17/09/2018 as 04:51

A onda do fake

Notícias falsas tentam manchar a campanha do líder das pesquisas

Política Online

Política
Por Junior Valadares
<?php echo $paginatitulo ?>

Parece que a onda do Fake News vai surfar a vontade em Sergipe nas eleições deste ano, não adianta nem decisão judicial que os homens do Fake não estão nem aí, também mesmo com a certeza que Fake News é crime nada acontece para quem o patrocina. Nas redes sociais, então, a coisa rola de um jeito que parece propaganda nazista, aquela mesmo onde uma mentira contada várias vezes  vira verdade, é um verdadeiro festival de baixarias, tem blogueiro, marqueteiro e uma ruma de eiro que deveria estar na cadeia, isto mesmo, porque Fake é igual a Estupro, é crime, mas enquanto os homens e mulheres sergipanos parecem querer permanecer sedados a coisa rola, tentando desvirtuar a verdade dos fatos. Fake News é um crime previsto no artigo 323 do Código Eleitoral e no artigo 84, da Resolução TSE n°23.551/2017, o artigo 84, diz que “constitui crime, punível com detenção de 2 (dois) meses a um 1 (ano) ou pagamento de 120 (cento e vinte) a 150 (cento e cinquenta) dias-multa, divulgar, na propaganda, fatos que se sabem inverídicos, em relação a partidos políticos ou a candidatos, capazes de exercer influência sobre o eleitorado (Código Eleitoral, art. 323, caput). A pena é agravada se o crime é cometido pela imprensa, rádio ou televisão (Código Eleitoral, art. 323, parágrafo único), portanto enquanto a “CANA” for mole, a balbúrdia vai continuar.

A galera não alisa,  e parece que a bola da vez é o líder das pesquisas de intenção de voto para o governo do estado Valadares Filho (PSB). Bastou que VF mantivesse a liderança nas pesquisas , para que os eiros de plantão (dentre eles blogueiros e marqueteiros) esquentassem as turbinas e descessem a madeira no líder. Sou boa gente, (aí é minha opinião é claro, tem gente que não gosta), não sou de pegar no pé de ninguém, mas a informação, a internet e outros meios de comunicação não podem e não devem ser terra de ninguém, tem que ter regra; se até o futebol o jogo mais democrático do mundo as tem, porque o mundo da comunicação deve ser terra de ninguém? Escrevi esta nota hoje, porque fui buscar os elementos necessários para esclarecer pelo menos aos meus leitores, que as acusações que o deputado Valadares Filho (PSB) recebeu neste fim de semana é uma das mentiras mais deslavadas destas eleições, a locadora de veículos RN e a Infinitty denunciadas como um grande escândalo com vinculação a VF,  existem, tanto existem, que tem como clientes a Prefeitura Municipal de Aracaju comandada pelo grande brother Edvaldo Nogueira, o popular Foguinho e de outros órgãos de administração publica (a confirmar), enquanto isto, obedecendo as recomendações nazistas, os eiros de plantão tentam mentir para o povo acreditando ser esta a melhor solução para definir a eleição. A promessa é de que vem muito mais por aí, também a cana é mole, se fosse dura a galera estaria evitando espalhar as suas Fake News por aí. Tenho dito.  

CRIME DE DESOBEDIÊNCIA

A coligação do governador Belivaldo Chagas (PSD), candidato à reeleição, usa de subterfúgios para não cumprir decisão do tribunal que o proíbe de vincular Valadares Filho (PSB), candidato a governador, à gestão do presidente Michel Temer (MDB), segundo o TRE. Neste domingo, 16  a coligação do atual governador foi surpreendida com o pedido oficial da coligação de Valadares Filho para que a Procuradoria Regional Eleitoral apure se houve "crime de desobediência" por parte da coligação da Belivaldo. Xiiiiiiiiii vai dar namoro.

