31/10/2018 as 15:29

Receita de sanduíche natural especial

“Faça da sua gastronomia, felicidades”

Coluna Gourmet

Gastronomia
Por Elisangela Nunes
Foto enviada pela colunista<?php echo $paginatitulo ?>

 

Atenção clientes:

Final de ano está chegando, e pode não sobrar tempo para fazer a Ceia. Contrate nossos serviços, fazemos tudo pra você! Buffet completo, garçons, e muito mais! Chama no ZAP 79 99933-7095 e agende sua festa agora!!!

Olá gente quanto tempo né...? Passei bom tempo sem falar com vocês. Saudades!!! O motivo foi um pequeno problema que tive com o meu notebook, mas agora tudo resolvido!

Bom, com esse tempo de correria, onde a praticidade é a palavra de ordem, trago pra vocês uma comida que é adorada por todos e conhecida em todo o mundo. Estou falando do sanduíche, esse petisco é bem versátil.... Suas combinações trazem sabores incríveis, vai do simples ao mais sofisticado...

Uma breve história sobre o sanduíche

O sanduíche é uma refeição famosa em praticamente todo o mundo. Em alguns lugares, é um pouco diferente, mas quase nunca foge do tradicional: dois pães e algum tipo de recheio entre eles. Mas você sabe a origem desse lanche tão famoso?

O sanduíche é assim chamado em homenagem a John Montagu, 4º Conde de Sandwich, em cuja honra este nome é dado ao “petisco” composto por duas fatias de pão contendo dentro variados tipos de alimentos e ingredientes como carnes, queijos, enchidos, legumes, molhos, etc.

A sanduíche pode ter muitas denominações diferentes, dependendo das variantes de ingredientes utilizados e até dos diferentes lugares onde é consumida. Pode-se chamar de sanduíche, sandocha, emparedado, sánguche, sangüiche, bolo, lanche, pepito e muitas outras designações. E não podemos esquecer também que as baguetes, os hambúrgueres ou os famosos cachorros-quentes são do mesmo modo incluídos e considerados variantes da sanduíche original.

Atualmente, não por motivos de amor ao jogo mas sobretudo pelo ritmo de vida que a maioria de nós é obrigada a levar, a sanduíche tornou-se uma boa alternativa alimentar devido ao seu lado prático e funcional. É extremamente apreciada e consumida pelas camadas mais jovens.

A verdade é que com os ingredientes certos a sanduíche pode tornar-se numa refeição nutritiva e saudável.

A lenda diz que o conde era viciado em jogos de aposta, e não queria de jeito nenhum deixar a mesa de carteado, mesmo estando com fome. Por isso, pediu para que um de seus cozinheiros lhe preparasse um lanche que fosse fácil de comer. Acatando às ordens de Montagu, o servente lhe ofereceu dois pães com um recheio no meio. Assim, de acordo com a história, teria nascido o sanduíche.

O nome da refeição de fato veio em homenagem ao Conde, mas a história popular não está completamente correta. O conto surgiu em 1770, em um livro de Pierre Jean-Grosley, um escritor francês, que fez a obra ‘Tour em Londres’. A anedota tem poucas linhas, e descreve o sanduíche como feito por um pedaço de bife e pão torrado. Mas existe algo além da famosa historia

Estou trazendo um tipo de sanduíche mais rustico e pode ser consumido a qualquer hora

Esse sanduíche foi criado em Puebla, no México, e seu nome faz referência tanto ao tipo de pão quanto ao lanche inteiro. Hoje em dia, pode ser encontrado em restaurantes mexicanos espalhados pelo mundo.

Vamos à receita !!!

Receita de sanduíche natural especial

Ingredientes

  • 1/2 cenoura pequena ralada no ralo grosso
  • 1/2 cebola pequena picada
  • 1/2 xícara (chá) de maionese Hellmann's
  • 1 lata atum em conserva (170g), bem escorrido
  • 8 fatias de pão de fôrma integral
  • 4 folhas de alface-crespa
  • 1 tomate pequeno em rodelas

Modo de preparo

  • Em uma tigela, coloque a cenoura, a cebola, a maionese Hellmann's e o atum, e misture bem.
  • Reserve.
  • Disponha as folhas de alface sobre metade das fatias de pão, cubra com as rodelas de tomate e finalize com o patê de atum.
  • Disponha por cima as fatias de pão restantes e sirva em seguida.

Tempo de preparo: 15 minutos
Rendimento: 4 porções

Dica da chef

Para dar mais sabor a esse sanduiche, faça um molho de milho verde de lata.

01 lata de milho verde (o milho sem a agua e lavado)

01 caixa de creme de leite

Sal a gosto

Pimenta do reino a gosto

Bata todos os ingredientes no liquidificador, peneire e já está pronto pra ser servido.

 

Elisangela Nunes - Chef gourmet

Contrate nossos serviços gastronômicos - 79 99933-7095




Tópicos Recentes