultado, o deputado não escondeu que se sente aliviado, superadas todas as adversidades. “Não é fácil superar tudo isso. 2019 tem sido um ano de muita superação para a minha família. Depois de tudo o que aconteceu com meu pai, eu confesso que este processo ainda me tirava algumas noites de sono. Eu tinha consciência tranquila, mas a gente não deixa de ficar preocupado. Agora eu tenho paz para trabalhar e focar minha vida no meu mandato”.

 

Compromisso

Por fim, logo após o resultado, o deputado mandou um recado especial para os 32.059 eleitores que lhe confiaram o voto em 2018. “Meu pai Valmir Monteiro está em casa e se recupera do sofrimento que passou. E eu quero trabalhar por todos os sergipanos, pelo povo de Lagarto, mas em especial por esses 32.059 que acreditaram em mim. Minha responsabilidade aumenta ainda mais agora na Alese. Muito obrigado”.  

 

Francisco Gualberto I

O deputado estadual Francisco Gualberto (PT) comentou a decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE) que, mediante ação do Ministério Público Eleitoral, por 6x1 cassou os mandatos do governador de Sergipe e da vice-governadora, Belivaldo Chagas (PSD) e Eliane Aquino (PT), respectivamente, por abuso de poder político e econômico, ao usar a estrutura do Governo do Estado na campanha eleitoral de 2018.

 

Francisco Gualberto II

Gualberto começou dizendo que chegou a ser alertado para não falar sobre o assunto para não ser prejudicado mais adiante. “Fui alertado, que estou submetido a um império, mas posso ser retaliado, mas confesso quero saber se a legislação brasileira existe para ser cumprida. Eu acreditava que a lei eleitoral falava do prazo dos atos vedados ao Executivo. O dia limite era 6 de julho. Depois disso poderia ter Convenções, lançar a candidatura e não podia participar de eventos do seu próprio governo, inaugurações e nem dar ordens de serviços”.

 

Crítica ao Judiciário

O petista disse que pela decisão do Tribunal Eleitoral sergipano a data (6 de julho) não tem validade e ela precisa ser alterada. “Em momento algum, o governador Belivaldo participou de algum evento a partir do dia 6. Assim nós decretamos o fim da reeleição! 22 de Maio é igual a 6 de Julho? Como eu posso ser tratado com conduta vedada? Que teses são essas? Isso não é o cumprimento da legislação. Decisão judicial se cumpre porque acho que a democracia brasileira não vai existir sem o Judiciário, participando, regulando e punindo, mas deve ter um guia para ele, o Ministério Público e outros. Estou chocado!”.

 

Fim da reeleição

Gualberto enfatizou que a tese do Tribunal Regional Eleitoral promove o fim da reeleição. O petista contestou a argumentação de que os atos administrativos poderiam ser feitos sem a presença do governador. “Quem pensa em ser prefeito no próximo ano que comece a pensar. Onde está escrito que um governador não pode dar ordem de serviço em público? Em uma cidade do Estado onde governa? Como vou promover o anúncio dos meus atos e a sua execução?”, questionou, cobrando coerência para a democracia do Brasil.

 

Caça aos culpados

Gualberto também questionou o argumento de que as ordens de serviços dadas pelo governador não foram concluídas ou sequer iniciadas suas respectivas obras. “Uma empresa ganha a licitação, o governador dar a ordem de serviço e a empresa desiste. De quem é a culpa? Precisamos valorizar a democracia! É por isso que as pessoas não querem entrar na vida pública. Por mais decente que sejam vão sair com quatro ou seis processos. Não sem tem espírito de orientação ou prevenção, mas de caça aos culpados”.

 

Instabilidade

O deputado disse que não conversou com o governador sobre a decisão do TRE, mas pontuou que ela leva o Estado a um clima de intranquilidade e incerteza, que leva o mesmo ao governador, inclusive com stress. “Já vivemos dificuldades para encontrar mais dificuldades. Geram-se mais dificuldades para enfrentar as dificuldades”, disse, reconhecendo que já foi beneficiado por uma decisão judicial em uma disputa entre o PSB e Sukita. “Se ali o PSB perdesse, eu ficaria sem mandato. Mas era uma situação diferente, com documento assinado, registrado em cartório, periciado. Não tinha como fazer duas interpretações”.

