11/06/2018 as 14:27

Pior geração das últimas décadas deve impedir Messi de ganhar um título com a Argentina

Especial Copa do Mundo

Copa do Mundo Rússia 2018
Por Dhiogo Oliveira e Iago Rick
<?php echo $paginatitulo ?>

Com o elenco mais fraco em uma Copa do Mundo desde o mundial de 82, a Argentina vem para a competição com o moral baixo e sem grandes expectativas.

Carente do mesmo potencial ofensivo que lhe rendia o status de favorita em outras edições, o time argentino também não tem lá defensores de primeiro nível, e qualquer um dos três goleiros convocados não inspira confiança. 

Para piorar, ainda caiu no grupo mais equilibrado do torneio, e não será surpresa caso não se classifique em primeiro da chave. 

Deve cumprir apenas papel de figurante na competição, com seu elenco mediano.

Palpite do Alô - Tendo caído em um grupo bastante equilibrado e sem bobos, a Argentina te que primeiro pensar em passar da fase de grupos. Se chegar em uma semifinal, já terá ido além do esperado.

Melhor colocação - Campeão em 1978 e 1986.

Destaque - Lionel Messi (Meia-atacante).

Ranking FIFA - 5º

Convocação: Goleiros: 1. Nahuel Guzmán (Tigres - México), 12. Franco Armani (River Plate) e 23. Wilfredo Caballero (Chelsea);

Defensores: ​2. Gabriel Mercado (Sevilla), 3. Nicolas Tagliafico (Ajax), 4. Cristian Ansaldi (Torino), 6. Federico Fazio (Roma), 8. Marcos Acuña (Sporting), 14. Javier Mascherano (Hebei China Fortune), 16. Marcos Rojo (Manchester United), 17. Nicolas Otamendi (Manchester City) e 18. Eduardo Salvio (Benfica);

Meio-campistas: 5. Lucas Biglia (Milan), 7. Ever Banega (Sevilla), 11. Angel Di María (PSG), 13. Maximiliano Meza (Independiente), 15. Enzo Pérez (River Plate) e 20. Giovani Lo Celso (PSG);

Atacantes: 9. Gonzalo Higuaín (Juventus), 10. Lionel Messi (Barcelona), 19. Sergio Agüero (Manchester City), 21. Paulo Dybala (Juventus) e 22. Cristian Pavón (Boca Juniors).




Tópicos Recentes