POLÍTICA

05/12/2018 as 10:37

Edvaldo lança “Reveillon do Setransp”! Festa deve rolar até às 4h44 da madruga!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Mesmo devendo parte dos artistas sergipanos que se apresentaram no Forró Caju em junho passado, o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), já lançou a programação do “Reveillon do Setransp”, que será realizado na Orla da Atalaia, em parceria com o Banco do Estado de Sergipe (Banese) – leia Governo do Estado. Sem condições financeiras para realizar a festa, o gestor “terceirizou” o evento com os empresários do ramo de transporte de passageiros da capital e a expectativa dos aracajuanos é que a “farra” se estenda, pelo menos, até às 4h44 da madrugada.

 

Estão confirmadas atrações como Samba do Arnesto, Luanzinho Moraes e a inesquecível Chiclete com Banana, além da tradicional queima de fogos. O evento é mais uma iniciativa “de sucesso” do prefeito Edvaldo Nogueira que adotou as Parcerias Público-Privadas (PPPs) para tocar seu mandato no retorno à PMA. Esse tipo de parceria é natural quando o ente privado assume o compromisso de disponibilizar à administração pública certa utilidade mediante a operação e manutenção de uma obra por ele previamente projetada. Nesse caso se trata da festa.

 

Falando do Setransp, em 2019 o sindicato vai celebrar 10 anos da criação de seu Prêmio de Jornalismo e premiará os melhores produtos em sua 8ª edição. Certamente o mesmo virá acompanhado de uma grande festa, contemplando trabalhos de colegas jornalistas que obviamente trarão o “modelo” de transporte público que é protagonizado em Aracaju, destacando aspectos relevantes que vão desde a “renovação da frota” até “as perfeitas condições dos terminais de integração”. Sem contar que não poderá faltar na premiação o reconhecimento do “justíssimo” pedido feito pelo próprio sindicato para que a tarifa do transporte passe para R$ 4,44 a partir de 2019.

 

É provável que já na virada do ano, em sua festa de Reveillon, o Setransp e o prefeito Edvaldo Nogueira já anunciem mais esta “surpresa” para a população aracajuana que estará em festa, celebrando a chegada de mais um ano próspero, de muitas “virtudes”. Por enquanto, a SMTT segue “debruçada”, estudando as planilhas de custos apresentadas pelas empresas e, por se tratar de uma ação promovida pela iniciativa privada, é provável que a “festa” seja completa, com os artistas recebendo seus respectivos cachês antes mesmo de suas referidas apresentações.

 

Também é justo que os vereadores de Aracaju estejam presentes no Reveillon do Setransp, para “contemplar” a festa. Seria uma forma de reconhecer o “esforço” da maioria dos nossos parlamentares que transferiu para o prefeito da capital o direito de decidir sobre o reajuste da tarifa, sem muito “mimimi” dos movimentos sociais e entidades sindicais, dos partidos de esquerda, da “oposição raivosa” e dos usuários do transporte. Aliás, estes últimos nem precisam ser ouvidos, porque já estão sendo contemplados com um grande evento comemorativo.

 

Não dá para esquecer-se de convidar os membros do Ministério Público que não criam “dificuldades” quando o “interesse público” está em jogo! E viva o prefeito Edvaldo Nogueira! E viva o Banese! E mais um viva a todos os empresários que estão compondo o Setransp! O Reveillon é uma data “marcante”, que deve ser sim contemplada e celebrada. Só faltou a Prefeitura de Aracaju anunciar os saudosos “Titãs”, que dentre um “arsenal” de canções e poesias, contemplaria a nossa capital com o sucesso “Comida”, porque o povo “não quer só comida! Ele quer comida, diversão e arte!”...

 

Elber Batalha I

O vereador Elber Batalha (PSB) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) para fazer questionamentos de quem iria arcar com os custos da realização da festa de réveillon na Orla de Aracaju. O parlamentar fez uma ligação entre o pedido do aumento da tarifa do ônibus em Aracaju e o fato do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Aracaju (Setransp) serem os patrocinadores do Réveillon de Aracaju.