 

Controle Social

Por fim, Gualberto defendeu que não pode existir nenhum Poder que não seja submetido a uma regra ou controle social. “Todos devem ser regulados para a democracia ser perfeita! Sou socialista democrático e não defendo ditadura, nem de direita e nem de esquerda. Não há nada pior no Estado democrático de Direito quando a injustiça vem da Justiça! Onde está escrito que o Executivo tem que fazer divulgações clandestinas de seus atos? Belivaldo deu ordens de serviços, dentro do prazo, e com autorização da Assembleia para utilizar os recursos do Proinveste em infraestrutura. Ele cumpriu a lei autorizado por esta Casa”.

 

Georgeo Passos I

O líder da bancada de oposição, deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania), ocupou a tribuna da Alese para pontuar que Belivaldo foi o primeiro governador a ser cassado pelo TRE/SE. Georgeo disse que não se recorda na história de Sergipe de outro governador que tenha passado por esta situação e disse que a Alese não pode se furtar de comentar.

 

Georgeo Passos II

Sobre o quem disse Gualberto, Georgeo não acredita que Belivaldo agiu “por mera inocência” e nem o seu staff. “Para mim foi algo pensado e bem definido dentro do governo. Jackson Barreto (MDB) já vinha com uma avaliação muito ruim, ao ponto de ser reprovado nas urnas em uma eleição para o Senado”.

 

R$ 50 milhões

Para o deputado, havia um receio de Belivaldo de ser “contaminado” pelo o que ele entende de “desgoverno de JB”. “Havia uma preocupação de afastar da figura de Jackson. Precisavam mudar a cara do governo e logo fizeram reiteradas licitações. Optaram pelo asfaltamento de ruas e calçadas com mais de R$ 50 milhões do Proinveste, dinheiro que já estava em caixa e não precisava mexer em recursos próprios”.

 

Ribeirópolis

Em seguida, Georgeo tratou da assinatura das ordens de serviços em Ribeirópolis. “O governador chegou com todo seu staff para mostrar força e convidou as lideranças locais de oposição. A ex-prefeita Uita Barreto foi quem testemunhou o ato. Não foi um encontro administrativo apenas, mas um ato político, algo normal na visão do governo. Demorou para começar o serviço, lá para Setembro, e a indignação do povo é que as máquinas foram retiradas e a obra paralisada depois da eleição. Ficou configurado o objetivo eleitoreiro”.

 

Foi denunciado

Georgeo disse ainda que chegou a denunciar na Alese que após a eleição vários contratos assinados foram rescindidos “amigavelmente” entre o DER e as empresas. “Ou seja, o serviço em Ribeirópolis não será feito mais pela empresa que iniciou. Isso aconteceu em várias cidades! Abuso de poder político e econômico, não estavam preocupados em dar melhorias para o povo e o governador assumiu o risco da ação. Em direito penal isso é dolo eventual”, completou, dizendo que o MPF fez a sua parte.

 

Não pode parar

Por fim, Georgeo cobrou respostas efetivas do governo ao povo sergipano. Disse que não é aceitável que o governador fique dividido entre uma questão processual e as decisões dão andamento à vida pública do Estado. “Belivaldo pode ficar no cargo até a conclusão do julgamento, mas além de entrar para a história de forma negativa como o primeiro governador a ser cassado, ainda nos preocupa porque, sem legitimidade para governar pelo abuso que cometeu no período eleitoral, não pode deixar o Estado parar! Sergipe não pode ficar à deriva de uma decisão que pode demorar um ou dois anos. Aas coisas têm que continuar acontecendo”.

 

Samuel Carvalho

Em aparte, o deputado Samuel Carvalho (PPS) disse que não tem nada contra a pessoa do governador e que a oposição não torce “pelo quanto pior, melhor”. “O governo deve dar publicidade, de forma ampla, aos seus atos. Mas a publicidade é do governo e não do político. O governo é impessoal. Não separaram bem a gestão do gestor. Em Nossa Senhora do Socorro o prefeito está pintando a cidade toda de laranja, personalizando os atos da gestão. Era sua cor na campanha eleitoral. Temos que evitar esse tipo de abuso nas campanhas”.

 

Iran Barbosa I

O também deputado Iran Barbosa (PT) falou em “letargia administrativa” em Sergipe e defendeu que haja a separação do problema jurídico envolvendo o governador e a gestão estadual. “Chamo a atenção para um aspecto: decisões como essa do TRE/SE, que estão pipocando no País, nos deixa convencido que o processo de reeleição que cria regra de desigualdade na disputa, mesmo quando não há abuso. Só o exercício do mandato, a condição é muito diferente. Seu nome fica mais conhecido e um trabalho que pode apresentar”.

