31/10/2018 as 08:03

Ferida braba só se cura com Pó Secante

Lembro quando era pequeno, que minha mãe só curava ferida braba com pó secante, uma boa pedida Reinaldo.

Política Online

Política
Por Junior Valadares
<?php echo $paginatitulo ?>

O ex-deputado estadual e ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado Reinaldo Moura, tem sido a estrela das mídias sociais neste ano. Reinaldo é um curtidor, experiente, sabe como ninguém usar a comunicação a seu favor. Nos grupos de WhatsApp, o ex-candidato derrotado a prefeitura de Aracaju e um dos melhores radialistas do estado, tem feito sucesso, são perolas que muito político e comunicador queriam citar,  e Reinaldo não tem papa na língua. Com Valadares Filho (PSB) candidato derrotado ao governo do estado Reinaldo manifestou seu repúdio às constantes declarações do deputado que acusava o governador Belivaldo Chagas (PSD) de ter feito acordo com André para integrar sua equipe em eventual segundo mandato. Reinaldo chamou VF de menino mimado e ainda afirmou que o deputado dormia e acordava pensando em André Moura filho de Reinaldo. Com o jornalista Claudio Nunes, Reinaldo foi sutil,  mas não perdeu o rebolado escrevendo que   “o jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter”. Embora não tenha citado nomes, o ex-conselheiro ainda escreveu: “a quem interessar possa: pena que nem todos os CLÁUDIOS pensem assim”.

Já com o senador Valadares, Reinaldo não poupou “elogios”, disse antes que Valadares era uma cobra dos olhos verdes e soltou a maior das pérolas, chamando o senador de Ferida Braba. Com o título “De Reinaldo para Valadares Pai”, ele mandou um duro recado para o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) através das redes sociais.  “Vá cuidar de sua cabeça que está doente. Se você não se metesse tanto na vida do menino mimado talvez ele fosse uma pessoa melhor. Você é um bicho odiento disfarçado de cordeiro. Você é ‘ferida braba’ e só quer tudo para você”, escreve Reinaldo Moura. Reinaldo foi mais além e disse: “você só aparece a cada dois anos, com o mesmo discurso de honesto, pobrezinho e sofredor. Você sabe que o conheço bem, desde os tempos de João Alves, que lhe tirou do nada e lhe fez governador. No mesmo dia, na posse de Antônio Manoel/André Mesquita (lembra dele?) você inventou uma briga e deu um ponta pé no Negão. Você está acostumado a chutar no prato que comeu. Quanto ao voto em Belivaldo, repito que Belivaldo não me pediu voto hora nenhuma. Voto nele porque o voto é meu, é livre e é o melhor para Sergipe.Em tempo: estou muito calmo”, finalizou. Lembro quando era pequeno, que minha mãe só curava ferida braba com pó secante, uma boa pedida Reinaldo.

FOGUINHO

O meu, o seu, o nosso prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B), disse ontem ao jornalista André Barros que “a  eleição mal acabou e já estou em Brasília buscando os caminhos para liberação de recursos. Sou otimista e nunca venho para uma batalha achando que não vou conseguir a vitória. Eu vim trabalhar e tenho esperanças de que vamos sair daqui vitoriosos. Esse é o meu propósito”. Foguinho disse ainda, que viajou à Brasília na tarde da última segunda-feira, 29,  e afirmou que sua ida à capital federal tem o objetivo de garantir a liberação dos recursos já destinados para Aracaju. “Ao todo, são quase R$ 300 milhões que estão assegurados, empenhados e com grande parte dos projetos licitados. Dentro desses recursos que temos garantidos estão os R$113 milhões para o Plano de Mobilidade Urbana, que engloba os semáforos inteligentes, novos abrigos de ônibus e o recapeamento asfáltico de quatro importantes corredores da nossa cidade”, Foguinho só esqueceu de dizer que perdeu André Moura, o grande prefeito de Aracaju.

OS CARLOS E O MOURA

Enquanto o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), revela que tem preferência pelo nome do juiz Sergio Mouro para o Ministério da Justiça, seu vice, o general Hamilton Mourão disse a interlocutores que gostaria que o Ministério fosse assumido por um dos Carlos, o Brito ou o Veloso, ex ministros do Supremo Tribunal Federal, segundo o jornalista Lauro Jardim de O Globo. Enquanto Sérgio Moro disse que ficou feliz e que vai refletir, Sergipe pode emplacar dois ministros no novo governo, tanto Carlos Brito como André Moura podem ser ministros de Bolsonaro; é só aguardar.