 

Elber Batalha II

“Quem vai pagar pelo Réveillon serão os músicos que se apresentaram no Forro Caju 2018 e ainda não receberam seus cachês e os usuários do transporte público coletivo da capital. Para mim, está muito clara esta permuta que a prefeitura está fazendo com as empresas de ônibus, dando a tarifa pedida por eles e o Setransp financiando o Réveillon de Aracaju”.

 

Permuta?

“Esse povo acha que somos acéfalos, que não raciocinamos e não percebemos as coisas. Qual é o interesse do Setransp em patrocinar uma festa no momento em que ele pleiteia ao prefeito um aumento da tarifa do transporte coletivo? Está claro que isso será uma permuta e quem pagará este Réveillon serão os contribuintes, as pessoas que usam o transporte público. Queremos que haja Réveillon sim, mas estamos atentos. Edvaldo Nogueira não ache que os parlamentares, sobretudo de oposição, são bestas e não estão percebendo essa permuta disfarçada que ele está fazendo em troca desse aumento de tarifa”, finalizou. 

 

Veja essa!

Os membros da Comissão de Economia, Finanças, Orçamento e Tributação da Assembleia Legislativa de Sergipe vão acompanhar, na manhã dessa quarta-feira (5), a exposição dos dados financeiros referentes ao segundo quadrimestre de 2018, atendendo a  um dispositivo da Lei de Responsabilidade Fiscal, que será apresentada pelo Secretário do Estado da Fazenda de Sergipe (Sefaz), Ademário Alves de Jesus.

 

E essa!

Na oportunidade, o secretário destacará as receitas e despesas do Estado e as possíveis variações em relação ao segundo quadrimestre de 2017, levantando em consideração fontes de arrecadação como o FPE e o ICMS. Sem deixar de reconhecer os gastos com pessoal e os limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

 

SEED

O anúncio feito pelo governador Belivaldo Chagas, ratificando a continuidade do secretário Josué Modesto no cargo pode ter surpreendido muita gente que estava de olho no comando da SEED. A informação que chega a este colunista: o “galeguinho” tem a Pasta como uma de suas prioridades e não a entregaria a qualquer um.

 

No controle

Sem contar que a leitura é mais do que clara: com Josué Modesto no comando, Belivaldo mantém o controle de tudo o que acontece por lá, tem um bom gestor do ponto de vista pedagógico, e extremamente “obediente” quanto ao “operacional”. Grupos políticos tinham interesse na Pasta...

 

Exclusiva!

Dois líderes políticos disputam o comando da DESO em Sergipe: nos bastidores da Companhia fala-se que de um lado, Laércio Oliveira (PP) tem suas pretensões; do outro a tendência é que o comando vá para Fábio Mitidieri (PSD). Essa promete!

 

Rogério e a Saúde

Seguem fortes os rumores de que o senador eleito Rogério Carvalho (PT) está disposto a tentar convencer o governador a transferir o presidente do Ipesaúde, Christian Oliveira, para o comando da Secretaria de Estado da Saúde. Deve argumentar com os números do Instituto

 

Sales Neto e João Eloy

O governador Belivaldo Chagas confirmou, durante entrevista na FAN FM, na manhã dessa quarta-feira (5), mais dois nomes que continuam no seu governo: Sales Neto na Comunicação e João Eloy na Segurança Pública, sendo este anúncio extensivo à delegada geral da Polícia Civil, Katarina Feitosa.

 

Bomba!

Um deputado estadual, da base aliada, entrou em contato com este colunista e foi taxativo sobre o novo governo: “há um direcionamento para os parlamentares federais sobre os espaços, mas esquecem que somos nós (estaduais) que seguramos o piano na Assembleia”. Para bom entendedor...

 

Ações Civis I

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou, na última semana, ações civis públicas em defesa da educação pública de qualidade em Sergipe. Foi protocolado processo judicial contra o Estado de Sergipe e um contra cada município, sendo a União demandada em todos eles. As ações dizem respeito a créditos que o estado e os municípios sergipanos têm a receber, provenientes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef, atual Fundeb), que não foram pagos na sua integralidade entre 1998 e 2006.

