27/10/2018 as 05:46

O Mar Negro das eleições de 2018

É a primeira vez que, em uma democracia estamos observando o uso do WhatsApp para poder difundir massivamente notícias falsas

Política Online

Política
Por Junior Valadares
<?php echo $paginatitulo ?>

Nas eleições de 2018 existe um Mar Negro de Fake News. A chefe da missão da OEA (Organização dos Estados Americanos) que vai acompanhar as eleições no Brasil, Laura Chinchilla afirmou que a divulgação de notícias falsas no país via WhatsApp pode ser um "fenômeno sem precedentes". Segundo a ex-presidente da Costa Rica, o uso de um aplicativo privado para a disseminação de fake news surpreendeu autoridades porque demandou "instrumental técnico e jurídico" diferente daquele utilizado nos Estados Unidos, por exemplo, em que as redes mais usadas na divulgação das notícias falsas eram o Twitter e o Facebook. "O fenômeno que temos visto no Brasil talvez não tenha precedentes fundamentalmente por uma razão. No caso do Brasil estão usando redes privadas, que é o WhatsApp. É uma rede que apresenta muitas complexidades para que as autoridades possam acessar e realizar investigações", disse Chinchilla após participar de um encontro com o candidato do PT ao Planalto, Fernando Haddad. "É a primeira vez que, em uma democracia estamos observando o uso do WhatsApp para poder difundir massivamente notícias falsas, como é o caso no Brasil", completou.

Em Sergipe, as famosas Fake News foram disseminadas pelas duas campanhas que chegaram ao segundo turno. Valadares Filho e Belivaldo Chagas sofreram bastante com a disseminação de noticias falsas nas redes sociais, principalmente no Whatsapp, está sendo uma verdadeira loucura, nosso estado é pequeno, moramos em uma terra que é considerada de muro baixo, todos nós nos conhecemos, as campanhas tem que entender isto. Conversando com um presidente de partido amigo ontem, percebi durante o bate papo uma preocupação muito grande do amigo com as Fake News, são noticias inventadas que agora já passam do ridículo e da impunidade, principalmente quando tentam manchar a credibilidade pessoal de um dos candidatos. Todos conhecem Belivaldo e Valadares, como disse aqui há um ano atrás,  vai ser a disputa das duas criaturas de uma casa só, todos dois vem de uma mesma casta política, não adianta ninguém tentar disseminar o ódio entre os sergipanos, nos conhecemos e aprendemos a conviver com as nossas diferenças, na segunda com certeza, estaremos todos juntos e misturados conversando e dando risada desta baboseira chamada Fake News. E vamos a festa da democracia, amanhã vamos nos encontrar nas urnas, bater um papo nas filas e votar nos melhores para o nosso povo e esperar que eles possam fazer uma administração que melhorem a a qualidade de vida dos brasileiros e sergipanos.

 

GRANA

O governo do Estado inicia o pagamento de servidores estaduais referente ao salário do mês de outubro na próxima quarta-feira, 31, quando recebem integralmente os servidores da Educação – magistério e administrativos lotados em escolas – Segrase, Agrese, Ipesaúde e Sergipeprevidência.Também serão pagos nessa data, todos os servidores ativos, aposentados e pensionistas, que recebem até R$ 3 mil, o que corresponde a 70% do funcionalismo público. Todos os demais servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima desse valor (R$ 3 mil), receberão na íntegra no dia 10.

PROCESSOS

O ex-prefeito de Capela, Ezequiel Leite (PR), já acionou sua assessoria jurídica para acompanhar o indiciamento feito pela Polícia Civil, através do Departamento de Crimes contra a Ordem Tributária (Deotap), para investigar contratos celebrados durante sua gestão a frente do Município. O processo contra Ezequiel é fruto de mais uma  denúncia proferida pela atual prefeita de Capela, Silvany Sukita.“Esta é mais uma das ações movidas pela prefeita Silvany que certamente será improcedente. Estamos com a consciência tranquila, o povo de Capela conhece Ezequiel Leite e nós vamos nos defender na Justiça. Respeitamos o Deotap e entendo que se receberam uma denúncia, devem investigar mesmo. Vamos vencer mais essa”, apostou zequiel. O advogado Evânio Moura fará a defesa do ex-prefeito neste processo.

ATO VIOLENTO

A Polícia Federal cumpriu cinco mandados de busca e apreensão, em Sergipe, contra militantes petistas que planejavam atos violentos contra eleitores de Jair Bolsonaro, em caso de vitória no domingo. Foram apreendidos celulares, notebooks e mídias de armazenamento digital. A operação foi batizada de “Bravata”. Nota emitida pelo Antagonista.

PUNIÇÃO I

O TRE puniu mais uma vez o governador e candidato à reeleição, Belivaldo Chagas, por exibir no programa eleitoral a informação de investigação inexistente contra o candidato Valadares Filho.A propaganda eleitoral difundida consiste em informação falsa e negativa, com o objetivo de denegrir e difamar a imagem do candidato a governador Valadares Filho, associado a uma série e insinuações e acusações falsas de mal uso do dinheiro público, de contratações supostamente fraudulentas, bem como de existência de empresas "fantasmas". Na decisão, o juiz Fábio Cordeiro de Lima diz que “a propaganda eleitoral transmitiu a ideia de que foi instaurado o inquérito contra Valadares em razão de a Polícia Federal encontrar indícios de crime por suposto de desvio de verbas de seu gabinete através de empresas fantasmas. Ocorre que tal fato não corresponde a realidade propriamente dita porque Valadares não se encontra formalmente na posição de investigado e muito menos de indiciado”.

PUNIÇÃO II

Em decisões proferidas na tarde desta sexta-feira, 26, a Justiça Eleitoral concedeu ao candidato Belivaldo Chagas (PSD) mais dois direitos de resposta para apresentar a verdade dos fatos em relação à notícia falsa de um suposto apoio de André Moura nesse segundo turno das eleições, divulgada, insistentemente, pelo candidato Valadares Filho (PSB), como também para se defender da acusação infundada de que o PIB do agronegócio em Sergipe teve o pior desempenho do país.  Assinada pelo Juiz-Relator Fábio Cordeiro de Lima, do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE), a primeira decisão considerou os argumentos da defesa de Belivaldo, que sustentaram haver, por parte da coligação adversária, “a finalidade de degradar a imagem do candidato Belivaldo, ao mostrar um acordo político já desmentido em nota oficial da assessoria do deputado André Moura”.

APOSENTADORIA

O deputado federal e candidato ao Governo do Estado, Valadares Filho (PSB), afirmou na manhã desta sexta-feira, 26, que abrirá mão da sua aposentaria como deputado federal, a qual tem direito por lei ao final deste, que é o seu terceiro mandato consecutivo. A declaração foi feita durante entrevista em tom de crítica ao candidato opositor, Belivaldo Chagas (PSD). “Dia 1º de janeiro de 2019 eu deixo a Câmara Federal, seja com um resultado positivo ou negativo nas urnas neste pleito, eu abrirei mão da minha aposentaria. Eu quero que Belivaldo faça o mesmo, já que ele recebe uma aposentaria como defensor público e outra como deputado estadual”, criticou.

 

 




Tópicos Recentes