15/02/2019 as 07:13

Lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê, abriram as portas da senzala.

Presidente definiu ontem idade mínima para as aposentadorias

Política Online

Política
Por Junior Valadares
<?php echo $paginatitulo ?>

Apesar de ter afirmado em 2017, que "aprovar uma reforma [da previdência] com 65 anos é, no mínimo, uma falta de humanidade", o presidente Jair Bolsonaro (PSL) definiu nesta quinta-feira que a reforma previdenciária estabelecerá idades mínimas de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens. As declarações de 2017 foram dadas em um evento em Teresina (PI) logo após o então presidente Michel Temer (MDB-SP) apresentar o texto da reforma que previa idade mínima de 65 anos para o pedido de aposentadoria. Em reunião com a equipe econômica, ficou estabelecido que haverá um período de doze anos de transição para se chegar aos pisos para recebimento da aposentadoria.

A confirmação foi feita pelo secretário especial de Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho. Segundo ele, a equipe econômica defendeu uma única idade mínima para homens e mulheres de 65 anos, o que foi recusado pelo presidente. As idades foram antecipadas pela Folha de S. Paulo nesta quinta. "A equipe econômica defendeu a ele 65 anos iguais para os dois gêneros e uma transição de dez anos. Essa era a ideia da equipe. E, após uma negociação com o presidente, o resultado é 65 anos para homens e 62 anos para mulheres. É uma transição de doze anos", disse. Marinho ponderou que, apesar da decisão anunciada, o texto do projeto ainda pode sofrer alterações até a quarta-feira (20). Ele será submetido até o dia do anúncio à área jurídica do Palácio do Planalto. "Hoje o presidente, dentro das informações que recebeu, tomou a decisão final. O texto está pronto e já começa a circular dentro das instâncias internas para ser validado", disse. 




Tópicos Recentes