18/10/2018 as 06:33

Exclusiva: PPS decide apoiar Valadares Filho

Partido decidiu apoio em reunião da executiva estadual

Política Online

Política
Por Junior Valadares
<?php echo $paginatitulo ?>

O Partido Popular Socialista (PPS), decidiu ontem em reunião da sua executiva estadual na sede estadual do partido, que irá apoiar neste segundo turno, o candidato ao governo do estado Valadares Filho (PSB). O presidente estadual da legenda Clóvis Silveira, abriu a reunião parabenizando os deputados estaduais eleitos pela sigla Dilson de Agripino e Samuel Carvalho e fez um breve relato das eleições de 2018, onde, segundo ele o partido escreveu “um belo capitulo da sua história”. Logo após, a executiva votou e decidiu pelo apoio ao deputado federal Valadares Filho na disputa pelo governo do estado, segundo a executiva o partido vai marchar unido em torno da candidatura de VF. O deputado estadual eleito Samuel Carvalho, afirmou que a eleição de segundo turno no município de Nossa Senhora do Socorro será outra, desta vez segundo Samuel “o resultado das urnas no município, com certeza vai apontar a vitoria de Valadares Filho em Socorro e no estado, mudando de vez a cara de um governo que nada faz por seus cidadãos”.

O anuncio do apoio do PPS a Valadares Filho tem um significado muito grande para o deputado, que afirmou ao Alô News estar feliz e motivado com o apoio, e que as eleições do segundo turno terá uma outra história a ser contada com a sua vitória no próximo dia 28 de outubro. “Estou preparado, motivado e com uma vontade enorme de fazer o bem ao povo sergipano, chega de marasmo, Sergipe precisa olhar para a frente, nosso povo não pode ficar da forma que está, são problemas enormes na Saúde, na Educação, na Segurança Publica, na geração de Emprego e Renda, na Ação Social, na transparência e na corrupção, estamos formando o time do bem, com o apoio do PPS e de outros partidos e pessoas como o senador eleito por Sergipe o delegado Alessandro Vieira (REDE), me fazem acreditar ainda mais na vitória e que juntos poderemos mudar a história de Sergipe”, disse o deputado. Agora é aguardar a sabatina do Alô News, iremos conversar com os dois postulantes ao governo do estado, de acordo com o sorteio realizado dia 22 será a vez do governador e candidato a reeleição Belivaldo Chagas (PSD), no dia 23 vamos sabatinar o deputado federal Valadares Filho (PSB), e viva a democracia!

TAPETÃO

O julgamento no Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE), sobre a questão Fábio Henrique (PDT), terminou com a vitoria do deputado eleito por seis votos a um.   O vice-presidente nacional do PT e candidato a deputado federal, Márcio Macedo, entrou com uma ação questionando a vaga de Fábio Henrique, alegando que o novo cálculo fere o princípio da anualidade, que estabelece a vigência da Lei após um ano da data em que foi aprovada. O pleno decidiu por grande maioria (6×1) que Fábio Henrique permanece como Deputado Federal. “A decisão do TRE/SE está em consonância com as decisões anteriores do TSE, inclusive essas regras têm mais de um ano, foram publicadas no dia 06 de outubro de 2017. Ou seja, um ano antes da eleição e não haveria como reconhecer qualquer tipo de inconstitucionalidade”, explicou o advogado Mário Vasconcelos, que faz a defesa de Fábio Henrique.

DIÁLOGO COM JORNALISTAS

O candidato a governador de Sergipe, Valadares Filho (PSB), participou do “Diálogo com Jornalistas”, evento promovido pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Sergipe, e ouviu os principais pleitos da categoria. Os jornalistas cobraram do candidato uma posição sobre a Fundação Aperipê que não recebe a atenção necessária do governo do Estado. “Infelizmente a Aperipê não recebe a atenção necessária do governador, isso dificulta o trabalho dos nossos profissionais e impede que ela preste um bom serviço à sociedade. Faltam investimentos na infraestrutura, modernização dos equipamentos e valorização do quadro de funcionários”, destacou o candidato. “Já na fase de transição iremos discutir todas as questões ligadas à Fundação Aperipê e estudar a viabilidade para a realização de concurso público. Eu cuidarei da fundação em parceria com as entidades ligadas a cultura e vamos trabalhar juntos para resgatar a programação da TV e rádio dos sergipanos”, afirmou Valadares Filho.