 

Ações Civis II

Os recursos correspondem ao Valor Mínimo Anual por Aluno (VMAA), que integrava o Fundef. Numa disputa que durou quase 20 anos, finalmente a União foi condenada a complementar as verbas e o Ministério da Educação (MEC), em nota técnica, calculou os valores estimados que devem ser pagos. Ao estado de Sergipe são devidos cerca de R$ 80 milhões, enquanto os municípios, somados, têm cerca de R$ 60 milhões a receber.

 

Mais créditos

Destaque para os créditos da capital, Aracaju, somando cerca de R$ 8,5 milhões; Estância, com R$ 3,2 milhões; Lagarto com R$ 4,3 milhões; Itabaiana e Itabaianinha com mais de R$ 2 milhões cada; e municípios como Boquim, Canindé do São Francisco, Capela, Carira, Cristinápolis, Itaporanga d’Ajuda, Japaratuba, Laranjeira, Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora do Socorro, Poço Redondo, Poço Verde, Porto da Folha, Riachão do Dantas, Salgado, São Cristóvão e Simão Dias, com mais de R$ 1 milhão a receber cada um deles.

 

Transparência 

O MPF quer que os recursos dessas diferenças devidas pela União, assim que recebidos, sejam depositados em conta-corrente exclusiva aberta para esse fim. “São valores relevantes que não devem ser misturados nem se perder num emaranhado de contas-correntes não raras vezes pouco transparentes”, destaca o Procurador Regional dos Direitos do Cidadão do MPF em Sergipe, Ramiro Rockenbach. O objetivo é garantir a necessária transparência e rastreabilidade pelos órgãos de controle, para que sejam realizados investimentos exclusivamente em ações de educação.

 

Plano de Aplicação

Além de pedir que os recursos sejam depositados em conta específica passível de controle e acompanhamento, o MPF quer que seja apresentado um plano de aplicação dos recursos. O objetivo é garantir o cumprimento do Pacto pela Educação Sergipana, sendo proibidos quaisquer pagamentos de honorários advocatícios ou destinados ao magistério com esses recursos, em razão da sua natureza extraordinária.

 

Coisas de Sergipe

Em entrevista na FAN FM, o ex-prefeito Ivan Leite (PRB) criticou o atual prefeito e aliado, Gilson Andrade (sem partido), por não intervir para que seus auxiliares na administração votassem em sua esposa e candidata a deputada estadual Adriana Leite (PRB). Alguns secretários votaram em outros candidatos. Mas, como perguntar não ofende, onde o prefeito errou? O uso da máquina ainda é ilegal?

 

Coisas de Capela

Reconhecido em todo Estado como um dos principais nomes da oposição em Capela, o representante comercial Edirani dos Santos, foi surpreendido, semana passada, quando sua residência foi alvejada com quatro disparos de revólver proferidos por pessoas desconhecidas que, subitamente, pararam o carro e atiraram. Felizmente o cidadão não foi atingido, mas o susto foi muito grande.

 

Motivação política?

Para Edirani, em entrevista ao Portal Faxaju, o incidente teve conotação política. Ele apresenta-se como a “voz da oposição” em Capela tendo em vista que todos os vereadores do município estão na base aliada da atual prefeita. Para ele o que aconteceu em sua casa foi um “recado” de seus adversários que querem vê-lo em silêncio. O estranho é que o fato é grave, teve boa repercussão e a SSP não se manifestou...

 

Em Minas I

O conselheiro Carlos Pinna, ouvidor do Tribunal de Contas da Sergipe (TCE/SE), esteve em visita técnica ao TCE de Minas Gerais (TCE/MG). Pinna foi recebido pelo presidente do órgão, conselheiro Cláudio Terrão, no salão Nobre da Presidência.

