24/05/2018 as 06:37

Picolé de Chuchu

Após os discursos inflamados da sexta-feira, onde as principais lideranças do PSDB, PSC e PRB bradaram juntos

Política Online

Política
Por Junior Valadares
<?php echo $paginatitulo ?>

Após os discursos inflamados da sexta-feira, onde as principais lideranças do PSDB, PSC e PRB bradaram juntos que ali estavam  para anunciar a chapa que iria empolgar e resolver os problemas de Sergipe. Tudo voltou ao normal, qualquer analista pode afirmar que tudo voltou como d’antes ao quartel de Abrantes. O certo é que a chapa anunciada e composta pelo senador Eduardo Amorim (PSDB), André Moura (PSC) e Heleno Silva (PRB), candidatos respectivamente ao governo do estado e às duas vagas do senado federal, mais parece ser um picolé de chuchu, não empolgou.

Escrevo esta coluna, faço comentários políticos em duas rádios do estado e preciso ficar ligado ao sentimento popular, é dele que falo e escrevo, ontem mesmo fui ao mercado municipal - considero aquele estabelecimento um grande termômetro do que acontece no estado - lá existem comerciantes, consumidores, passantes, empresários,  e pessoas de todas as classes sociais da capital e do interior, onde qualquer desavisado pode fazer o seu juízo de valor. Após a visita, saí com o sentimento de que as eleições e a chapa montada por parte da oposição não empolgou, parece que foi mesmo um acontecimento sem gosto, sem sal, sem importância. Espero que tudo volte a ser como antes, que as pessoas após um anulúncio como este dêem a devida importância e possam conversar, comentar ou até mesmo torcer por este ou aquele candidato, e as eleições voltem a ter a mesma importância que sempre tiveram no cenário sergipano. Talvez com a fumacinha branca, que vai anunciar que Habemus vice da chapa o eleitorado fique empolgado.

Desembargador governador

Com o afastamento do governador Belivaldo Chagas (PSD), no período de  30 de maio a 04 de junho, assume o comando do overno do estado o Des. Cesário Siqueira Neto. O Galego vai se afastar para fazer exames de revisão de um procedimento cirúrgico realizado em abril de 2017. O presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo, não poderá assumir o comando do Executivo Estadual por motivos eleitorais.

Aumento de combustíveis

O deputado Valadares Filho (PSB-SE), fez um apelo ao governo federal para rever a política de reajuste dos combustíveis adotada pela Petrobras. "Nos últimos dezessete meses, o diesel subiu de preço onze vezes.  Na semana passada foram cinco aumentos. Esta semana, em meio a  uma manifestação dos caminhoneiros, a Petrobras anunciou o sexto aumento consecutivo. Já a gasolina, desde julho de 2017,  subiu cerca de 60%", disse Valadares

Política perversa

A política de reajustes adotada pela nova gestão da Petrobras está vinculada à cotação do dólar e do barril de petróleo no mercado internacional. Valadares Filho destaca que cada vez que o dólar sobe, os brasileiros pagam mais caro pelo combustível. “Essa é uma política de reajuste perversa, pois nós brasileiros não recebemos em dólar. Aumento do combustível significa que o brasileiro vai pagar mais caro, não só pelo combustível mas pelo alimento que chega à mesa, por medicamentos, por utensílios domésticos. A solução somente virá com a mudança da politica de reajustes adotada pela Petrobras, ou seja com a desvinculação do preço dos combustíveis do mercado internacional”, finalizou o deputado.

Ministro em Sergipe

A convite do deputado federal e líder do governo federal André Moura (PSC), e se houver combustível no Aeroporto Santa Maria, deve desembarcar em Sergipe nesta sexta-feira, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão. O ministro deve assinar o termo de liberação das verbas asseguradas pelo deputado federal André Moura (PSC) junto ao Governo Federal para a realização dos festejos juninos em vários municípios sergipanos incluindo Aracaju.

CCs de Foguinho

O vereador Elber Batalha (PSB) voltou a falar sobre os cargos comissionados e os funcionários fantasmas lotados na Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA). Elber citou  uma matéria que foi veiculada no início desta semana no jornal virtual Cinform, que trouxe denúncias do Sepuma em relação a diversos casos da gestão do prefeito Edvaldo Nogueira, o popular Foguinho Zabumbeiro.

Cinco milhões

Segundo Elber Batalha, são acusações que dizem que a PMA pagou R$5 milhões apenas de cargos comissionados, sendo que o ex-prefeito João Alves também pagou esse valor no final de sua gestão. “Isso mostra uma incoerência de Edvaldo Nogueira, já que ele mesmo baixou um decreto em janeiro de 2017 onde ele diz que reduziria em 50% os cargos em comissão trabalhados por João Alves. Fazendo uma rápida conta, era para Edvaldo gastar com cargos cerca de R$ 2,5 milhões, no máximo. O que esperar de uma gestão que não cumpre uma portaria que ele mesmo impôs para si?”, protestou Elber.

 

 




Tópicos Recentes