15/10/2018 as 06:31

Belivaldo, Valadares e a busca por apoio no 2º turno

O percentual de vitoria de um ou outro neste segundo turno não passa de dois %

Política Online

Política
Por Junior Valadares
<?php echo $paginatitulo ?>

Logo após o resultado das eleições de primeiro turno em Sergipe, os candidatos que chegaram ao segundo turno no estado, botaram seus blocos nas ruas, em busca de apoios para a dura eleição em 28 de outubro. Ancorado  nos mais de quatrocentos mil votos obtidos no primeiro turno,  o governador e candidato a reeleição Belivaldo Chagas (PSD), buscou na classe política do estado fechar alianças que lhe proporcionassem uma  eleição ainda mais tranquila no segundo turno. De cara, o Galego conseguiu o apoio de alguns deputados estaduais dentre eles o reeleito Capitão Samuel (PSC), Venâncio  Fonseca (PSC) ambos filiados ao partido presidido em Sergipe pelo líder do governo Temer André Moura, de prefeitos do interior e lideranças também ligadas ao líder,  e do ex deputado Reinaldo Moura (pai de André), que declarou voto a Belivaldo por não querer votar nos Valadares. Belivaldo, desta forma, achava que rapidamente poderia bater o martelo fechar o caixão e despachar  Valadares Filho (PSB), no segundo turno para as eleições do governo estadual.

Eis que o caldo engrossou, Valadares Filho se movimentou e buscou no senador eleito pela REDE SUSTENBTABILIDADE Alessandro Vieira o sopro de esperança para a sua campanha, acertou Valadares. O vídeo em que o delegado Alessandro declara apoio a Valadares Filho viralizou na Internet, tanto foi, que a tropa de choque do PSD na Internet tentou desqualificar o apoio,  jogando na vala comum da política o senador eleito com uma expressiva votação. Para engrossar ainda mais o caldo, a delegada Daniele Garcia postou vídeo nas redes sociais acusando os governos de Belivaldo Chagas (PSD) e Jackson Barreto (MDB), de ser uma tragédia para os sergipanos que combatem a corrupção. Desde o ultimo dia sete de outubro, logo após o resultado das eleições em Sergipe, alertei a todos neste espaço, que eleição em segundo turno é uma eleição plebiscitária, onde os sergipanos irão aprovar ou não o governo que aí está, no meu entender o percentual de vitoria de um ou outro neste segundo turno não passa de dois %. 

SOPRO DE RENOVAÇÃO

A delegada Daniele Garcia ex-DEOTAP, gravou um vídeo e postou nas mídias sociais que tem dado o que falar nos meios políticos do estado. Daniela faz sérias acusações ao governo de Belivaldo Chagas (PSD), e disse que a continuidade do governo de Belivaldo e Jackson “é uma tragédia para a maioria dos sergipanos de bem que lutam contra a corrupção”.  No vídeo, a delegada Daniele, símbolo da luta contra a corrupção no estado, afirma ainda que “a continuidade  deste governo é um tapa na cara dos sergipanos, sei que vou continuar a ser perseguida se este governo continuar, não importa, prefiro correr este risco a permanecer calada”, disparou uma indignada delegada.

BOQUIM

O prefeito de Boquim, Eraldo de Andrade (Solidariedade) e o vice Chicão do (PT), decidiram apoiar Valadares Filho (PSB) no 2º turno da eleição para governador.  No 1º turno, ambos apoiaram Eduardo Amorim (PSDB), que ficou em 2º lugar no município, com 3.097 votos (25,22%). No 1º turno, no município, o governador Belivaldo Chagas (PSD) obteve 4.910 votos (39,98%) e Valadares Filho, 3.062 (24,93%).

ALESSANDRO VIEIRA

O senador eleito Alessandro Vieira (Rede) declarou apoio ao candidato Valadares Filho (PSB). Alessandro viaja nesta segunda-feira (15) a São Paulo, para participar de reunião com todos os eleitos do Renova BR. "Eu escolho votar em Valadares Filho em razão do entorno que cerca Belivaldo Chagas. Não é possível imaginar que vamos combater a corrupção mantendo esse mesmo grupo político no poder com todo esse peso que já conhecemos. Então você fica sabendo que o delegado Alessandro Vieira vota em Valadares Filho no segundo turno”.

PRB

O PRB deve anunciar oficialmente nesta segunda feira (15), quem o partido deve apoiar neste segundo turno ao Governo do Estado. O  partido mantém segredo sobre o nome decidido pela legenda, já que a direção regional do partido conversou com os dois lados. O deputado estadual Jairo de Glória, também PRB, já declarou apoio a Belivaldo Chagas e já ocorreram conversas com Ivan Leite, candidato a vice do pela chapa do senador Eduardo Amorim. Tudo leva a crer, que o partido estará ao lado do governador Belivaldo Chagas (PSD), mas setores mais progressistas do partido querem compor com o deputado federal Valadares Filho (PSB), que também convidou o partido para integrar sua composição.

GRAÚDOS

O procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa do Ministério Público Federal na Operação Lava Jato, tem postado em suas redes sociais desde a reta final da campanha postagens sobre os investigados na Lava Jato, disse vários políticos suspeitos de envolvimentos na Lava Jato e outros esquemas de corrupção perderam o foro privilegiado. “Pelo menos uma dezena de envolvidos graúdos (nas investigações) perderam o foro privilegiado”, disse Dalgnol em sua conta no Twitter. Ele ainda deu “parabéns aos brasileiros” e afirmou que “houve avanços significativos contra a corrupção”. Entre os políticos citados, Deltan Dallagnol citou o sergipano André Moura (PSC) que não conquistou a vaga ao Senado.

INDULTO

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, voltou a afirmar, quando questionado sobre a possibilidade, se eleito, de dar um indulto ao ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva, que ele não quer. "Ele não pede. É engraçado vocês me pedirem para me posicionar sobre algo que o presidente não está pedindo. Ele está pedindo um julgamento justo", disse Haddad em entrevista ao site do jornal El País neste domingo (14).  O ex-mandatário está preso na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba desde abril, onde cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP).

 

 




Tópicos Recentes