 

Iran Barbosa II

Segundo Iran o debate posto deveria ser colocado com mais conteúdo sobre a necessidade de uma Reforma Política no País. “Temos uma cultura política ruim, herdeira de uma visão do Estado português, pautado no patrimonialismo. Temos uma elite que não abre mão da política para continuar escravizando o povo. Não falo em remendos de Reformas. Mas algo profundo. Reforma Política não é apenas a Reforma Eleitoral, de defender os interesses de quem está no Poder”.

 

Gilmar Carvalho I

O deputado Gilmar Carvalho fez uma denúncia a respeito de nomeação de vereador do interior em cargo na Emsetur. “Vereador que exerce o mandato em Areia Branca, exerce legitimamente o seu mandato, Hugo Oliveira Lima, ao tempo em que é vereador, é Assessor Especial III, com R$ 4 mil por mês, é também membro da Comissão Especial de Licitação da Emsetur e recebe R$ 400, recebe jetons de R$ 3 mil por participar do Conselho de Administração, além das várias viagens e diárias pagas. Isso tudo no mesmo período em que exerce o mandato”.

 

Gilmar Carvalho II

Irritado com a forma em que está sendo tratada a crise financeira por parte da gestão estadual, o parlamentar criticou: “É esse estado que diz que tem moral para dizer que não tem dinheiro? É esse governo que diz que merece ser respeitado? Se fosse um caso só, já seria vergonhoso, mas outros casos já foram denunciados”, asseverou.

 

Outro lado I

O vereador Hugo Oliveira Lima contesta as denúncias feitas pelo deputado Gilmar Carvalho. Segundo ele, por ser advogado, concilia a profissão ao mandato de vereador. “Quando assumiu o cargo na Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur), o parlamentar municipal cumpria sua função sem que interferisse nas atividades da Câmara Municipal”.

 

Outro lado II

“Desde o mês de agosto 2018, o vereador exerce a função de Assessor Jurídico da Emsetur e na Setur onde encabeçou vários processos de relevância nas entidades, comprovando sua atuação no cargo e cumprindo a carga horária estipulada, já que as Sessões Ordinárias da Câmara de Areia Branca acontecem duas vezes na semana (Terça e Quinta), sempre às 15h”, explica a nota do vereador que acrescenta: “exercia meu cargo das 7h às 13h, mesmo horário de funcionamento dos órgãos. Portanto, não existia ilegalidade nenhuma neste fato”, afirmou Hugo.

 

Jetons

Referente aos Jetons, o vereador destacou que exercia a função de secretário do conselho, sendo que essa função é designada pelo presidente da Emsetur e que o valor de R$ 3mil foi pago de setembro 2018 a janeiro de 2019, a partir de fevereiro respeitando Decreto do Governo do Estado teve o seu Jetton reduzido para R$ 300.

 

Viagens

“Recebi a gratificação porque trabalhava, os jetons só são pagos para quem comparece às reuniões, a gratificação era paga porque fazia o secretariado do conselho, além das reuniões também produzia as atas”, destacou o vereador, acrescentando que “as viagens que fiz para Brasília foram a trabalho, lá participei de reuniões no Ministério do Turismo, Ministério da Cultura e na Controladoria Geral da União (CGU) e nas visitas aos deputados federais de Sergipe”, finalizou.

 

PSL I

O vereador Cabo Amintas (PTB) esteve em Brasília, ao lado do novo Presidente Estadual do Partido Social Liberal (PSL), Fábio Valadares, e do deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB). O vereador, convidado a integrar a Executiva Estadual do PSL, participou da reunião com o Presidente Nacional do partido, Luciano Bivar.

 

PSL II

“A reunião foi muito proveitosa, senti dos membros da Executiva Nacional que Sergipe vai ter um novo PSL, com as características que o partido deseja a partir do entendimento da própria nacional. Viemos aqui para confirmar o que já havia sido dito na reunião passada em Aracaju e para que não haja dúvidas sobre a reorganização do partido. Vamos dar uma cara nova ao PSL e estamos trabalhando pelo crescimento dele. Já aproveitamos a ocasião para apresentar o novo plano de reestruturação do PSL em Sergipe", declarou Amintas.

 

Edvaldo & Laércio I

O prefeito Edvaldo Nogueira foi recebido, em Brasília, pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Acompanhado do deputado federal Laércio Oliveira (PP), o prefeito tratou do financiamento de 75 milhões de dólares (cerca de R$ 300 milhões) junto ao Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID) para Aracaju. A proposta, já aprovada pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), se encontra na Casa Civil. Edvaldo pediu o apoio do ministro no envio célere do projeto à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.


