17/01/2019 as 11:51

Três notas esparsas

Ponto de Vista, por Ivan Valença

Ponto de Vista

Política
Por Ivan Valença
Foto: (Reprodução/Revolução Brasileira).<?php echo $paginatitulo ?>

O ex-governador Albano Franco  escreveu, na edição de final de semana do “Jornal da Cidade”, um belo artigo de despedida ao Sr. Adilson Barreto Franco, segundo ele, “um especialista em fazer amigos  e clientes com sua proverbial simpatia  e ampla competência como profissional do comércio”. Filho do Sr. Paulo Figueiredo, e irmão de  Marcelo, Francisco e Luciano Franco Barreto, Adilson era a mola mestra da loja do pai, a Irmãos Figueiredo, uma empresa de moda masculina, das mais tradicionais que o comércio sergipano já viu. Em seu texto, Albano ressalta a capacidade dele e dos irmãos no gerenciamento de lojas do comércio sergipano. Tanto que Luciano Barreto é um importante líder  do comércio sergipano e dono de uma das maiores empresas de construção civil do Estado, a Construtora Celi, assim batizada, há 50 anos atrás, em homenagem a sua própria esposa. Adilson faleceu na terça-feira, 8 de janeiro, e foi, segundo Albano Franco, “uma das melhroes figuras humanas de minha geração”.

                                                           ***

A semana não terminou sem que deixássemos de reverenciar outro morto ilustre. É que, no começo da tarde de domingo, despediu-se da gente o médico George Amado, um dos mais  importantes otorrinos do Estado. Ele faleceu vitimado por uma doença que carregava já há algum tempo, a ELA , ou seja Esclerose  Lateral Amotrofica. Dono de uma enorme clientela, o dr. George Amado também serviu a vários hospitais e clínicas da cidade. Deixa uma enorme lacuna na área médica da cidade.

                                                           ***

Ainda faltam um ano e oito meses para as eleições de prefeito de todos os cinco mil e poucos municípios brasileiros, mas já há candidatos afoitos lançando-se no mercado, apenas para marcar posição. É o caso do deputado estadual Gilmar Carvalhoi. Natural de Itabaiana, ele tentou por várias vezes se eleger deputado estadual, o que só conseguiu nas eleições passadas. Nada disso porém, é levado em conta. E ele já vai ditando ordens:  “Não estou preocupado se terei apoio desse ou daquele setor da classe política. Náo quero compromisso  polçítico para chegar lá com toda a condição de fazer todas as mudanças que entendo que precisam ser feitas”. Se Gilmar conseguir se eleger, que cargo ocupará o radialista Douglas Magalhães, seu “alter-ego” no Cidade Alerta? Está lhe reservado o cargo de Primeiro Ministro. Se o cargo ainda não existe, não tem problema: cria-se!


 




Tópicos Recentes