 

Em Minas II

Em seguida visitou a Ouvidoria do Tribunal. Após conhecer a estrutura e recentes ações de fiscalização desenvolvidas pela Corte mineira, Pinna conversou ainda com a coordenadora da Secretaria da Ouvidoria, Patrícia Silva Cortez, e elogiou o trabalho desenvolvido pelo setor.

 

Mais TCE

O Ministério Público de Contas de Sergipe (MPC/SE), através do procurador Eduardo Santos Rolemberg Côrtes, apresentou representação e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) julgou pela autuação no Pleno, para realizar auditoria operacional na Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) e no Fundo Especial de Segurança Pública (Funesp), buscando avaliar a eficiência operacional do gasto público na função governamental da SSP. O relator é o conselheiro Luiz Augusto Ribeiro. 

 

Aumento da violência

Estudos preliminares do MPC/SE indicaram que apesar do crescimento das despesas no setor de segurança, houve aumento nos índices de violência no Estado. Além disso, grande parte dos recursos arrecadados pelo Funesp foi destinada à manutenção da SSP, com custeio de diárias, material de consumo, locomoção, locação de mão de obra, entre outros, e não para investimentos e modernização da segurança pública em áreas críticas como inteligência e polícia técnica.

 

Eduardo Cortês

“Os dados preliminares apontam que até houve crescimento nos investimentos, mas que os índices na área de Segurança Pública pioraram no mesmo período. Diante disto, o Tribunal irá fazer uma avaliação operacional mais detalhada para saber o motivo da SSP não conseguir os índices esperados”, explicou o procurador Eduardo Cortês.

 

Investimento x criminalidade 

Durante a tramitação da representação, a Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviços (Dceos​), através da Coordenadoria de Auditoria Operacional, realizou um levantamento preliminar no sentido de avaliar a viabilidade da auditoria operacional e confirmou as suspeitas do MPC. 

 

Dados I

Números dão conta que o aumento de despesa per capita na segurança pública não diminuiu a taxa de homicídios (por 100mil/hab.) no período de 2012-2017, tendo em vista que a elevação da despesa em 35,8% foi acompanhada também por um aumento da taxa de homicídios em 46,5%. Houve um salto de 43,3 em 2013 para 63,9 em 2016. Observa-se o um leve declínio em 2017 (55,7).

 

Dados II

A análise de dados permite observar uma tendência de aumento anual nas taxas de furtos. De 2011 a 2016 houve variação de 400%, com leve redução em 2017.  Por outro lado, a receita do Fundo Especial para Segurança Pública cresceu de quase R$ 17,2 milhões (2012) para quase R$ 28,6 milhões (2017), tendo havido altas consecutivas em todos os anos. Os valores arrecadados revelam uma receita média anual, neste período, de R$ 22,3 milhões. 

 

Recomendações

Após a auditoria operacional do Tribunal de Contas, será confeccionado um relatório e, partir daí, o Tribunal poderá emitir determinações e recomendações à SSP, como a possibilidade de exigir a adequação dos recursos do Funesp para que sejam aplicados em programas que melhorem efetivamente o combate à violência e o enfrentamento ao crack e outros entorpecentes, além de sugerir a formulação de políticas públicas intersetoriais voltadas à redução da criminalidade.

 

Feira Cultural

Uma feirinha nos moldes das existentes nas praças do interior sergipano ficará montada no Espaço Cultural do Tribunal de Contas de Sergipe (TCE) até essa quarta-feira (5). A iniciativa da Feira Cultural e Artesanal tem o apoio da Prefeitura de São Cristóvão, por meio da Secretaria de Assistência Social e Trabalho (Semast) e Fundação de Cultura e Turismo João Bebe-Água (Fundact), e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

 

Ulices Andrade I

O conselheiro presidente Ulices Andrade esteve presente na abertura e ressaltou que os artesão são promotores de cultura, transmitindo por gerações valores e práticas que “constroem o caráter de uma sociedade”. Além disso, vê a ocasião como uma oportunidade para os servidores conhecerem mais sobre a cultura e tradição do estado.