APOIO

O senador Eduardo Amorim (PSDB) decidiu que vai apoiar o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) a presidente da República. Eduardo está em  Brasília e recebeu nesta quarta-feira (17) uma ligação telefônica de Bolsonaro, pedindo “nosso apoio para o segundo turno em Sergipe”. Na terça-feira (16), o senador tucano já havia recebido telefonemas dos senadores José Medeiros (MT), Magno Malta (ES) e do deputado federal Onyx Dornelles Lorenzoni (DEM/RS), provável ministro chefe da Casa Civil, também convidando o senador para entrar no bloco de apoio a Bolsonaro. Mas só nesta quarta-feira (17) foi que ele decidiu. O diretor do Hospital do Amor (Hospital do Câncer de Barretos), Henrique Prata, também já havia feito o pedido a Eduardo para que apoiasse no segundo turno o presidenciável do PSL.

GRANA

Nas eleições de 2014, a chapa do ex-governador usou R$ 654.505,52 na campanha, sem identificação da fonte originária da arrecadação. O montante equivale a 36,37% do valor total arrecadado pelos candidatos. O Ministério Público Eleitoral apresentou requerimento à Justiça para intimar o ex-governador de Sergipe, Jackson Barreto de Lima e o atual governador, Belivaldo Chagas, a pagarem R$ 654.505,52 ao Tesouro Nacional, em valores corrigidos, no prazo de cinco dias. O pedido, protocolado no Tribunal Regional Eleitoral nesta quarta-feira, 17 de outubro, é para execução do acordão do Tribunal Superior Eleitoral, que reprovou as contas dos candidatos a governador de Sergipe e vice-governador, Jackson Barreto e Belivaldo Chagas, respectivamente, no pleito de 2014.

TEMER

A defesa do presidente Michel Temer pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso a anulação do indiciamento promovido pela Polícia Federal (PF) no inquérito que apura o suposto favorecimento da empresa Rodrimar S/A na edição do chamado Decreto dos Portos, assinado em maio do ano passado pelo presidente. Em manifestação enviada a Barroso, que é o relator do caso no STF, os advogados do presidente alegam que, devido ao foro por prerrogativa de função garantido ao presidente da República, a PF não tem competência para indiciar Temer. Para os advogados, o indiciamento é ilegal e provoca repercussão na honorabilidade de Temer e “reflexos na estabilidade da nação". "Chamou a atenção da defesa, a decisão da autoridade policial de proceder diretamente o indiciamento do requerente, sem qualquer autorização de Vossa Excelência [Barroso], ou mesmo pedido neste sentido por parte da Procuradoria-Geral da República (PGR), usurpando a competência exclusiva desta Suprema Corte", argumentou a defesa.

SILVIA FONTES

A deputada estadual e candidata a vice governadora na chapa de Valadares Filho (PSB) Silvia Fontes (PDT), afirmou que “quem tem o poder de votar, tem o poder de tirar”, disse ao explicar que deve ocorrer uma mudança. Silvia Fontes não perdeu a oportunidade para criticar o atual governo, afirmando que participará diretamente da administração, também no caso de serem eleitos, embora segundo ela, sem exigir secretarias. A candidata aproveitou para ironizar ao afirmar que “não vou passar quarto anos no governo para no final dizer que não sabia de nada”, disse ao se referir às declarações do então vice-governador Belivaldo Chagas que afirmava que não tinha o poder de decisão.




Tópicos Recentes