01/02/2019 as 07:14

Eleições legislativas

As eleições do Senado, Câmara e Assembléia movimentam o mundo politico nesta sexta

Política Online

Política
Por Junior Valadares
<?php echo $paginatitulo ?>

O povo brasileiro e sergipano vai saber hoje quem irá comandar os destinos de três importantes cargos que tem a ver com o cotidiano das familias e habitantes do país e do estado. Hoje se realizam as eleições para a presidência do Senado Federal, Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa do estado de Sergipe.  O Senado realiza nesta sexta-feira (1º) a sua eleição mais disputada desde a redemocratização, com ao menos nove candidatos à presidência da Casa. Apesar do favoritismo de Renan Calheiros (MDB-AL), que tenta chegar à presidência pela quinta vez, o terreno é instável. O alagoano ainda disputa internamente a indicação de sua bancada com a senadora Simone Tebet (MDB-MS) e enfrenta uma onda anti-Renan. Além disso, Davi Alcolumbre (DEM-AP) tenta se viabilizar como candidato do governo. A Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe, também elege hoje o seu presidente. A disputa que antes parecia tranquila em favor do seu atual presidente Luciano Bispo (MDB), ganhou contornos de drama com a candidatura do atual vice-presidente Garibalde Mendonça (MDB). A sessão de posse que começa por volta das 15h será conduzida pelo atual presidente, que logo após convoca os deputados para a eleição da mesa diretora. O voto será secreto e por volta das 15h teremos a definição de quem vai presidir a Alese pelos próximos dois anos.

A Câmara Federal decide nesta sexta-feira (1º) quem comandará a Casa pelos próximos dois anos. Com seis candidatos -por enquanto- na disputa pela cadeira de presidente, o pleito começará às 18h, após a posse dos novos deputados pela manhã.  O favorito é Rodrigo Maia (DEM-RJ), que tenta a reeleição. Ele conseguiu arregimentar em torno de si boa parte das siglas da Casa, incluindo o centrão, que reúne bancadas expressivas, e o PSL de Jair Bolsonaro. Mesmo no bloco da oposição que deve ser formado, partidos, como o PC do B, não se descartam voto no atual presidente da Casa. Como é escolhido o novo presidene da Casa: 13h30 - Prazo máximo para a formação de blocos para compor a Mesa  Diretora. 14h30 - Reunião de líderes sobre candidaturas e candidatos. 17h - Prazo para o registro oficial de candidaturas . 18h - Início da sessão de eleição da Mesa Diretora. Rito  - A sessão é comandada pelo presidente anterior; como Rodrigo Maia (DEM-RJ) é candidato, será conduzida pelo deputado mais velho entre os com mais  mandatos, neste caso Gonzaga Patriota (PSB-PE), 72;- Votação só ocorre com ao menos 257 deputados em plenário, é secreta e em urna eletrônica; - O candidato é eleito com MAIORIA ABSOLUTA, ou seja, 257 deputados; no segundo turno, ganha o que tiver mais votos, sem mínimo. Cargos em disputa 1ª vice-presidência 2ª vice-presidência - examina os pedidos de ressarcimento de despesa médica 1ª secretaria - "prefeitura" da Câmara, dá posse à Secretaria-Geral da Mesa, e à Diretoria-Geral; é responsável por credenciamentos e superintendência de serviços administrativos 2ª secretaria - responsável pelos estágios e pela emissão de passaporte diplomático 3ª secretaria - cuida dos reembolsos de passagens aéreas, e examina os requerimentos de licenças e faltas 4ª secretaria - responsável pela distribuição dos apartamentos funcionais. Candidatos: Rodrigo Maia (DEM-RJ), Fábio Ramalho (MDB-MG), JHC (PSB-AL), Marcelo Freixo (PSOL-RJ), Marcel van Hattem (Novo-RS), Ricardo Barros (PP-PR). 

 

PDT

O meu, o seu, o nosso prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), não atendeu o convite do deputado federal eleito Fábio Henrique (PDT) para ingressar no seu partido. O prazo dado por Fábio a Foguinho se expirou e o prefeito perfeito preferiu mesmo continuar atrelado a seu antigo partido. O PDT agora vai agora tentar outras opções com o intuito de disputar a prefeitura de Aracaju, pode ir com o deputado Gilmar Carvalho ou recorrer a uma opção caseira, numa linguagem bem peculiar, Fábio Henrique .