 

Ulices Andrade II

“Estamos diante de parte expressiva do nosso acervo cultural, exercitando, juntos, o melhor da nossa própria e singular sergipanidade. No início da presidência falei que pretendia estreitar os lações do Tribunal com as prefeituras, dentro dos nossos deveres constitucionais. Isto que acontece hoje é uma demonstração que estamos abertos aos municípios. Sejam todos bem-vindos e desfrutemos todos desta oportunidade”, concluiu.

 

Projeto de lei

O deputado estadual Moritos Matos (Rede) protocolou na Assembleia Legislativa o projeto de Lei que dispõe sobre a taxa para renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para condutores com idade igual ou superior a 65 anos. “A taxa de renovação da habilitação para condutores com essa idade deve ser menor que a taxa cobrada aos motoristas com idade inferior. Porque a renovação deles acontece a cada três anos e não cinco como ocorre com os demais condutores”.

 

Moritos Matos

De acordo com o parlamentar, o objetivo dessa propositura é tornar mais igualitária a taxa a ser cobrada aos condutores idosos. Isso ajustará o valor à frequência da renovação. “É justo que o valor da renovação da CNH não seja igual para todos os motoristas, por isso, espero que os deputados aprovem esse projeto e que o Governo do Estado sancione ainda este ano. Posteriormente o Departamento Estadual de Trânsito de Sergipe (Detran/SE), tomará as providências necessárias para a aplicação desta Lei”, ressalta o autor do projeto.

 

Gilmar Carvalho I

O deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC) prestou contas aos bombeiros militares sobre a conversa que teve com o governador Belivaldo Chagas. O objetivo foi o de atender uma reivindicação antiga dos servidores e por muitas vezes feita pelo parlamentar, sobre a Lobinha, que dispõe sobre a organização Básica do Corpo de Bombeiros, redistribuindo o efetivo dentro das vagas oferecidas pela corporação. Gilmar destacou que o governador Belivaldo pediu um pouco de mais de paciência, uma vez que precisa fazer a reforma administrativa nos primeiros meses de sua gestão.

 

Gilmar Carvalho II

Gilmar informou que o governador não prometeu adotar a Lobinha como reivindicada, mas que assegurou, que a partir de março, no mais tardar em maio, sentará com os bombeiros militares para conversar sobre o tema. “Fui procurado pelos bombeiros militares várias vezes para ser o porta-voz dessa reivindicação, com a qual concordo plenamente. Mais uma vez fui instrumento da corporação para chegar ao conhecimento do próprio titular do Executivo”, disse Gilmar.

 

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) defendeu que o Governo do Estado adote todas as medidas necessárias para recuperar o segmento da citricultura que, há algum tempo, tem agonizado. A parlamentar lembrou que o setor, em um dos governos de João Alves Filho (DEM), chegou a gerar 100 mil empregos diretos, garantindo desenvolvimento, não só para os municípios da região, mas para todo o Estado. “Hoje, lamentavelmente, está em acelerado processo de deterioração”.

 

Maria do Carmo II

Apesar do sucateamento, Maria entende que o Governo deve se empenhar para buscar financiamentos e promover estímulos à recuperação do setor. “O Governo do Estado fez, no passado um grande investimento na citricultura sergipana, mas é preciso retomar essa via de desenvolvimento, recuperando a infraestrutura que está disponível para que haja uma reação e os produtores sergipanos possam se reerguer", argumentou.

 

Maria do Carmo III

A senadora sergipana lembrou dos investimentos que eram feitos, levando a citricultura  a ser um segmento próspero, fazendo com que Sergipe ocupasse o segundo lugar, no país, em produção de laranja. “Hoje, infelizmente, somos o quinto. Precisamos reagir”, falou Maria, ao apelar ao governador Belivaldo Chagas que, através dos técnicos da Secretaria de Agricultura, possa discutir alternativas que viabilize esse campo que, ao longo dos anos, garantiu dignidade a centenas de famílias sergipanas.

