13/02/2019 as 07:29

Parece frase de caminhão, o pagamento da carreta não sai não

Belivaldo afirmou que está dedicado a fazer o maior programa de prevenção do câncer de colo do útero, de mama e de próstata da história do Estado de Sergipe, só não pagou a carreta

Política Online

Política
Por Ewerton Júnior
Marco Viera/ ASN<?php echo $paginatitulo ?>

A 9ª Promotoria de Justiça e Direitos do Cidadão do Ministério Público de Sergipe estar movendo uma ação judicial com pedido de tutela antecipada, na qual exige que o Governo do Estado de Sergipe coloque em funcionamento em até 30 dias, a 'Carreta do Câncer', que já está alocada na cidade de Aracaju (SE), mas não pôde até o momento realizar atendimentos em virtude de um imbróglio contratual. O Governo de Sergipe deve ser notificado da ação nas próximas 72 horas, e caso não cumpra a exigência do Ministério Público, pode ter a sua conta única bloqueada no valor referente a carreta, o que equivale à quantia de R$ 2.709.995,00. A Secretaria de Estado da Saúde informou que só irá se manifestar sobre o assunto após receber a notificação da movimentação da promotoria.

Ontem, o governador de todos os sergipanos se pronunciou sobre a questão no Programa Papo Reto transmitido pelas emissoras do governo do estado e pelas mídias sociais sobre o assunto. Belivaldo anunciou que vai autorizar uma outra licitação para a compra de outro veículo no modelo utilizado pelo Hospital de Amor, em Barretos. Na visita realizada na unidade de Barretos, o governador  conheceu o sistema de assistência na prevenção e tratamento dos pacientes oncológicos, bem como o atendimento prestado por meio das carretas. “Estamos buscando uma parceria entre aqueles que cuidam das pessoas em Barretos, aqueles que têm o know-row de atendimento na área de oncologia dentro do Hospital de Amor. Eles têm uma área de fabricação de carretas. Conversando com os técnicos de lá, vimos que não há a necessidade de um aparelho de ultrassom dentro da carreta, o que exige a presença constante de um médico e, automaticamente, encarece esse tipo de trabalho”, declarou o governador, se referindo ao aparelho existente na carreta alocada em Aracaju.

Segundo o governador, ele já solicitou uma avaliação técnica que ateste condições favoráveis de funcionamento e de manutenção dos equipamentos que constam na carreta que já está em Sergipe.  “É uma prioridade a prevenção e o tratamento de câncer. Mas o que me preocupa com relação à carreta que está aqui é que ainda não conhecemos a assistência técnica do mamógrafo instalado. Pedimos que o hospital de Barretos nos encaminhe para que tenhamos pareceres que garantam que esse mamógrafo pode ser utilizado”. Belivaldo afirmou no Papo Reto, que está ciente da ação movida pelo Ministério Público Estadual dando o prazo de 30 dias para o funcionamento do veículo que está em Sergipe.  “Encaminharei para o Tribunal de Contas de Sergipe e para o Ministério Público Estadual as informações técnicas que terei nos próximos dias. Se todas forem verdadeiras, de imediato irei pagar os R$2,7 milhões da carreta. Se as especificações técnicas não baterem com a realidade, mandarei devolver a carreta, para que seja trocado o mamógrafo. Estou dedicado a fazer o maior programa de prevenção do câncer de colo do útero, de mama e de próstata da história do Estado de Sergipe”, afirmou.  

CARTEIRA DE TRABALHO

Ontem entrevistei no Programa Balanço Geral o deputado estadual  Dilson de Agripino (PPS). O cabra falou ontem que não vai fazer oposição sistemática ao governo de Beivaldo Chagas (PSD) e afirmou que nas grandes decisões que toma, busca ouvir o seu grupo político de Tobias Barreto e região. Agradeceu aos dezoito mil eleitores que o elegeram, disse que o povo assinou a sua carteira de trabalho por quatro anos  e disparou; se o povo de Tobias assim desejar, estou pronto para outros desafios. Pode escrever é candidatíssimo a prefeito de Tobias Barreto, vai tentar derrubar o Faz de Contas.

COORDENADOR

O deputado federal Fábio Reis foi escolhido pelos deputados e senadores sergipanos, o coordenador da bancada federal, em reunião realizada no gabinete da senadora Maria do Carmo. Votaram com Fábio Reis: os deputados federais Fábio Mitidieri (PSD), João Daniel (PT) e Laércio Oliveira (PP), e os senadores Rogério Carvalho (PT) e Maria do Carmo Alves (DEM). Com Bosco Costa votaram os deputados federais Gustinho Ribeiro (SD), Fábio Henrique (PDT), Valdevan 90 (PSC) e o senador Alessandro Vieira (PPS). Se você estava ligado no Balanço Geral da Rádio Jornal ouviu o anúncio ao vivo feito pelo deputado direto de Brasilia.

CARRETA

O governador Belivaldo Chagas (PSB) disse há pouco no Programa Papo Reto, transmitido pela rede oficial de Radio e Televisão do estado e pelas mídias sociais, que não autorizou o pagamento da Carreta do Câncer porque não há garantia de que o mamógrafo possa ter assistência no Brasil. O bom Belivas realmente tem o pescoço grosso como ele mesmo afirmou, quando não se quer pagar é difícil, solicite a troca do mamógrafo e paga logo governador, o senhor é um homem de palavra.

LAVA TOGA

O  senador Alessandro Vieira  (PPS-SE) disse ontem, que houve pressão de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para que seus colegas retirassem suas assinaturas e inviabilizassem a comissão. Os senadores Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Kátia Abreu (PDT-TO) retiraram suas assinaturas. Vieira havia obtido o número mínimo de adesões (27 senadores) na última quinta-feira. Com um total de 25 assinaturas, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) arquivou o pedido para abertura da CPI da Lava Toga.

DOEU

A ProcuradorIa Geral do Estado (PGE), se  manifestou pelo indeferimento do pedido de Pensão Especial do ex-governador Antonio Carlos Valadares (PSB). A pensão havia sido suspensa até outubro de 2018. O parecer mais recente da PGE mantém o indeferimento. Isto significa, que o ex-senador, ex-governador, ex-deputado federal, ex-secretário de Educação do Estado, ex-vice governador e outras cositas mais, vai continuar sem essa grana.




Tópicos Recentes