27/09/2018 as 06:22

Fake contra o Alô para na PF, no Pardal e no MPE

Fakenews contra o Alô vai ser investigada pela Polícia Federal, MPE e Justiça Eleitoral

Política Online

Política
Por Junior Valadares
<?php echo $paginatitulo ?>

Avisei várias vezes neste espaço que as Fakenews produzidas contra os vários segmentos da sociedade sergipana deveriam ser investigadas e os culpados deveriam ir parar nas barras da justiça, dito e feito. Após produzir vários Fakenews contra os políticos e tentar virar os seus rosários de mentiras e calúnias contra o Alô Sergipe, empresa que mantém o alonews.com.br e o Instituto DatAlô no ar. Os produtores de notícias maliciosas e mentirosas vão parar na justiça. Conheço grande parte da galera, que tenta agora tirar a credibilidade de uma empresa que tem em seus quadros doze prestadores de serviços através do MEI, e se você fizer uma conta rápida mantém com seus colaboradores, a vida de quarenta e oito pessoas que fazem parte das famílias dos doze micro empreendedores individuais que ali prestam seus serviços. Tinha avisado aos eiros de plantão (blogueiros, paladinos da justiça ao inverso e outros), que ia onde fosse necessário ir,  para defender a honra e a credibilidade da empresa em que trabalhamos e construímos o dia a dia com a verdade, dito e feito.

Após receber mensagem do amigo radialista Alex Carvalho ontem pela manhã, nós que fazemos o Alô constatamos que os mentirosos de plantão estavam tentando denegrir a imagem da empresa pregando nas mídias sociais a mentira, o Fake,  a noticia enganosa, mas com o Alô “eles” pegaram embaixo, ontem mesmo denunciamos a Fake ao sistema Pardal da justiça Eleitoral, prestamos uma queixa na Policia Federal e ainda hoje vamos ao Ministério Publico Eleitoral oferecer denúncia contra a noticia  para denunciar a  Fake que tenta envolver o Alô no limbo da política. Aí amigo não adianta mandar mensagem, pedir aos meus amigos para aliviar, ou tentar arregar nas mídias sociais, agora quem quiser discutir sobre este assunto vá a Policia Federal, à Justiça Eleitoral ou ao Ministério Público Eleitoral e se explique lá, vamos dar o asunto pelo menos por aqui como encerrado. Em tempo, o Instituto DatAlô vai manter a pesquisa registrada no TSE e divulgaremos o resultado seja ele qual for, para mantermos a palavra com nossos leitores, estes sim, a nossa razão de ser.

FICHA SUJA

O Tribunal Regional Eleitoral negou nesta terça-feira (25) pedido de concessão de liminar formulado pelo candidato a governador da coligação Para Sergipe Avançar, que buscava impedir a divulgação, em qualquer meio de comunicação, de que Belivaldo Chagas é candidato "ficha suja". Ao indeferir o pedido, o juiz auxiliar da propaganda Eleitoral, desembargador Roberto Eugênio da Fonseca Porto entendeu que Valadares Filho, da coligação "Um Novo Governo para Nossa Gente", não ofendeu, durante entrevista concedida à Rádio 930 AM, Belivaldo Chagas como candidato "ficha suja", ao suspeitar de irregularidades durante sua gestão frente à Secretaria da Educação. 

PÁREO DURO

A 11 dias das eleições, o cenário é de indefinição na corrida pelas vagas ao Senado em 16 Estados e no Distrito Federal. Neles, há empate técnico para pelo menos uma das duas vagas em disputa. No caso mais acirrado, no Pará, há 5 candidatos empatados na margem de erro em 2º lugar. Nesta eleição, cada Estado elegerá 2 novos senadores para 1 novo mandato de 8 anos. Em Sergipe o candidato Antônio Carlos Valadares (PSB) lidera com 26% das intenções de voto, o deputado federal André Moura (PSC) vem em segundo com 21% e o ex-governador Jackson Barreto (MDB)vem em terceiro com 18%. A pesquisa IBOPE foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número 09362/2018.

PRESIDENTE EM SERGIPE

Pesquisas Ibope em 24 estados e no Distrito Federal divulgadas neste mês levantaram o cenário local das intenções de voto para presidente. Na terça-feira (25), as mais recentes foram publicadas no Rio de Janeiro e São Paulo. Na segunda-feira (24), pesquisas foram divulgadas no Ceará e em Mato Grosso do Sul. Bolsonaro lidera em 15 estados, incluindo os três maiores colégios eleitorais: São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Haddad lidera em sete estados, todos do Nordeste. Ciro Gomes manteve a liderança isolada no Ceará. Geraldo Alckmin tem melhor desempenho em São Paulo, onde só está atrás de Jair Bolsonaro. Marina Silva oscilou negativamente em Minas Gerais, caiu em São Paulo e se manteve estável no Rio de Janeiro. Confira o resultado em Sergipe: Haddad - 33%, Bolsonaro: 16%, Ciro Gomes: 7%, Marina: 6% e Alckmin: 5%.

DENÚNCIA GRAVE

O candidato a governador Milton Andrade (PMN) considera “desumano” saber que a cada dois pacientes, um morre nas filas dos postos ou hospitais por falta de médico, remédio ou leito para atendimento. “Isso dói na minha alma”, disse ao ressaltar que a saúde implementada pelo Estado é considerada a quarta pior do Brasil, segundo o ranking da Folha de São Paulo. “São mortes causadas por falta do básico. Tem muita gente sofrendo com essa ineficiência. O cidadão sergipano ou conhece alguém ou está na fila da saúde em busca de uma cirurgia, de um exame ou de qualquer outro procedimento. Todos os dias sou abordado por pessoas que estão vivendo a angústia de ter um parente num corredor ou numa de estabilização esperando uma transferência para o Huse”, salientou Milton.

GRANA

O governo do Estado inicia o pagamento de servidores estaduais no próximo sábado, dia 29, quando recebem integralmente os servidores da Educação do magistério e administrativos lotados em escolas, Segrase, Agrese, Ipesaúde e Sergipeprevidência. Também serão pagos nessa data, todos os servidores ativos, aposentados e pensionistas, que recebem até R$ 3 mil, o que corresponde a 70% do funcionalismo público. Servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima desse valor (R$ 3 mil), receberão na íntegra no dia 12 de outubro.

FHS

O deputado estadual Georgeo Passos, Rede, usou o pequeno expediente da sessão plenária desta quarta-feira, 26, para falar sobre o Projeto de Lei nº 98/2018 que trata sobre a situação dos funcionários da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS). A proposta está prevista para ser votada nesta quinta-feira, 27, na Assembleia Legislativa. “Inicialmente, foram feitas cinco sugestões, mas as entidades abriram mão de três para facilitar sua inclusão no PL”, explicou o parlamentar. “Possivelmente, amanhã o líder do Governo deverá apresentar essas emendas. Os trabalhadores, que por várias vezes vieram a esta Casa e pediram o nosso apoio, estão ansiosos para que essas modificações sejam incluídas no texto antes da votação. Precisamos dar essa tranquilidade e fazer com que seja cumprido o que foi acordado”, completou o deputado.




Tópicos Recentes