CIÊNCIA E TECNOLOGIA

17/12/2018 as 10:06

iPhone XR traz a cor do ano de 2019: conheça outras opções interessantes

Lista contempla celulares de marcas variadas: Apple, Huawei, Nokia, Xiaomi e ZTE

Foto: (Divulgação / Apple).<?php echo $paginatitulo ?>

A icônica Patone revelou a cor de 2019: o living coral (coral vibrante em português) é a aposta da empresa no que diz respeito a produtos em diferentes setores, que vão da moda à tecnologia. O recém-lançado iPhone XR se antecipou à tendência e apresenta a matiz coral entre as opções disponíveis atualmente, inclusive no Brasil. Trata-se de uma exceção, já que os smartphones mais recentes têm adotado design sóbrio e metalizado. Para quem sente falta de celulares mais extravagantes, reunimos uma seleção dos celulares, digamos, mais fashion disponíveis no mercado.

iPhone XR
O celulares mais barato da Apple dentre os lançamentos deste ano trouxe de volta cores vivas aos smartphones da marca. O aparelho apresenta tela LCD de 6,1 polegadas, processador A12 Bionic e capacidade de 64 GB, 128 GB e 256 GB. A câmera principal, uma grande angular, oferece 12 MP de resolução e a frontal tem sensor TrueDepth de 7 MP.

Resistente à água e poeira, o iPhone XR tem carcaça composta por alumínio reciclável com baixo teor de carbono, reduzindo o impacto ambiental após o descarte. Está disponível em seis cores: amarelo, branco, preto, vermelho, azul e coral, eleita a cor do ano. No Brasil, o celular pode ser encontrado por valores a partir de R$ 5.199.

Nokia 3310
O feature phone da Nokia é outro aparelho que oferece a opção da cor do ano, o coral, que é chamado de Warm Red pela marca. Releitura de 2017 do clássico tijolão, o Nokia 3310 deste ano é mais arredondado que o original. Apresenta teclado e botões físicos e tela curva QVGA de 2,4 polegadas, além do amado jogo da cobrinha. Com a proposta de ser um celular mais básico, oferece conectividade 2G, Bluetooth 3.0 e micro USB 2.0, além de uma única câmera de 2 MP.

A bateria resiste por até um mês no modo stand-by e até 22 horas em uso contínuo, seja falando com os amigos ou ouvindo música em MP3 ou pelo rádio FM. A capacidade de armazenamento interno, entretanto, é bastante limitada: são somente 16 GB (expansíveis a 32 GB com cartão de memória). O telefone pode ser encontrado pelo equivalente a R$ 355.

Huawei Mate 20 Pro
O smartphone premium da Huawei, lançado mundialmente em novembro, tem um diferencial além de suas quatro câmeras: a cor twilight. O tom da carcaça, cujo nome em português significa crepúsculo, é uma espécie de furta-cor, ou seja, muda entre o azul e o roxo, de acordo com o ângulo. O sensor frontal conta com 24 MP – a promessa é de selfies perfeitas. Já as lentes traseiras levam assinatura da Leica, com 40 MP, 20 MP e 8 MP. Ficam dispostas em um quadrado, e em não em linha, com é o habitual, juntamente com o flash.

O equipamento conta ainda com display de 6,39 polegadas, processador octa-core Kirin 980 auxiliado por Inteligência Artificial e 6 GB de RAM, 128 GB de ROM. Além do sistema rápido de recarga por fio, tem a capacidade de carregamento por indução, que permite repassar a carga para outros dispositivos compatíveis com a tecnologia. O Mate 20 Pro ainda não está disponível no Brasil e pode ser encontrado no mercado europeu por a partir de 890 euros (aproximadamente R$ 3.923,00).

ZTE Nubia Red Magic Mars
O smartphone gamer Red Magic Mars da Nubia, uma submarca da ZTE, pode não ser coral, mas tem um design e cor que fogem da mesmice encontrada nos aparelhos atuais. O modelo disponível na cor vermelha (também há preto) apresenta painel de luz RGB na carcaça de alumínio.

Equipado com processador Snapdragon 845, o aparelho voltado para jogadores apresenta três versões combinadas de memória RAM e armazenamento: 6 GB/64 GB, 8 GB/128 GB ou 10 GB/256 GB.

Para evitar superaquecimento, o celular com tela de 6 polegadas, câmera traseira de 16 MP e frontal de 8 MP, utiliza um sistema de resfriamento por convecção chamado de ICE. O aparelho conta com botões táteis com tecnologia de choque 4D e sistema de alto-falantes estéreo DTS 7.1. Sem previsão de lançamento no Brasil, custa o equivalente a R$ 1.524.

Xiaomi Mi 8 Explorer Edition
Mais do que uma cor completamente diferente, essa edição especial do Xiaomi Mi 8 tem como destaque a sua carcaça transparente. A versão melhorada do Mi 8 permite que o proprietário veja parte dos componentes do smartphone, como o processador. À época do lançamento, em junho de 2018, surgiram diversos questionamentos sobre se, de fato, o que se via era o interior do aparelho ou um adesivo.

A fabricante precisou justificar a veracidade em um comunicado: “O verso transparente do Mi 8 Explorer Edition é de fato feito de vidro transparente, e não há um adesivo com uma foto nele. As partes que você vê na metade superior de trás, por exemplo, são partes da placa-mãe real”.

O equipamento conta com tela de 6,21 polegadas, processador Snapdragon 845, 128 GB de armazenamento interno e 8 GB RAM. O aparelho tem câmera principal dupla (12 MP + 12 MP) e frontal de 20 MP. O aparelho pode ser encontrado no mercado europeu por cerca de 500 euros (cerca de R$ 2.200).

Edições especiais de combate ao HIV

Há 12 anos, a Apple apoia o programa Red, que ajuda financeiramente projetos de combate ao HIV. A empresa costuma lançar, a cada ano, produtos na cor vermelha, a oficial da campanha contra a AIDS, e reverter parte da quantia para o programa. Em 2018, o iPhone XR ganhou opção em vermelho, assim como o Apple Watch, alguns acessórios para iPad, o iPod, headphone Beats Solo 3 e caixa de som da Beats Pill+.


 

 

 

 

Com informações de Taysa Coelho, Tech Tudo.




Tópicos Recentes