28/03/2019 as 06:26

A Saúde de Aracaju está na UTI

O Seese ressaltou que a prioridade do sindicato sempre foi a negociação, para se chegar a uma solução

Política Online

Política
Por Ewerton Júnior
<?php echo $paginatitulo ?>

A presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe (Seese), Shirley Morales, esteve recentemente na Câmara Municipal de Aracaju, para discutir a situação da saúde do município. Na ocasião, a presidente apresentou denúncias sobre a terceirização no serviço público na área da saúde em Aracaju.  Shirley fez um apanhado dos principais problemas quanto à saúde do município e disse que a questão da terceirização não começou de repente. ”A prática teve início na gestão passada, tendo continuidade na atual gestão. Em 2015, após receber denúncias do Seese, o Ministério Público Estadual (MPE) ingressou com ação civil pública para que houvesse a realização do Concurso Público pela Prefeitura. A ação judicial logrou êxito, porém a gestão do prefeito Edvaldo Nogueira entrou com recurso tentando fazer a mesma política contrária ao concurso público de gestores anteriores.  A presidente do Seese, disse que “o caos da saúde do município agravou-se quando aconteceu a primeira Terceirização, que se deu no CAPS Davi Capistrano”. Relembrou que mesmo havendo protestos dos profissionais e dos próprios familiares dos usuários, contra essa terceirização, a medida foi implementada de forma unilateral, e a partir daí houve uma precarização dos serviços. Na administração atual mais CAPS foram terceirizados. Já na questão do Nestor Piva, o estopim se deu com a divulgação em cadeia nacional da insuficiência de médicos no Hospital. A presidente do Seese frisou que a categoria médica não iniciou o problema, uma vez que eles eram RPA e tiveram um corte de 30% a 40% em seus salários, o que não foi aceito pela categoria. 

O Seese ressaltou que a prioridade do sindicato sempre foi a negociação, para se chegar a uma solução. “Conversamos no dia 5 de janeiro com o secretário adjunto, Carlos Noronha, para tentar resolver a situação, mas logo após essa conversa a secretária da Saúde, Waneska Barbosa, anunciou a terceirização, que já teve sua dispensa de licitação assinada no dia 7 de janeiro. Destacou ainda que o prefeito Edvaldo Nogueira não anunciou como terceirização, mas sim que o hospital foi entregue à iniciativa privada. Shirley argumentou que para ser permitido a dispensa de licitação é necessário estado de calamidade e que deve ser restrita ao serviço que se encontra insuficiente. No caso do Nestor Piva, o problema estava localizado no quadro de médicos RPA e a prefeitura colocou todos os outros profissionais no pacote, esclareceu Shirley. Durante sua fala a presidente do Seese, Shirley Morales, relatou com detalhes a forma com que a prefeitura de Aracaju fechou o contrato e os problemas nesse processo. Shirley, comentou que a terceirização não melhorou o atendimento oferecido à população, pelo contrário, prejudicou o Hospital Fernando Franco, as Unidades de Saúde, além de superlotar o HUSE. “Não deixem de lado essa luta, esperamos uma atitude de cada parlamentar”. Logo após a explanação da presidente do sindicato, o vereador Elber Batalha parabenizou o Sindicato e todos os trabalhadores da saúde de Aracaju pela vitória no TJ, que anulou a privatização do Nestor Piva, considerando-a ilegal. “Em qualquer lugar sério do mundo, com essa atitude, o prefeito Edvaldo Nogueira seria punido exemplarmente pelo Ministério Público. Isso é uma fraude ao processo licitatório. Vou solicitar esses documentos e vamos até o MP para que seja feita uma queixa-crime contra a diretoria da Secretaria Municipal de Saúde, a empresa e a Prefeitura. Eles fraudaram a licitação e não é mais um debate político não. Eles deram um ganho a licitação a uma empresa totalmente fora dos padrões mínimos razoáveis”, informou.

Com informações do sindicato

FAFEN

O deputado federal Laércio Oliveira esteve em reunião com o ministro das Minas e Energia, Almirante Bento Costa Lima, para discutir as propostas para evitar que mais de 5 mil empregos diretos e indiretos da cadeia produtiva do ciclo de fertilizantes no estado sejam perdidos. Laércio explicou ao ministro que esteve com o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, para falar que a hibernação deveria ser evitada até que a unidade de produção seja arrendada por algum grupo empresarial interessado na produção de fertilizantes em Sergipe assumisse a sua operação.

COLÔNIA

O Francisco Gualberto (PT) fez um pronunciamento ontem sobre o reflexo da política nacional nos estados e alerta que o Brasil está dominado. “É muito grave o que está acontecendo no Brasil com relação aos direitos individuais, à democracia, à liberdade de expressão e às demonstrações de ataques ao parlamento; todos os sinais estão dados para que algo que não serve ao povo brasileiro possa vir a acontecer”, lamentou o deputado. Gualberto lembrou que o Brasil já foi colônia de Portugal e nos últimos 25 anos começou a construir uma política diferente junto ao mundo.

CASSADO

O TSE manteve a cassação do prefeito Luiz Melo de França e do vice José Miguel Lobo, do município de Neópolis. O Agravo Regimental foi negado pela unanimidade dos ministros. O prefeito Dr. Luizinho que é médico foi acusado de ter feito atendimentos médicos gratuito durante a campanha eleitoral, por isto teve confirmado a cassação do seu mandato.

NEM TÃO NATURAL ASSIM

Em virtude da Procuradoria Geral da República ter pedido a cassação da liminar que beneficia o deputado federal Valdevan Noventa (PSC/SE), a assessoria do deputado emitiu nota na qual afirma, que é natural a manifestação da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, no caso em tela. O parlamentar conhece toda a manifestação e aguardará com confiança e serenidade a decisão da Suprema Corte.

GRANA

Todos os servidores da Prefeitura de Aracaju receberão seus salários, referentes ao mês de março, na próxima sexta-feira, dia 29. O anúncio foi feito pelo prefeito Edvaldo Nogueira na manhã desta quarta-feira, 27. Receberão integralmente os seus salários os funcionários ativos (efetivos e comissionados) e inativos (aposentados e pensionistas). “Eu não vou atrasar os salários dos servidores um dia sequer. Até o dia 31 de dezembro de 2020, pagarei os salários em dia, este é um compromisso que firmei com os trabalhadores da prefeitura”, ressaltou o prefeito.

LAVAGEM DE DINHEIRO

A delegada Danielle Garcia confirmou que irá para o Ministério da Justiça fazer parte da equipe do ministro Sérgio Moro. Atualmente, ela coordena a delegacia do município da Barra dos Coqueiros, na Grande Aracaju (SE). Garcia irá trabalhar na área de lavagem de dinheiro com a delegada da Polícia Federal Erika Marena, que passou discretamente pela PF de Sergipe entre o final 2017 até assumir o MJ com Moro, em novembro do ano passado. A futura parceira de Garcia é paranaense e já foi superintendente da PF em Sergipe.




Tópicos Recentes