MARKETING DO MAL

O senador Antonio Carlos Valadares (PSB) afirmou que o "marketing do mal" busca desconstruir a imagem do deputado federal Valadares Filho (PSB), candidato a governador. Segundo o senador, “o  marketing do mal impulsiona ataques e baixarias contra o candidato Valadares Filho. São os métodos covardes da velha política que invadem as redes sociais com a propagação de fake news pra derrubar adversários”. Confira o que postou o senador em suas mídias sociais:  3ª temporada de ataques arquitetados pelo marketing do mal é iniciada nas redes sociais, em campanha suja e covarde para desconstruir a imagem do candidato ficha limpa @Valadares_Filho . Identificados os autores queixa-crime será movida perante a Justiça Eleitoral.

PESQUISA

A pesquisa de intenção de voto divulgada pelo Datafolha na 6ª feira (14.set.2018) indica que o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, empata com o petista Fernando Haddad na região Nordeste e lidera sozinho nas demais regiões do país. A pesquisa nacional de intenção de voto mostra Bolsonaro à frente com 26%. No 2º lugar, Ciro Gomes (PDT) e Fernando Haddad (PT) têm 13%. Empatado no limite da margem de erro está Geraldo Alckmin, com 9%. Marina Silva (Rede) caiu e tem 8%. A pesquisa Datafolha foi contratada pelo jornal Folha de S. Paulo e pela TV Globo. Foram entrevistados 2.820 eleitores em 198 municípios nos dias 13 e 14 de setembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%. O levantamento está registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o código BR-05596/2018.

PPS

O problema da coligação PSDB/PSC está definitivamente solucionado. Luzia de Aguinaldo do Verso (PPS), será a primeira suplente ao Senado, do candidato a senador André Moura (PSC), agora com a força e apoio do partido. Houve mudança para o segundo suplente: será Antônio Fernando Noronha Pinheiro Junior, genro do presidente regional do PPS, Clovis Silveira. A decisão foi tomada neste domingo, depois que Edvaldo da Pneu Center (PPS), que fora impugnado pelo TRE, aceitou recuar,  desistir de recorrer da decisão e de disputar o mandato. Com essa decisão de Edvaldo, o PPS aprovou os nomes de Luiza e de Antônio Fernando para primeiro e segundo suplentes de André Moura, pondo um fim a uma reação que poderia acontecer durante reunião da Executiva Regional do PPS, que se realiza nesta segunda-feira (17).

GRITO DOS EXCLUÌDOS

Os candidatos Iran Barbosa (deputado estadual) e Ângela Melo (deputada federal) denunciam, em carta ao povo sergipano, que foram excluídos do programa eleitoral do rádio e da televisão pela coligação “Pra Sergipe Avançar”, comandada pelo candidato a reeleição ao governo do estado Belivaldo Chagas (PSD). Segundo os excluídos, o motivo apresentado foi uma chantagem: deveríamos, ao final de todas as nossas aparições no rádio e televisão, pedir votos para o candidato da coligação ao Governo do Estado, Belivaldo Chagas. A nossa resposta foi transparente, como sempre foi a nossa atuação pública: não pediremos voto para partidos que, ao apoiarem a retirada de Dilma da Presidência e a prisão de Lula, fizeram o Brasil retroceder décadas em seus avanços democráticos e nos direitos das trabalhadoras e trabalhadores. Cabrunco é a história do Golpe.

GALEGO

O candidato à reeleição em Sergipe, o governador Belivaldo Chagas (PSD), realizou um grande ato político na sua terra natal, Simão Dias. O Galego que é  natural do município, assegurou aos conterrâneos fazer em benefício deles tudo que está ao seu alcance enquanto chefe do Poder Executivo. “Nosso governo, que tem apenas cinco meses, executa neste momento mais de R$16 milhões em obras aqui no município. Tive a oportunidade de estar governador da minha terra e por ela tenho feito o que posso, assim como fiz quando fui vice-governador, mesmo com as limitações do cargo. Como secretário de Educação, tive a oportunidade de reformar todas as escolas da Rede Estadual em Simão Dias” relembrou o governador, ao destacar ainda ter muito por fazer pelo município.

 




Tópicos Recentes