29/04/2019 as 06:00

O estágio do Inferno

Fui morto e sepultado pela assessoria do governo de Sergipe, mas voltei psicografando o "finado" jornalista, radialista e gestor público Junior Valadares, confira algumas das mazelas da Saúde de Sergipe.

Política Online

Política
Por Ewerton Júnior
<?php echo $paginatitulo ?>

Cenas de um campo de guerra! Quanta humilhação! Se estivéssemos na Bahia, o apresentador Uziel Bueno diria que o sistema é bruto e que aqui não era Disneylândia não. Para mim, é o Estágio do Inferno, e olhe que o governador Belivaldo Chagas afirma peremptoriamente que tem dado atenção especial a Saúde do nosso estado, imagine se não estivesse dando a tal da “atenção especial”, estaríamos vendo cenas ainda mais humilhantes. É muita insensibilidade daqueles que comandam a Saúde do nosso estado. Nunca fomos exemplo, os problemas da Saúde em Sergipe sempre pipocaram a todo instante porém, após visualizar o vídeo e os áudios que recebi (disponibilizados no fim desta leitura), você poderá tirar as suas próprias conclusões. Pacientes internados em cima de macas nos corredores do principal hospital sergipano, denúncias de leitor que permaneceu mais de doze dias internado nas dependências do Hospital e vídeo gravado pela Associação Mulheres de Peito denunciando também o descaso do tratamento de pessoas com câncer no estado, no mínimo deveriam envergonhar as pessoas que cuidam da saúde no nosso estado.

Nos últimos dez dias do mês de abril, várias foram as denúncias referentes à saúde pública em Sergipe.

A primeira denúncia você pode conferir no áudio gravado pelo paciente Cícero, que ficou internado no Hospital de Urgências de Sergipe (Huse), tratando de uma fratura no braço. Ele foi vítima de um acidente de moto. Se vocês ouvirem atentamente os áudios, poderão conferir na voz do paciente o que venho tentado denunciar na imprensa estadual. Não é possível que em 2019 um paciente com braço quebrado, precisando de cirurgia, passe mais de 12 horas imóvel em uma maca! Faltou remédio para a dor! Imagine como deve ter sido difícil a vida desse paciente.

A segunda denúncia que eu tenho é proveniente de um vídeo da coordenadora da Associação Mulheres de Peito, onde ela demonstra o tratamento recebido por uma das pacientes oncológicas do estado de Sergipe. No mínimo, uma vergonha. Isso entristece a todos nós sergipanos.

Na terceira denúncia recebi um vídeo que comprova a superlotação do Hospital de Urgência do Estado, que mais parece um hospital de campanha em plena luta de guerrilha urbana, confira. Dói e como dói. imagine para aqueles que deveriam estar sendo tratados pelo Estado.

E por fim, na semana passada fui também ao fórum Gumersindo Bessa. Lá tive acesso a ação civil pública que decretou a intervenção no Hospital de Cirurgia. Para tocar os trabalhos da intervenção judicial, foi nomeada interventora a Enfermeira Márcia Guimarães, funcionária da Secretaria de Estado da Saúde e subordinada hierarquicamente aos comandantes da Saúde Estadual. Segundo denúncias que chegaram através de ex-funcionários daquela casa de Saúde, foi trocado seis por meia dúzia. Segundo o Jornal Cinform, empresas que prestam serviços ao Hospital continuam tendo tratamento diferenciados quanto ao pagamento da prestação de serviços oferecidos ao hospital, enquanto outras que não são “amigas do chefe” penam para receber pela contra prestação dos serviços executados, tudo com a devida complacência do chefe. Recentemente o jornalista Gilmar Carvalho mostrou no Programa Cidade Alerta, transmitido pela TV Atalaia, a questão das máquinas de radioterapia do Hospital de Cirurgia. Segundo as denúncias, máquinas que poderiam contribuir decisivamente com o tratamento de câncer no Estado estariam fechadas e sem uso no bunker construído naquela casa de Saúde, fato comprovado pelo próprio Diretor Técnico da instituição que foi entrevistado na ultima sexta-feira na Nova Brasil FM pelo jornalista André Barros. Saúde é coisa primordial e tudo o que o sergipano precisa ter é uma saúde digna que faça realmente a diferença.

CABRA DA PESTE

Primeira deputada brasileira no Parlamento espanhol, Maria das Graças Carvalho Dantas, fará 50 anos no dia 21 de maio, data da constituição das novas Cortes Gerais (Câmara e Senado). Dantas ocupará uma das cadeiras que o partido Esquerda Republicana da Catalunha (ERC) — que reúne independentistas e pessoas favoráveis à escolha da região — obteve nas eleições gerais deste domingo. Filha de trabalhador do comércio e enfermeira, nascida em Aracaju – “Sou nordestina cabra da peste, daquela que pega a peixeira e coloca no meio dos dentes, discípula de Maria Bonita” – Dantas, recém-formada em Direito, vendeu seu Fiat Uno branco e fez, em 1994, as malas rumo à Espanha para cursar uma especialização em Direito do Meio Ambiente. No Brasil, ficou seu filho Tiago Lee, hoje com 31 anos, engenheiro e escritor, fruto de sua primeira relação. Dantas, que era delegada adjunta da Polícia Civil de Sergipe, nunca chegou a exercer como advogada.