Edvaldo & Laércio II

“Foi uma reunião muito produtiva. Expus ao ministro Onyx Lorenzoni a importância deste empréstimo para Aracaju, apresentei as obras que iremos realizar na cidade e os benefícios que trarão para a nossa gente. Mostrei também que o projeto já foi aprovado na STN, após análise criteriosa da saúde financeira da Prefeitura, e que agora só precisa passar pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. O ministro se mostrou sensível ao nosso pleito e se comprometeu em dar celeridade à tramitação da proposta”, declarou o prefeito. 


Edvaldo & Laércio III

O financiamento de R$ 300 milhões prevê uma série de obras de infraestrutura em diversos bairros da cidade, sendo a principal delas a construção da avenida Perimetral Oeste, que desafogará o trânsito na avenida Euclides Figueiredo. O projeto inclui ainda a urbanização e melhoria das condições socioambientais e de infraestrutura na cidade, além da melhoria da mobilidade urbana. Também estão previstas a construção de 420 unidades habitacionais, escolas, equipamentos de saúde e praças e a revitalização completa do Parque Augusto Franco (Sementeira). A perspectiva é beneficiar 300 mil aracajuanos diretamente e mais 384 mil pessoas indiretamente. 

 

Empreendedorismo x Desenvolvimento Regional

A Ecos – Consultoria, treinamento e cursos realizará de 29 de agosto a 01 de setembro, em Maceió (AL), no salão de eventos do Soft Inn, um Congresso Nacional para a área pública, voltado para o empreendedorismo e desenvolvimento regional. Entre os palestrantes técnicos do Sebrae/AL e o presidente da Fecomércio/SE, deputado federal Laércio Oliveira. O evento terá também um minicurso sobre as alterações constitucionais e o regimento interno das câmaras municipais e a lei orgânica dos municípios.

 

Licença Prêmio para Juízes

Três projetos encaminhados pelo Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe (TJSE) estão previstos na pauta da Alese. Para a direção do Sindijus, que irá acompanhar a sessão nesta quarta (21), um deles merece maior atenção: o que cria  indenização de licença prêmio para juízes. De acordo com o sindicato, a lei que rege a carreira dos juízes não prevê o recebimento dessa indenização, prevista apenas no estatuto dos servidores efetivos. 

 

No MDB

O pré-candidato à prefeito de Cedro de São João, Dr. Roberto Lima, se filiou ao MDB Sergipe. Dr. Roberto deposita sua confiança no partido e se soma aos demais integrantes na busca pela renovação e fortalecimento do MDB no Estado. Quem também se filiou ao MDB foi o jovem empresário, Everton Souza.

 

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) defendeu que o pacto federativo contemple, de fato, Estados e municípios brasileiros, de forma justa, reduzindo a distorção existente. “O que temos hoje é um modelo que não atende às reais necessidades dos entes federados, sobretudo, pela distribuição que é feita de forma desigual. A maior fatia desse bolo fica sempre com a União, enquanto governadores e prefeitos têm demandas aumentadas, mas sem os recursos na mesma proporção”, observou.

 

Maria do Carmo II

Maria destacou artigo recentemente publicado pelo economista Carlos von Doellinger, no Jornal Correio Brasiliense, que faz uma análise assertiva sobre o tema. Ele cita que do bolo arrecadatório, a fatia de 1/3 fica com a União, 1/3 é rateado entre os Estados e um percentual ainda menor para os aproximados 5.600 municípios brasileiros. “É claro que essa conta não fecha e a desigualdade continua brutal”, afirmou a senadora por Sergipe, ao destacar a necessidade de se rediscutir esse modelo, reduzindo a desigualdade que persiste, especialmente, no Nordeste.

 

Alessandro Vieira I 

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou na semana passada a composição da Comissão Mista Permanente sobre Mudanças Climáticas (CMMC) para o biênio 2019-2020. O senador Alessandro Vieira (Cidadania) será o presidente e terá como atribuição acompanhar, monitorar e fiscalizar, de modo contínuo, as ações referentes às mudanças climáticas no Brasil.

 

Alessandro Vieira II

As emissões de gases de efeito estufa, o desmatamento na Amazônia e as políticas nacional e regionais de desenvolvimento sustentável estarão em pauta. A comissão deve ser aberta oficialmente ainda esta semana. Criada em 2008, a comissão mista é formada por 12 senadores e 12 deputados com número igual de suplentes.

