06/08/2018 as 15:56

A sorte está lançada

Ponto de Vista, por Ivan Valença

Ponto de Vista

Política
Por Ivan Valença
Foto: (Nelson Jr./TSE).<?php echo $paginatitulo ?>

A sessenta dias de realização das eleições gerais em todo o País – dia 7 de outubro é a data fatal – os sergipanos já conhecem o nome dos nove candidatos a governador do Estado. Mas ao contrário de eleições anteriores, sabe-se o nome do candidato mas o partido pelo qual concorre é uma incógnita.

Prá começo de conversa, somente seis dos nove candidatos não tiveram tempo ou não quiseram  fazer parceria com outras agremiações para a escolha dos seus respectivos vices ou de candidatos ao Senado. Então preferiram marchar com os seus próprios partidos, “carregando” a vice-governadoria com gente de sua própria situação. Isso limitaria a atuação de muitos deles? É bem possível.

Antigamente, mas não há muito tempo, os candidatos a governador já chegavam às convenções com os vices afiados na boca da língua. Tudo era acertado antes, bem antes, não como este ano que deixou tudo para a última hora.

Até uma candidatura maiúscula, como a de Eduardo Amorim, só veio apresentar o seu vice, no caso o empresário Ivan Leite, retirado de um partido que formava a base de apoio do governador Belivaldo Chagas, de última hora, isto é, a 48 horas antes da convenção.

Uma outra coisa a se notar nas eleições deste ano. Conhecem-se os nomes dos candidatos, mas os partidos que representam são meramente desconhecidos, quase anônimos. De fato, é quase impossível decorar as denominações de trinta e tantas agremiações, aptas a concorrer às urnas de outubro próximo. Faça um teste você próprio: por qual partido o governador Belivaldo Chagas vai concorrer à reeleição? Ele que sempre acompanhou  Jackson Barreto, que é do PMDB. desta vez é candidato pelo inexpressivo PSD.

O que importa mesmo é que todos os candidatos têm partidos atrás de si. Todos foram escolhidos e sacramentados no ú ltimo domingo. A sorte está lançada...




Tópicos Recentes