PRB

O ex-prefeito Heleno Silva (PRB) esteve com o governador Belivaldo Chagas (PSD). Na agenda, questões políticas. reconheceu, após o encontro, que ele e PRB têm “uma dívida moral com Belivaldo”, explicando que, por questões políticas, “nós não o apoiamos no primeiro turno nas eleições de 2018 a governador, mas ficamos ao seu lado no segundo turno”. Segundo Heleno, a Direção Nacional do PRB queria que ele concorresse ao Senado Federal e quem lhe deu a vaga foi o ex-senador Eduardo Amorim (PSDB), que disputou o Governo do Estado, “mas foi uma experiência tão traumática, que nós voltamos lá para o final da fila, mas entendemos que no final da fila mesmo, a gente deve esse respeito a Belivaldo”.  Heleno Silva disse a Belivaldo Chagas que o PRB decidiu que vai ouvi-lo. O governador avisou que nas próximas eleições municipais tem compromisso com Edvaldo Nogueira. Heleno Silva avisou que tem conversado com o PT e eo governador não demonstrou nenhuma reação, apenas disse que é muito cedo para essas movimentações em torno do pleito de 2020.

CANINDÉ

Servidores públicos municipais de Canindé de São Francisco comemoram uma importante vitória da luta sindical: o pagamento dos salários de março de 239 trabalhadores e trabalhadoras, que estavam em atraso há quase um mês. A vitória é fruto da paralisação realizada nesta quarta-feira, 24, pelo Sindiserv Canindé, filiado à Federação dos Servidores Públicos Municipais (FETAM Sergipe) e à Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE). Os trabalhadores e trabalhadoras se reuniram no início da manhã na praça Ananias Fernandes, e seguiram em marcha até o prédio da Secretaria Municipal de Administração e Finanças, que foi ocupado pelos manifestantes até a confirmação do pagamento dos salários. “Após muita luta, conquistamos mais uma vitória. Parabéns aos guerreiros e guerreiras que estiveram nas trincheiras em defesa da nossa categoria”, destacou o secretário de Comunicação da FETAM e presidente do Sindiserv Canindé.

EXONERADO

O Superintendente de Meio Ambiente da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurb), Olivier Chagas, já foi comunicado pelo governador Belivaldo Chagas (PSD) que será exonerado. Ontem mesmo Olivier, que foi secretário da extinta secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), já arrumou as gavetas. Olivier Chagas é vinculado ao PT do senador Rogério Carvalho e a Sedurb, que foi criada no projeto de reforma administrativa do governo Belivaldo com a fusão das Secretarias de Infraestrutura e Meio Ambiente, hoje está sob o comando do MDB do ex-governador Jackson Barreto.

LEVANTAMENTO

Em Sergipe, entre os anos de 2018 e 2019, a superlotação registrada no sistema prisional do Estado subiu de 60,6% para 76,9%, de acordo com os dados do Monitor da Violência, realizado e divulgado pelo G1. Contrariando os dados, o Governo do Estado afirma que nos últimos anos houve um equilíbrio nas unidades prisionais devido ao aumento na quantidade de vagas. Segundo os dados do G1, desde o último levantamento, publicado em fevereiro de 2018, houve uma redução de 180 vagas. Isto é, em 2018 o Estado contava com 3.267 vagas. Neste ano, o número caiu para 3.087. Hoje, no sistema carcerário sergipano há 5.460 presos para uma capacidade total de 3.087 pessoas, marcando, assim, um déficit de 2.373 vagas. Em nota divulgada pela Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE), o Governo de Sergipe garante que houve o aumento das vagas no sistema. “Em Sergipe, o que houve foi um equilíbrio do número de internos nas unidades prisionais nos últimos anos. Em 2017 eram 5.300 presos e desde então o Estado inaugurou duas unidades provisórias, com o aumento de 800 vagas em todo o sistema”, pontua a nota.

GRANA

O governo do Estado inicia o pagamento referente ao mês de abril nesta terça-feira (30). Recebem nessa data servidores com vínculo efetivo ativos, aposentados e pensionistas com vencimentos até R$ 3.000. Servidores efetivos do Sergipeprevidência, Ipesaúde, Segrase, Agrese e Secretaria de Educação lotados em escolas recebem integralmente também na terça. No dia 13, recebem os demais servidores ativos, aposentados e pensionistas cujos vencimentos estão acima de R$ 3.000. Já a quarta parcela do saldo remanescente do décimo terceiro de 2018, será paga no dia 15.


Confira a denúncia de Cícero no link abaixo:

 https://soundcloud.com/alo-sergipe/mix-by-audio-joinercom

 




Tópicos Recentes