PREVIDÊNCIA

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) quer emplacar a reforma da previdência ainda nesta legislatura. O futuro ministro Paulo Guedes da Economia, disse ontem desejaer que a reforma da Previdência de Temer seja aprovada pelo Congresso Nacional ainda este ano. Consultado pelo site da Folha de São Paulo, o deputado federal André Moura (PSC), líder do governo no Congresso, disse que a aprovação será difícil , e que não houve orientação do Planalto para que seja tocada a pauta. "Ninguém tocou no assunto", disse o deputado nesta terça-feira, 30. Para que o Congresso vote emenda à Constituição este ano, o presidente Michel Temer terá que, primeiro, decretar o fim da intervenção militar na Segurança Pública do Rio de Janeiro.

RESSACA ELEITORAL

O Setransp apresentou à SMTT, planilha de custos que reflete aumento do preço do diesel e do número de gratuidades, e queda do número de passageiros. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju apresentou a planilha de cálculo tarifário de custos do transporte, que já aponta o valor de R$ 4,44 como tarifa necessária para estabelecer o equilíbrio entre os custos para a operação do serviço e o número de passageiros pagantes atendidos na capital e região metropolitana. Como em Aracaju, a tarifa do transporte é a única fonte de custeio do serviço, acabam recaindo sobre o próprio passageiro reflexos como o aumento do número de gratuidades, aumento do preço do combustível e a queda do número de passageiros pagantes. São as águas de outubro fechando a eleição.

VETOS

Na manhã desta terça-feira, 30, os vereadores da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) discutiram e aprovaram dois vetos do Poder Executivo durante a Pauta de Votação da 88ª Sessão Ordinária. O primeiro a ser votado foi o Veto Total Nº 25 ao Projeto de Lei Nº 315/2017, que dispõe sobre a instalação de câmeras de monitoramento nos estabelecimentos prestadores de serviço de banho e tosa de animais domésticos, de autoria do vereador Seu Marcos (PHS). O veto foi mantido com dez votos favoráveis e quatro votos contrários. De acordo com o líder do prefeito na CMA, Vinícius Porto (DEM), o veto não  trata de discutir o mérito e a relevância desta propositura. “O prefeito é a favor desta matéria, estamos aqui discutindo a questão constitucional, pois a lei não se insere nas atividades fins do município e interfere na livre iniciativa. Não é proibido que o estabelecimento instale câmera, mas fazer disso uma obrigatoriedade, não é válido para o município”, explicou.

LINGUA AFIADA

O ex-governador de Sergipe e candidato derrotado ao senado Jackson Barreto (MDB), desceu a madeira em vários opositores ontem durante entrevista concedida ao Jornal da Fan. JB afiou a língua e não poupou críticas à deputada Silvia Fontes (PDT), ao senador Antônio Carlos Valadares (PSB), ao PRB  e também ao senador eleito Alessandro Vieira (Rede). Jackson acusou a deputada estadual, Silvia Fontes de ter sido a responsável por denunciar a “inauguração fake” do centro de nefrologia do HUSE.  Do senador Valadares, JB disse: “eu nunca vi um velho tão ranzinza, que vive fazendo postagens ridículas no twitter. O que o filho dele levou foi uma verdadeira pisa. A diferença entre ele e Belivaldo, foi de mais de 300 mil votos. Esta é a terceira derrota consecutiva que ele enfrenta depois de disputar um cargo executivo. Quem precisa de mancômetro é ele”, respondeu JB  a uma postagem do senador. Já com o PRB, Jackson foi direto. “Com eles agora é só bom dia e boa tarde. Eles fizeram um papel sujo, quando se aliaram ao grupo de Amorim e André Moura, depois voltaram como madalenas arrependidas. Por mim eles ficariam no canto deles, mas quem decide isso é o governador eleito Belivaldo Chagas, estou apenas dando a minha opinião com o coração aberto”. E por fim, JB disse que o senador eleito Alessandro Vieira errou muito “ao querer colocar em minha gestão a pecha de corrupto, sem, em nenhum momento, provar absolutamente nada. Depois ele vai e apoia Valadares dizendo que apoiava o novo".




Tópicos Recentes