CLIMA TENSO

  1. O que antes era uma barbada para o deputado estadual Luciano Bispo (MDB), pode virar uma corrida onde o sprint final passa a ter uma importância fundamental na corrida sucessória para eleger o presidente da Casa. Afirmei ontem neste espaço que o deputado Garibalde Mendonça é um cara articulado, sabe como ninguém mexer as peças do intrigado jogo político da Alese, que é uma casa de pares. Todos tem o mesmo valor até a eleição da mesa diretora e Garibas sabe disto, tanto sabe, que ontem à tarde reunido com um grupo de deputados, o cabra conseguiu se manter na disputa e agora com chances reais de ser o presidente da Casa.

CHAPA

O deputado Luciano Bispo (MDB) disse que “após quatro anos administrando com responsabilidade e respeito a todos os deputados estaduais, situação e oposição, vou colocar meu nome na eleição de amanhã (sexta-feira 01) para avaliação dos colegas, e a única coisa que posso garantir é continuar agindo como agi sempre, com respeito às pessoas”. Luciano anunciou os nomes que comporão a sua chapa a ser apresentada para a eleição: Presidente, Luciano Bispo; Vice-presidente: Gualberto; 1º Secretário; Jeferson Andrade; 2º Secretário Luciano Pimentel; 3º Secretário Capitão Samuel Barreto; 4ª Secretária Maysa Mitidieri. Luciano informou também que está confiante na obtenção, de no mínimo 16, dos 24 deputados estaduais.

CÂMARA E SENADO

Favorito na disputa pela presidência da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) promete compromisso com bancada do PSL na Casa devido ao apoio recebido pelos deputados do partido para sua reeleição. O entrosamento com o Executivo, porém, não deverá ocorrer com a mesma naturalidade em função do trabalho nos bastidores promovido pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que jogou contra a candidatura do democrata. Fenômeno similar também deve ocorrer, segundo a Folha de S. Paulo, com o favorito à presidência do Senado, Renan Calheiros (MDB-AL), que viu Lorenzoni articular pela candidatura de Davi Alcolumbre (DEM-AP). As eleições na Câmara e no Senado ocorrem nesta sexta-feira (1º).

POSSE

Tomam posse nesta sexta-feira (1º), em Brasília, os oito deputados federais eleitos no pleito de outubro do ano passado para a legislatura 2019-2022. Os partids PSD, PP, MDB, SDD, PT, PR, PSC e PDT elegeram um deputado cada. Confira os nomes dos deputados federais sergipanos: Bosco Costa, Fábio Henrique, Fábio Mitidieri, Fábio Reis, Gustinho Ribeiro, Laercio Oliveira,  João Daniel e Valdevan Noventa

FUNDO PARTIDÁRIO

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou no Diário de Justiça Eletrônico (DJE) desta terça-feira (29) portaria com a relação dos partidos políticos que atingiram a cláusula de desempenho e, portanto, terão direito ao recebimento de recursos do Fundo Partidário a partir do dia 1° de fevereiro deste ano. As 21 agremiações que terão acesso aos recursos do Fundo, com os respectivos percentuais de votos válidos a serem utilizados para fins de cálculo do valor a ser recebido, são as seguintes: PSL, 12,81%; PT, 11,32%; PSDB 6,60%; PSD, 6,43%; PP, 6,12%; PSB, 6,02%; MDB, 6,08%; PR, 5,84%; PRB, 5,58%; DEM, 5,12%; PDT, 5,08%; PSOL, 3,11%; NOVO, 3,07%; PODE, 2,51%; PROS, 2,28%; PTB, 2,26%; SOLIDARIEDADE, 2,18%; AVANTE, 2,06%; PPS, 1,78%; PSC, 1,97%; e PV 1,78%.  Deixarão de receber, a partir de fevereiro, recursos provenientes do Fundo Partidário os seguintes partidos: Rede, Patriota, PHS, DC, PCdoB, PCB, PCO, PMB, PMN, PPL, PRP, PRTB, PSTU e PTC. 

MÚCIO

A sessão plenária de julgamentos do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE) desta quinta-feira, 31, marcou a despedida do presidente da Casa, Desembargador Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima. O  biênio (2017/2019) do magistrado terminará no dia 02 de fevereiro. Ricardo Múcio ocupa uma das duas cadeiras destinadas aos desembargadores e será substituído pelo Desembargador José dos Anjos, indicado pelo Tribunal de Justiça do Estado para compor o TRE-SE.  Para o corregedor e vice-presidente do Tribunal, Desembargador Diógenes Barreto a qualidade do trabalho desenvolvido por Ricardo Múcio é reconhecida pela sociedade, “sobretudo na condução das eleições, é notória e reconhecida por toda a comunidade jurídica de Sergipe




Tópicos Recentes