05/04/2019 as 05:31

De moleque, castração a apetite, confira o que rola na política sergipana

Mudanças na prefeitura fazem parte do velho toma lá da cá, afirma Valadares Fiho

Política Online

Política
Por Ewerton Júnior
<?php echo $paginatitulo ?>

O presidente Estadual do PSB de Sergipe e candidato derrotado ao governo do estado nas eleições passadas, reapareceu na cena política com um tom bastante critico com relação a administração do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). Valadares afirmou ontem que a gestão do prefeito Edvaldo é uma gestão sem “apetite”.  Para ele, o prefeito da capital não tem apetite. “Edvaldo não tem apetite de um gestor moderno. Basta fazer uma breve análise do período em que ele está à frente da prefeitura. Foram seis anos como prefeito na gestão anterior, está no terceiro ano desta gestão e passou outros seis anos como vice-prefeito. Ao todo são quase 15 anos gerenciando a capital e os problemas são os mesmos”, observa Valadares Filho. O presidente do PSB relembra que dentro das promessas de campanha de Edvaldo, estava a licitação do transporte público. “Não saiu do programa de televisão. Todos os anos o valor da passagem aumenta. O usuário do transporte público paga hoje uma das tarifas mais altas do país para utilizar de um serviço de péssima qualidade”.

Outro caso que onera o contribuinte é o Imposto sobre a propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU). “O prefeito disse que revogou o aumento do IPTU, fez a maior propaganda. É só o aracajuano olhar o valor que veio no talão de cobrança do imposto este ano para dizer se realmente houve a revogação”, alerta Valadares. Valadares Filho faz ainda duras críticas a terceirização dos profissionais da saúde. “Essa é a velha prática: primeiro transforma a saúde em um caos para depois apresentar uma solução para o problema que ele mesmo criou. Essa terceirização dos profissionais de saúde é o maior absurdo, nenhuma categoria é a favor disso. Não há, inclusive, diálogo com os sindicatos neste sentido”. A denúncia mais grave apresentada é sobre a mudança no comando de secretarias municipais visando projetos políticos. “Com a proximidade da eleição começa a velha prática do toma lá dá cá através do loteamento de cargos públicos. O pior é que as mudanças estão sendo amplamente divulgadas pela própria prefeitura. Tudo isso está sendo feito pensando na eleição. É lamentável”, concluiu Valadares Filho.

MOLEQUE

O deputado estadual Francisco Gualberto (PT) deu uma dura resposta ao deputado Samuel Carvalho (PPS) ontem na tribuna da Alese. “A gente convive aqui em harmonia com todo mundo, com muita gente de pensamento diferente. Mas todos devemos saber, o que pode ser dito entre nós, de forma confiável, ou o que vai ser dito na tribuna da Assembleia”, ponderou Gualberto. As insinuações de Samuel de que o deputado Gualberto se assemelha a um gato e precisa ser castrado deixou o deputado petista irritado. “Quero dizer que se eu for um gato, já tenho namorada. E se existe castra-móvel, que não castre somente gatos ou cães. É preciso que castre os moleques também. Muitas vezes um moleque provoca muito mais mal a humanidade do que um gato ou um cão”, disse Gualberto. “Ou vossa excelência compreende que nesta Casa podemos conversar, brincar, ter um tratamento ameno, independente da questão ideológica, ou cumpre o papel que cumpriu na tribuna: fazer molecagem. Vossa excelência é um moleque querendo aparecer. Mas às minhas custas não irá”, disse um furioso Gualberto.

LULA LIVRE

O vice-presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) Marcio Macedo, já está em Santa Catarina para coordenar a Caravana Lula Livre pela região Sul do Brasil, que terá início nesta sexta-feira, 5, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Segundo Marcio, o objetivo da caravana, além de dialogar com o povo brasileiro, é lutar pela liberdade do ex-presidente Lula e pela democracia do país. “Lula é o maior líder político deste país e ele está em uma prisão política, ilegal, injusta e arbitrária. Lula sempre dialogou com o povo brasileiro e é isso que vamos fazer nesta caravana. Queremos mostrar as contradições da prisão do ex-presidente e estamos lutando bravamente pela liberdade de Lula para que ele possa nos ajudar a enfrentar os desmontes que o atual Governo está fazendo com o país, a exemplo da Reforma da Previdência que quer acabar com a aposentadoria dos brasileiros. A Caravana Lula Livre é uma luta em defesa do povo e da soberania nacional”, disse.

MATADOUROS

Para desmentir manchete publicada no Jornal da Cidade que diz “Emdagro não pretende reabrir matadouros”, o líder do governo na Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado estadual Zezinho Sobral (PODE), afirmou que esse não é o posicionamento do Governo do  Estado. O parlamentar esclareceu que o posicionamento foi exclusivo da diretora de Defesa Animal e Vegetal da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), Salete Dezen. “Vou falar aqui e direi a ela (Salete Dezen), que se a gente é dirigente de órgão e assume uma posição no governo e, esse governo tem uma política implementada não se pode manifestar opinião pessoal, que mais parece ser pública. Então, quero esclarecer que está não foi uma posição passada pelo presidente da empresa”, destacou.

FORA

A Comarca de Lagarto foi comunicada sobre a decisão do STJ do trânsito em julgado de um dos processos do prefeito licenciado de Lagarto, Valmir Monteiro. O processo se refere à suposta prática de improbidade administrativa ocorrida enquanto gestor municipal. No comunicado recebido pela comarca havia “comunicação de suspensão dos direitos políticos e perda da função pública”.  Com o comunicado, Hilda Ribeiro assume definitivamente a prefeitura e Valmir Monteiro já é considerado ex-prefeito de Lagarto, sendo inelegível pelos próximos 5 anos. Hilda, que é esposa do deputado Gustinho Ribeiro, já estava no comando da prefeitura interinamente pelo afastamento de Valmir que está preso no PRESMIL.

MINHA CASA MINHA VIDA

“Trago uma preocupação de pessoas de todo o Brasil, em especial do meu estado Sergipe, que é com o programa Minha Casa, Minha Vida”, discursou o deputado Federal Fábio Henrique (PDT/SE), na sessão da Câmara Federal dessa quinta (dia 04). De acordo com o deputado, o abandono do programa pelo Governo Federal tem gerado desemprego e impedido as pessoas mais pobres de realizarem o sonho da casa própria.  Para Fábio Henrique, o Minha Casa Minha Vida não deve ser encarado como sendo de partido A ou de B. “Não é porque o Minha Casa, Minha Vida foi criado no governo do Partido dos Trabalhadores (PT) que tem de ser esquecido ou abandonado, como está acontecendo. As construtoras estão desempregando, e a construção civil é o maior polo de geração de emprego para o povo brasileiro”, destacou o deputado.

INDICAÇÕES

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM), durante reunião da bancada federal de Sergipe, ontem, indicou o nome de Djenal Queiroz Neto para presidente da Codevasf em Sergipe, além de sugerir nomeações para o Ibama, Conab e Superintendência Regional do Trabalho. Os demais parlamentares ainda não apresentaram currículos para cargos federais, o que poderá acontecer na reunião da próxima quarta-feira. Apenas quatro não indicam: Fábio Henrique, Alessandro Vieira, Rogério Carvalho e João Daniel.




Tópicos Recentes