CIÊNCIA E TECNOLOGIA

11/07/2018 as 10:32

Como a tecnologia ajudou no resgate dos garotos presos em caverna na Tailândia

Operação contou com o apoio de drones com câmeras e sensores termais, além de robô aquático e tecnologias de conectividade eLTE

Foto: ( Reprodução Facebook).<?php echo $paginatitulo ?>

A operação de resgate aos 12 garotos e seu técnico de futebol, que permaneciam presos desde o dia 23 de junho na caverna inundada Tham Luang, na Tailândia, chegou a um fim nesta terça-feira (10/06). O resgate teve início no último domingo (8) e se encerrou hoje em um trabalho que a marinha tailandesa disse que não sabe se seu sucesso foi um "milagre" ou "ciência".

“Não temos certeza se isso é um milagre, uma ciência ou o que é. Todos os 13 Javalis agora estão fora da caverna", publicou no Facebook em referência ao nome do time "Javalis Selvagens". Os garotos e seu técnico seguem em um hospital da província de Chiang Rai e passam bem.

Além de todo o empenho de um time de militares, policiais, mergulhadores, analistas internacionais e voluntários, o complexo trabalho de resgate contou com a ajuda de uma série de novas tecnologias.

Drones, lentes de aumento e câmeras termais foram usadas para criar um mapa 3D aéreo da região para explorar os pontos de acesso às cavernas. A comunicação também foi facilitada pela tecnologia, com poderosos rádios portáteis permitindo que os resgatistas se comunicassem com o time de futebol a longas distâncias, apesar da falta de infraestrutura de rádio na área.

A chinesa Huawei informou na última semana que também colaborava com o resgate por meio de tecnologias de conectividade eLTE de rápida instalação para ajudar na comunicação em tempo real, por meio de voz e vídeo, dos garotos com suas famílias. Segundo a companhia, o sistema é ideal para ser usado em locais inalcançáveis por redes de comunicação pública e situações emergenciais. Ele inclui estação base, antena e fornecimento de energia próprio, todos pré-configurados para uma instalação rápida.

Os drones equipados com câmeras termais também ajudaram a detectar possíveis entradas de acesso da caverna que estava alagada. Um robô aquático foi enviado para fornecer informações sobre a profundidade da água e as condições da caverna.

Na sexta-feira passada, o CEO da SpaceX Elon Musk falou sobre estratégias que poderiam ajudar no trabalho e no domingo anunciou que os engenheiros da agência espacial privada tinham construído um pequeno submarino que seguiria para a Tailândia. O veículo não chegou a tempo, mas Musk disse que ele poderá ser usado no futuro para missões espaciais. O empresário também parabenizou a equipe que trabalhou para recuperar, a salvo, todo o time.

"Grande notícia a de que eles conseguiram sair em segurança. Parabéns para a excelente equipe de resgate", postou Musk em sua conta no Twitter.


 

 

 

 

Com informações de IDG Now!




Tópicos Recentes