08/06/2018 as 15:17

Com ótimos valores, Dinamarca pode ser a grande surpresa do Mundial

Especial Copa do Mundo

Copa do Mundo Rússia 2018
Por Dhiogo Oliveira e Iago Rick
<?php echo $paginatitulo ?>

A atual geração dinamarquesa não é tão boa quanto a das décadas de 80 e 90, época em que o mundo foi surpreendido pelo futebol envolvente dos jogadores nórdicos, mas conseguiu reanimar os torcedores do país mostrando em campo um estilo de jogo ofensivo e imponente, em especial na fase final das eliminatórias europeias.

Para a Copa, as principais esperanças da torcida são os nomes do meia Christian Eriksen, principal responsável pela classificação ao mundial e do goleiro Kasper Shmeichel, filho do lendário Peter Shmeichel, e que ajudou a levar o pequeno Leicester ao título inglês há dois anos atrás.

Se seus jogadores estiverem inspirados, a Dinamarca pode surpreender muita gente gente na competição e ir longe para suas expectativas.

Palpite do Alô - Apesar de ter um setor defensivo sólido e um bom meio de campo comandado pelo talentoso Eriksen, a seleção não deve ir além das quartas de final.

Melhor colocação - Nunca passou da primeira fase.

Destaque -Christian Eriksen (Meia).

Ranking FIFA - 12º

Convocação: Goleiros: Kasper Schmeichel (Leicester), Frederik Ronnow (Brondby) e Jonas Lössl (Huddersfield Town);

Defensores: Mathias Jorgensen (Huddersfield Town), Simon Kjaer (Sevilla), Andreas Christensen (Chelsea), Jens Stryger Larsen (Udinese), Jannik Vestergaard (Borussia Mönchengladbach), Henrik Dalsgaard (Brentford) e Jonas Knudsen (Ipswich);

Meio-campistas: Christian Eriksen (Tottenham), Thomas Delaney (Werder Bremen), William Kvist (Copenhague), Lasse Schöne (Ajax), Lukas Lerager (Bordeaux), Michael Krohn-Dehli (Deportivo La Coruña);

Atacantes: Nicolai Jorgensen (Feyenoord), Andreas Cornelius (Atalanta), Pione Sisto (Celta de Vigo), Viktor Fischer (Copenhague), Yussuf Yurary Poulsen (Leipzig), Martin Braithwaite (Bordeaux) e Kasper Dolberg (Ajax).




Tópicos Recentes