27/05/2019 as 05:28

A farra das consultorias.

Perfil mantido pelo jornalista, apresenta um quadro preocupante para as finanças do estado.

Política Online

Política
Por Ewerton Júnior
Sede de uma das empresas de consultoria contratadas pelo governo do estado<?php echo $paginatitulo ?>

O Noticias Exclusivas, perfil mantido pelo jornalista André Barros no Instagram, denunciou na semana passada uma possível farra que estaria sendo realizada pelos comandantes da Setur (Secretaria de Turismo do Estado). Segundo o jornalista, a Secretaria teria pago a empresas de consultoria no período de 2016 a abril de 2019 o valor de mais de R$23.778.821, 10 (vinte e três milhões, setecentos e oitenta e oito mil, oitocentos e vinte e hum reais e dez centavos), o que daria em média uma despesa de quase R$ 560.000,00 (quinhentos e sessenta mil reais/mês só com pagamentos a empresas de “consultoria”, o que deixou os sergipanos pasmos por acreditarem no governador Belivaldo Chagas, que prega desde o ano passado as dificuldades financeira que o estado passa. Em breve pesquisa no Portal da Transparência do Estado, pude apurar que muitas empresas estão ganhando bastante com serviço de consultoria, como qualificação profissional e apoio a micro e pequenas empresas, além de aprendizagem comercial. Porém, a “farra” com isso vem sendo apontada para uma única prestadora.

No portal aponta que o início da contratação de empresas que prestam consultoria começou em 2016, mais precisamente no mês de março – quando a Setur realizou a despesa apenas nesse serviço no valor de R$ 24.122,62. Por sua vez, deste período até o momento o valor investido para isso foi crescendo de forma gradativa. Apenas no referido ano, o órgão gastou R$ 4.822.822,65 – sendo R$ 4.254.227,32 para pagar a Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos (Cobrape). Em 2017, o montante realizado para pagar as empresas atingiu a quantia de R$ 7.016.676,38 – mais uma vez, assim como ocorreu no ano anterior, a empresa Cobrape executou o serviço de consultoria e recebeu R$ 2.601.281,81. No ano de 2018, ainda de acordo com o conteúdo do portal da transparência, apenas para a execução específica do serviço de consultoria foram R$ 9.521.217,56. Novamente a empresa Cobrape foi a fonte principal despesa para a Setur – exatamente R$ 1.900.450,72. Já este ano, apenas até o mês de abril, a Setur já realizou o pagamento para consultoria de R$ 2.418.104,51 – sendo R$ 748.115,19 para a Cobrape. É muita grana paga a uma unica empresa, enquanto isto o Turismo sergipano vira piada em outros estados.

LIMPA NA DESO

A companhia de saneamento de Sergipe, DESO, encerrou na semana passada o prazo para inscrições no PDV promovido pela empresa. Estima-se que 120 funcionários graduados deverão se aposentar a um custo de aproximadamente R$ 30 milhões. O PDV vai remunerar com 60 salários cada um dos retirantes. A idéia é fazer uma limpeza geral antes do processo de "venda de ações" da companhia no mercado de capitais. Privatizar a Deso talvez fosse a melhor solução governador.

NA BRONCA I

Um servidor da PMA, postou uma reclamação contar a prefeitura que tem dado o que falar. “Pelo fato de a prefeitura de Aracaju não ter feito o reajuste inflacionário dos salários dos servidores, ela teria economizado, no período de 2017 a 2019, algo em torno de R$300 milhões. O equivalente a 12% dos gastos com folha salarial, nos três anos citados, considerando a inflação do período e a soma das despesas com pessoal também nos três anos citados. O orçamento da PMA cresceu nos últimos três anos em torno de 20%. Fácil verificar no portal da transparência da PMA.  O único “benefício" aos servidores segundo o prefeito é pagar em dia os salários. Ora, além de ser uma obrigação tem orçamento para isso.E nada justifica não ter havido reajuste salarial no período”. Com a gota o servidor.

NA BRONCA II

Aí sobrou também para o governo do estado. Nos comentários da bronca, outra bronca apareceu, desta vez o governador Belivaldo e seu grupo político que comanda o estado vão botar as barbas de molho. “Se a PMA economizou 300 milhões em três anos, imagina quanto não vem economizando o governo do estado com sete anos sem reajustar os salários dos servidores públicos e ainda pagando atrasado pra o dinheiro render juros para o governo, enquanto que o pobre do servidor paga juros e multas por atraso nos pagamentos. Um absurdo e esse governo que está aí há 16 anos massacrando o servidor público aí da é reeleito. O povo tem o governo que não merece”. Com a palavra o bom Belivas.

JUROS

Em relação a a informação publicada por setores da imprensa e em redes sociais sobre uma possível operação de crédito que o governo do estado está buscando, na realidade, houve a proposta de um único banco participante do certame, Daycoval. Para um empréstimo de R$ 80 milhões, eles propõem o pagamento de R$ 99,8 milhões divididos em 36 meses, com parcelas pré-fixadas, conforme tabela em anexo (Sistema de Amortização Constante – SAC). O governo do Estado, se decidir contratar a operação, pagará cerca de 25% de juros, não ao ano, mas durante todo o período, ou seja, 36 meses.

NEW AFFAIR

O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, participou de uma  reunião com o presidente Jair Bolsonaro, governadores dos demais estados nordestinos, ministros e representantes de Minas Gerais e do Espírito Santos durante a 25ª edição do Conselho Deliberativo da Sudene – Condel, em Recife. A aprovação do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE) e o Projeto de Lei que o instituirá, a ser encaminhado ao Congresso Nacional para apreciação e deliberação, foram as principais pautas do encontro. Belivaldo ressaltou a importância do plano para a região. “Foi uma oportunidade para conversarmos sobre uma série de propostas para o desenvolvimento da nossa região. A expectativa realmente é de crescimento para o Nordeste. Acredito que dessa vez temos um plano factível, o que é extremamente importante para o Nordeste. Vamos continuar discutindo o plano e melhorá-lo mais ainda para que a gente possa levar investimentos para o nosso querido estado de Sergipe. Estamos juntos buscando desenvolvimento e melhorias para o nosso povo. Unidos somos fortes”, defendeu o governador.

DEU RUIM

Durante pronunciamento feito em comício político da então candidata Valdiná Almeida, o prefeito Diógenes Almeida esposo da deputada,  chamou  o ex prefeito da cidade Antonio Nery de "ladrão", tendo especificado que o mesmo havia roubado utensílios da prefeitura de Tobias Barreto. Processado pelo ex prefeito por crime de difamação, houve uma dúvida inicial se o prefeito teria o benefício do foro privilegiado. Nery se pronunciou contrário ao entendimento da promotoria de Tobias Barreto à decisão da juíza tobiense e venceu no Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe. Diógenes será mesmo processado em Tobias Barreto e terá a grande oportunidade de provar o que disse ou passar à história como grande e contumaz mentiroso. Quem viver verá o final desta história.

 

 




Tópicos Recentes