CIÊNCIA E TECNOLOGIA

10/10/2019 as 14:14

Consertar tela do Galaxy Fold custa o mesmo que comprar iPhone XR novo

Display exige cuidados especiais. Samsung oferece preço promocional até o fim de 2019.

<?php echo $paginatitulo ?>

Trocar a tela flexível do Galaxy Fold pode custar até US$ 599 (R$ 2.450, em conversão direta) nos Estados Unidos, segundo um levantamento realizado pelo site PhoneArena. O preço, alto para os padrões americanos, cobre o custo de um iPhone XR novinho, vendido pela Apple pelos mesmos US$ 599. Também fica longe do valor cobrado pela substituição do display do Galaxy Note 10 Plus (US$ 279) ou do iPhone 11 Pro Max, a melhor do mundo na atualidade (US$ 329).

A comparação dos preços também é possível com paralelos brasileiros, já que por aqui o iPhone XR fica na faixa dos R$ 4.299 na loja oficial da Apple (ou em torno de R$ 3.750 no varejo). Transferindo para a realidade brasileira, os US$ 599 em reais são suficientes para investir num Xiaomi Mi 9 ou num Galaxy S9. Diante dessa realidade, a Samsung decidiu oferecer uma troca em valor promocional de US$ 139 (cerca R$ 570) para quem comprar o Fold até 31 de dezembro nos Estados Unidos.

A versão revisada do Galaxy Fold foi lançada pela Samsung em setembro com um design que torna o aparelho mais resistente do que a versão que, entregue à imprensa estrangeira em abril, levou poucas horas para apresentar problemas na tela flexível. As soluções envolvem uma proteção maior contra ingressão de sujeira na área da dobradiça da tela e um revestimento mais seguro do display.

Reviews, processos de desmontagem e teste de durabilidade mostram que a nova edição do Fold é mais bem resolvida do ponto de vista do design, mas mantém a fragilidade: revestida em plástico, a tela flexível pode marcar com facilidade com pressão um pouco maior.

 

É possível danificar a tela apenas com pressão dos dedos e a ponta da unha — Foto: Reprodução/JerryRigEverything

possível danificar a tela apenas com pressão dos dedos e a ponta da unha — Foto: Reprodução/JerryRigEverything 

Outro problema que permanece no Fold é a durabilidade da dobradiça. Num teste usando um robô, o site CNET observou que o mecanismo suporta 120 mil flexões antes de quebrar a tela, número bem abaixo das 200 mil dobras prometidas pela Samsung.

Disponível nos Estados Unidos a US$ 1.980 (R$ 8.095), o Fold oferece uma tela que, quando aberta, chega a 7,3 polegadas, além de um display externo de 4,6 polegadas. O Galaxy Fold é equipado com o Snapdragon 855, soma 12 GB de RAM e 512 GB de espaço interno para dados, contando ainda com um sexteto de câmeras. Até o momento, a Samsung não confirmou o lançamento do smartphone dobrável no mercado brasileiro.

 

 




Tópicos Recentes