 

Conivales I

Com o objetivo de implantar em Sergipe um Centro de Diagnóstico que preste serviços na área de saúde aos sergipanos residentes nos municípios consorciados e convergentes, o presidente do Consórcio Intermunicipal do Vale do São Francisco (Conivales), Franklin Freire (prefeito de Amparo do São Francisco), visitou o Centro de Diagnóstico Almir Nogueira Lopes, em Penedo (AL) que já possui experiência na prestação de serviço público. 

 

Conivales II

A visita às instalações foi acompanhada pela diretora Márcia Fernandes Baptista Novari. Ela explicou que o local realiza 200 atendimentos/dia: 40 mamografias; 80 ultrassonografias e 80 raios-X. “Chegaremos a 250 por dia com a liberação da tomografia”, informou. 

 

Conivales III

“Fomos conhecer o funcionamento, a capacidade de execução, os serviços prestados e também conversar com a população assistida para saber se o modelo pode atender à demanda que os municípios atendidos pelo CONIVALES têm”, salientou o presidente Franklin Freire, que estava acompanhado do assessor jurídico do Consórcio, Edson Souza.

 

Avosos I

“O despertar do movimento na bola”. Este é o tema do livro de autoria de Sammir Melo, fisioterapeuta da Associação dos Voluntários a Serviço da Oncologia em Sergipe (Avosos) desde 2011. Será lançado no próximo dia 31, a partir das 18h, na Galeria Jenner Augusto, localizada da Sociedade Semear.

 

Avosos II

A obra revela um novo método desenvolvido por Sammir, denominado de Samiball, na qual se utilizam movimentos inspirados na yoga, capoeira e dança, bem como nos esportes com prancha (surf e kitesurf). Quem publica o livro é a Editora Appris, de Curitiba, conhecida por ter um vasto acervo de obras científicas.

 

Avosos III

A Avosos foi um dos primeiros locais a experimentar o método com o Projeto ´Gingando na Bola´, em 2008, como trabalho de conclusão de Sammir no curso de Fisioterapia, que teve a orientação desde o início da Profª. Dra. Rosemeire Dantas, atual coordenadora do Curso na Universidade Federal de Sergipe (UFS) e que escreveu o Prefácio do livro. Este trabalho resultou na publicação de três artigos científicos completos em três revistas especializadas no ano de 2011, mostrando os efeitos do método nos pacientes assistidos na Casa Tia Ruth de Apoio à Criança e ao Adolescente com Câncer.

 

GACC 

Fazendo parte da programação festiva em comemoração aos 20 anos do Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC), a instituição lançou a Grife Tenda, com a proposta de vender produtos para captar recursos. Mais de 20 produtos estão disponíveis na loja virtual, na loja física, no Shopping Peixoto e também no Bazar. O lançamento que ocorreu no Casarão da Praia, em Aracaju, contou com desfile de acolhidos pelo GACC e personalidades que vestiram a camisa e se tornaram garotos-propaganda da Tenda.

 

DVD Luciene Maia

Destaque como uma das vozes mais marcantes do forró, a cantora Kátia Cilene faz participação na gravação do DVD de 30 anos de carreira da artista Luciene Melo, ex-integrante da banda Magníficos. As duas carregam em seus repertórios grandes sucessos do forró como “Meu Vaqueiro Meu Peão”, de Kátia Cilene, e “Me Usa”, na voz de Luciene Melo. A gravação acontece nesta quarta-feira (21), em Aracaju , e ainda conta com outras participações de ícones do gênero como Daniel Diau, Batista Lima, Samya Maya, Walkyria Santos, Aduílio Mendes e Genison e Joel. 

 

RAINBOW NIGHT I

Aracaju será palco da RAINBOW NIGHT que acontecerá a partir das 20h44min24s, no sábado (24), véspera da Parada LGBTQI+ que acontecerá na cidade. A festa será comandada pela cantora estilizada MAY PASSOS, tendo ainda a participação de outros artistas convidados, com música eletrônica nos intervalos.

 

RAINBOW NIGHT II

O local será o ESPAÇO DELA’S LOUNGE, situado à Avenida Carlos Gomes, Nº 10, Bairro Inácio Barbosa, ponto efervescente das baladas em Aracaju. A festa não tem hora para acabar e será estendida até o início do evento do dia seguinte, a CHEGAY - Feijoada Alternativa, a ser realizada no mesmo local, o almoço do domingo mais colorido da cidade, preparado pelo Chef de Cuisine Marcelo Antônio.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 




Tópicos Recentes