08/06/2018 as 15:28

Austrália chega à Rússia com sua pior geração desde 2006

Especial Copa do Mundo

Copa do Mundo Rússia 2018
Por Dhiogo Oliveira e Iago Rick
<?php echo $paginatitulo ?>

Após terem se classificado aos trancos e barrancos para a Copa, os Socceroos, como são chamados os atletas da seleção australiana devem dar muita dor de cabeça aos seus torcedores no mundial da Rússia.

Dependendo quase que exclusivamente do talentos do atacante veterano Tim Cahill e do meia Aron Mooy, o time australiano não gera grandes expectativas e deve no máximo fazer três pontos na fase de grupos (de uma improvável vitória contra o Peru) e não passará da primeira fase.

Já deveriam, inclusive, estar pensando na Copa de 2022

Palpite do Alô - Após conseguir uma vaga sofrida e muito comemorada, a seleção terá papel de figurante na copa do mundo, e pode acabar fazendo sua pior campanha da história.

Melhor colocação - Oitavas de Final em 2006.

Destaque - Aaron Mooy

Ranking FIFA - 40º

Convocação: Goleiros: Brad Jones (Feyenoord), Mathew Ryan (Brighton & Hove Albion - Inglaterra) e Danny Vukovic (Genk - Bélgica);

Defensores: Aziz Behich (Bursaspor - Turquia), Milos Degenek (Yokohama Marinos - Japão), Matthew Jurman (Suwon Bluewings - Coréia do Sul), James Meredith (Millwall - Inglaterra), Josh Risdon (Western Sydney Wanderers - Austrália) e Trent Sainsbury -(Grasshopper - Bélgica);

Meio-campistas: Jackson Irvine (Hull City), Mile Jedinak (Aston Villa), Robbie Kruse (Bochum - Alemanha), Massimo Luongo (Queens Park Rangers), Mark Milligan (Al-Ahli Jeddah - Arábia Saudita), Aaron Mooy (Huddersfield Town - Inglaterra), Tom Rogic (Celtic) e James Troisi (Melbourne Victory);

Atacantes:  Daniel Arzani (Melbourne City), Tim Cahill (Millwall), Tomi Juric (Luzer - Suíça), Mathew Leckie (Hertha Berlim), Andrew Nabbout (Urawa Red Diamonds - Japão) e Dimi Petratos (Maccabi Haifa).




Tópicos Recentes