 

Alessandro Vieira

A passagem do Dia Internacional de Combate à Corrupção, no dia 09 de dezembro, foi registrada no Senado Federal numa audiência pública da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Senador eleito por Sergipe, Delegado Alessandro Vieira participou da reunião realizada por requisição do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e presidida pela senadora Ana Amélia (PP-RS). Para o futuro parlamentar, o combate à corrupção é prioridade do seu mandato.

 

João Daniel I

Durante reunião da Comissão Especial que analisa o Projeto de Lei 6670/2016, o deputado federal João Daniel (PT) voltou a defender a necessidade da sua aprovação, para que seja implementada a redução da utilização de agrotóxicos na produção agrícola brasileira. Segundo ele, em todo mundo há um debate em torno dessa necessidade, pelo mal que os venenos têm causado à saúde.

 

João Daniel II

O PL 6670 institui a Política Nacional de Redução de Agrotóxicos (PNARA), projeto que foi construído junto com a sociedade brasileira, entidades e movimentos que defendem a vida e o meio ambiente. João Daniel disse que, lamentavelmente, há uma incompreensão desse projeto que não trata sobre a proibição dos agrotóxicos, mas apenas trata de uma questão que o mundo o Brasil e a ciência estão debatendo, que é o grande mal que causa o veneno à saúde pública.

 

Maria Mendonça I

A Assembleia Legislativa aprovou Moção de Apelo, de autoria da deputada estadual Maria Mendonça (PSDB), para que o Governo do Estado, através da Companhia de Recursos Hídricos (Cohidro) estabeleça uma parceria entre o Estado e a Prefeitura de Ribeirópolis com o objetivo de limpar a barragem do Povoado João Ferreira, situada no município.

 

Maria Mendonça II

Ela contou que a Prefeitura não tem como custear as despesas do equipamento necessário para efetuar a limpeza, daí a necessidade do apoio do Estado para a realização do serviço. “A barragem é extremamente relevante para a agricultura e a pecuária, não apenas do povoado João Ferreira, mas de toda a região”. Ela citou o caso dos povoados Serrinha e Lagoa D’água, situados no entorno barragem. “Aproximadamente 150 famílias são beneficiadas diretamente pela barragem que é usada como reservatório nos períodos chuvosos”.

 

Maria Mendonça III

De acordo com ela, a estrutura atende as necessidades dos moradores, tanto na produção de hortaliças, quanto do lazer. “Quando está limpa e cheia, as pessoas acabam se reunindo para tomar banho e se divertir um pouco”, disse a deputada que esteve recentemente ao local e confessou ter ficado assustada com o que viu. “ A situação da barragem João Ferreira está deplorável. Seca e suja”, afirmou, observando ser preciso remover toda a sujeira para quando as chuvas chegarem, esteja em condições de atender a comunidade. 

 

Emília Corrêa I

A Câmara Municipal de Aracaju (CMA) aprovou o projeto 19/2018 da vereadora Emília Corrêa (Patriota), que dispõe sobre a acessibilidade e adequação das calçadas no município de Aracaju. De acordo com Emília, as calçadas são áreas destinadas à circulação de qualquer pessoa com autonomia, fluidez e segurança, independentemente de idade, estrutura, limitação de mobilidade ou percepção.

 

Emília Corrêa II

“A acessibilidade de todos os pedestres precisa de atenção em especial em Aracaju. Principalmente, em relação à preservação das calçadas como espaço reservado de proteção mínimo de todos os pedestres da cidade”, destacou. Em sua justificativa, a vereadora ressaltou que o esquecimento desse importante tema, ao longo dos anos, impedia a livre circulação segura de todos os cidadãos aracajuanos.

 

Edicarlos & Soneca

Suplente de vereador em 2016 com 1.639 votos, Edicarlos Gomes Bonfim, que tem base política no Conjunto Augusto Franco, anunciou que em 2020 vai apoiar a reeleição do já vereador Palhaço Soneca (PPS). Edicarlos tem um trabalho conhecido junto a categoria dos rodoviários.  

