27/06/2018 as 11:11

A Origem do Quentão

“A gastronomia é temperada com cultura e aromatizada de sabedoria”

Coluna Gourmet

Gastronomia
Por Elisangela Nunes
<?php echo $paginatitulo ?>

Toda festa junina que se preze tem fogueira, quadrilha, milho verde e, claro, quentão! Conheça a seguir um pouco da história dessa famosa bebida de sabor marcante que ajuda a aquecer o corpo no inverno, animando as festas e quermesses do interior do país.

Não existe consenso sobre a origem do quentão. Há quem diga que a bebida foi criada no interior de Minas Gerais e São Paulo, quando a população resolveu adicionar especiarias à Cachaça para aquecer o corpo durante as festividades dos três Santos. Essa bebida liga sua origem ao ciclo da cana-de-açúcar, ainda nos primeiros anos de colonização. O certo é que a produção canavieira e a dificuldade de acesso a outras bebidas destiladas permitiram a criação de uma bebida saborosa e tipicamente brasileira.

Por causa da imigração europeia em meados do século XX, o vinho quente também ficou conhecido como quentão, principalmente na região sul do Brasil. No entanto, o quentão tradicional era feito com cachaça, açúcar e especiarias trazidas da Ásia pelos portugueses no período de colonização: a canela veio do Sri Lanka, o cravo-da-índia veio da Indonésia e o gengibre, da China.

Existem algumas variações da receita de acordo com a região e a época. Algumas pessoas adicionam lascas de laranja e limão para acentuar o aroma, enquanto outros acrescentam frutas picadas, como no vinho quente. Nos dois casos, o sabor da cachaça não é prejudicado.

Com ou sem invencionices, o fato é que a cachaça é a grande protagonista do quentão, por isso, nem pense em preparar a bebida utilizando um produto de baixa qualidade. O ideal é a utilização de uma cachaça de boa procedência, preferencialmente de alambique, e a mais envelhecida possível. Lembrando que, mesmo no caso do uso de uma boa cachaça, é melhor não exagerar no consumo do quentão, não apenas pelo álcool, mas por causa das calorias acrescidas:

Chega de falar e vamos ao que interessa. Confira a receita tradicional do quentão que aquece nas festas juninas:

Vamos a receita!!!

Ingredientes

600 ml de cachaça

600 ml de água

1/2 quilo de açúcar refinado

100 gramas de gengibre em lascas

2 pedaços de canela em pau

8 cravos da índia

Preparo

Em uma panela, coloque o açúcar refinado para derreter até que ele forme um caramelo e acrescente as especiarias. Mexa um pouco e, quando o açúcar estiver todo derretido, acrescente a água, deixando ferver por 30 minutos. Em seguida, acrescente a cachaça, deixe ferver mais 10 minutos e desligue a panela. O ideal é que o quentão descanse por pelo menos 40 minutos antes de ser servido.

Dica da chef:

Adicione lascas de laranja e limão para acentuar o aroma, frutas picadas, como abacaxi e maçãs, não prejudica o sabor da cachaça.

OBS: Espero que tenham gostado dessa receita, e de terem conhecido um pouco mais sobre sua história. Aguarde e confira a próxima publicação.

 

Elisangela Nunes - Chef gourmet, colunista gastronômica e consultora na área de organização e limpeza.

Trabalhamos com todos os tipos de eventos,

Oferecemos kit festa,

Oferecemos cesta de café da manhã e festa na caixa,

Oferecemos serviço de congelamento com cardápio variados,

Oferecemos cursos para iniciantes na areia da gastronomia,

Oferecemos serviços de Buffet com equipe qualificada,

Instagram elisangelasantos_40

E-mail: chefegourmetlinunes@gmail

 




Tópicos Recentes