 

Thiaguinho Batalha

O vereador esteve com o Governador Belivaldo Chagas para levar uma série de demandas da população aracajuana que chegam até o seu gabinete. Entre os pedidos que foram levados estava a iluminação da Orla de Atalaia. “Levamos demandas que não competem ao município, mas que não podemos nos furtar de buscar soluções, afinal, a população chega até nós com estes pedidos e fazemos o possível para atendê-los”, disse o vereador, que falou ainda sobre o projeto Orla Digital, e que recebeu sinal positivo do Governador para apresentar o projeto.

 

Adriano Cabral

O jovem político Adriano Cabral recebeu o convite do presidente estadual do PTB e deputado estadual eleito, Rodrigo Valadares, para se filiar na legenda e iniciar um trabalho já de olho na eleição municipal de 2020 em Aracaju.

 

Nélio Miguel I

O ativista dos direitos da juventude, Nélio Miguel Júnior, foi convocado para participar da 48º Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Juventude que acontece em Brasília, entre os dias  5 e 7 de dezembro. “É um sonho poder representar os jovens do meu estado, lutando por melhorias e ver as realizações do Governo Federal em nossa terra”.

 

Nélio Miguel II

“Recentemente, fiquei emocionado de ver a cidade de Estância recebendo o programa Estação Juventude 2.0, que tem como objetivo transformar a vida de jovens brasileiros, de 15 a 29 anos, desenvolvendo um caminho para o futuro, educação, trabalho, saúde, lazer, vida familiar, sexualidade, sociedade, tecnologia, cultura, participação política e comunitária. Além dos espaços equipados com instrumentos e pessoal capacitado, são oferecidos cursos, oficinas, capacitações e muito mais”, destacou Nélio Miguel.

 

CAU/SE

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Sergipe (CAU/SE) promove uma noite especial nesta sexta-feira (7), às 17h no Del Mar Hotel. O V Seminário Estadual de Arquitetura e Urbanismo de Sergipe traz o tema “Sustentabilidade” e é um encontro multidisciplinar entre os profissionais e estudantes da área de arquitetura e urbanismo, sociedade civil e áreas afins, com o objetivo de refletir e comemorar o dia do Arquiteto e Urbanista, celebrado em 15 de Dezembro, com várias atividades.

 

Semana Afro-Brasileira I

Começa nesta quarta-feira (5) e segue até sexta (7) a VI Semana de Cultura Afro-brasileira (VI Secab), organizada pelo Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabi-UFS), Coletivo Negro Beatriz Nascimento (CNBN) e Associação dos Docentes da Universidade Federal de Sergipe (Adufs). Serão realizadas mesas redondas, rodas de conversas, oficinas, atividades culturais, exibição de vídeos, entre outras atividades.

 

Semana Afro-Brasileira II

O evento, que tem como tema “Negritude em movimento: contextos e desafios em tempos de crise”, pretende discutir, compartilhar e articular ações de enfrentamento ao racismo, bem como de produção de conhecimentos e práticas de educação das relações étnico-raciais, tendo como protagonistas pessoas de diferentes segmentos sociais da sociedade sergipana, de modo especial os movimentos sociais negros e dos direitos humanos, bem como de profissionais e estudantes do espaço educacional (educação básica e ensino universitário) comprometidos com a luta antirracista.

 

Barra dos Coqueiros I

A Prefeitura de Barra dos Coqueiros está intensificando os trabalhos de limpeza no Conjunto Prisco Viana, onde a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos está fazendo a limpeza do canal que contorna a Cidade e faz divisa com outros bairros da região, como o Loteamento Antônio Pedro, o Bairro Apicum, Goré e uma parte do Centro da cidade.

 

Barra dos Coqueiros II

Durante a operação, que envolve uma equipe formada por trabalhadores da empresa Via Norte, um caminhão e uma retroescavadeira, é feita a capina e a limpeza da passarela que margeia toda a extensão do canal, além da limpeza interna do canal. O trabalho envolve ainda a retirada do lixo e do entulho despejado irregularmente no local, que podem provocar a obstrução do canal e gerar riscos à saúde pública.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 




Tópicos Recentes