01/11/2019 as 04:59

Chama Edvado que ele volta, você quer?

Prefeito está pronto para a reeleição, agora é só você chamar.

Política Online

Política
Por Ewerton Júnior
<?php echo $paginatitulo ?>

Lembram que o Tribunal de Justiça de Sergipe já declarou inconstitucional a Lei do IPTU? Pois é, os Aracajuanos iriam começar a pagar mais barato esse imposto a partir de janeiro e não vão mais porque o pefeito Edvaldo Nogueira, mais uma vez, entrou com recurso para barrar esse desconto. Lembram do travamento do transito em Aracaju? Pois é, a Prefeitura não concluiu a obra da Beira Mar e já começou outras como o pontilhão situado no cruzamento da Avenida Anízio Azevedo, com a Rua Guilhermino Rezende, que foi interditado e a avenida Rio de Janeiro daqui a pouco também vai travar. Segundo a Emurb, a conclusão das obras será de 90 dias. Uma pergunta que não quer calar: e a obra do pontilhão na mesma avenida em frente ao Luis Cunha, quando será concluído? Pois já se passaram mais de doze meses e nada do término da obra. Com a palavra a Emurb. E  a “novela” da licitação das feiras vem rolando desde o início do ano quando, por questões exclusivamente políticas, a Prefeitura de Aracaju, através da Emsurb (presidente Luiz Roberto e Jackson Barreto), iniciou um “processo de exclusão” para retirar todas as concessões de feiras livres. A última foi a tradicional feira do Conjunto Augusto Franco, com a retirada da estrutura que existia, às pressas e à força, quando a Emsurb  alegava “o risco de acidentes” para quem transitava nela. A “Aracaju Inteligente” do prefeito Edvaldo Nogueira teve, segundo o ITPS, quatro radares reprovados quanto à aferição da velocidade em vias públicas da capital, gerando multas indevidas para os condutores. O Ministério Público Estadual acompanha o caso. É importante que todos os motoristas que foram lesados pelo erário público, sejam devidamente ressarcidos pela SMTT. E olhe que a Comunicação de Edvaldo cansou de negar que existiam irregularidades! Imagine! Para quem tem memória curta, esta não é a primeira vez que as gestões de Edvaldo têm problemas com pardais.

Em 2011, após reportagem do programa Fantástico, da Rede Globo, denunciar uma espécie de “indústria da multa”, denunciando empresas e prefeituras que supostamente fraudavam licitações para desviar dinheiro público, o então prefeito Edvaldo Nogueira suspendeu o contrato com as empresas, vamos lembrar do episódio? O Fantástico revelou naquela época como acontecem  as negociações  fraudulentas entre órgãos públicos e empresas que fabricam lombadas eletrônicas e radares, também conhecidos como pardais. Para  flagrar esse escândalo, o repórter Giovanni Grizotti  se fez passar por um assessor de uma prefeitura interessado em comprar esses equipamentos. É um esquema que atinge o seu bolso e ainda põe em risco a sua vida. “Estamos na periferia de uma cidade do interior do Rio Grande do Sul para documentar uma situação absurda no edital está pronto para ser publicado prever  instalação de uma lombada eletrônica nessa rua , isso mesmo tem um controlador de velocidade numa rua de chão batido onde só passam carroças e bicicletas e onde galinhas dividem espaço com os poucos pedestres.  O que está por trás desse escândalo de corrupção, fraude e muitas negociatas. É o retrato escandaloso de como funciona a indústria das multas no Brasil. Indústria que fatura r$ 2 bilhões de reais por ano. A investigação do Fantástico começou em Porto Alegre, onde a  Engebrás se preparava na época, negociar a instalação de lombadas eletrônicas e radares fixos, também conhecidos como os pardais. A conversa é registrada com uma câmera escondida por um repórter do Fantástico, que se passou por funcionário  de uma prefeitura gaúcha, e teve a colaboração de um ex funcionário público. Com  experiência em licitações na área de trânsito,  o preposto da empesa faz uma avaliação de quanto pagar de propina. Uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito criou regras para instalação de controladores de velocidade no Brasil. Pelas normas é preciso um estudo técnico que leva em conta como itens em quantidade de veículos e pedestres que utilizam a via índices de acidentes de e a velocidade permitida, um estudo feito por empresas especializadas que pode ser autorizada a instalação de pardais e lombadas”. Por estas e por outras, que se você chamar Edvaldo, ele volta.

DESCASO

O vereador Seu Marcos (PHS) voltou a denunciar o descaso que é o atendimento às vítimas de violência contra mulher prestado por alguns órgãos públicos da capital. De acordo com o parlamentar, a moradora do Bugio, violentada no último dia 24, teve exame de corpo de delito agendado para o próximo mês. “Veja o descaso que é o atendimento à mulher vítima de violência doméstica em Aracaju. Após ser atendida pelo DAGV, a vítima recebe a autorização do exame de corpo de delito. Vai ao IML que agenda para daqui a 8 dias. Quero saber se fosse a filha de um comandante, demoraria tanto tempo assim? Corre o risco das marcas não existirem mais”, questionou o legislador. Seu Marcos também esclareceu o papel do vereador. “Tenho ouvido comentários de bastidores, dizendo que eu falo demais. Vou continuar falando sim. Ache ruim quem quiser. Como é que uma mulher é violentada e o exame é marcado para daqui a 8 dias? A voz das mulheres ‘surradas e espancadas’ vou continuar defendendo. Doa a quem doer”, alertou.

IMPOSSÍVEL

Diante da possibilidade do prefeito de Aracaju (SE), Edvaldo Nogueira (PC do B) deixar o partido, o prefeito de Nossa Senhora do Socorro (SE), Padre Inaldo, do mesmo partido já informou que não o acompanhará. Inaldo declarou em entrevista, que “não há possibilidade de acompanhar Edvaldo no PDT, caso esta seja a escolha dele. Vamos continuar amigos, nos respeitando. Não tenho nada contra o PDT, mas nossa história  em Socorro estabelece caminhos diferentes”. Edvaldo e Inaldo trabalham com a possibilidade de deixar o PC do B por não concordarem com posicionamentos atuais do partido. Ambos não definiram posicionamentos ainda. Durante a entrevista, Padre Inlado foi questionado sobre o envio de emendas ao município e disse que até agora aguarda que o deputado federal Fábio Henrique faça essa indicação para ajudar Socorro. ‘Ele foi prefeito do município por oito anos. Conhece bem a realidade. Sabe das necessidades”, apontou.

 CRIADOR E CRIATURA

Os ex-aliados Belivaldo Chagas (PSD) e  Antônio Carlos Valadares (PSB), dão demonstrações cada vez mais fortes de que o que sobrou dos anos de relação amistosa foi muita mágoa. Em entrevista quando questionado sobre a declaração do ex-senador Valadares na semana passada, que disse ter incluído Belivaldo no “trem da alegria”, o governador respondeu. “Nunca neguei minha relação com Valadares. Tive uma boa convivência. Entrei no Estado em sua gestão, mas ele sabe o que ele fez e eu sei, porque convivi com ele. Então não venha com esse discuso de santo para ser notícia”, criticou. Belivaldo ainda lembrou que os dois estão hoje separados por culpa do senador. “Eu estou onde ele me colocou quem abandonou o barco foi ele, quando saiu do grupo de apoio a Lula e foi apoiar Aécio. Ele traiu nosso grupo. Eu desejo a ele sucesso, mas parece que a mim ele não deseja isso, porque sempre procura um jeito de atrapalhar minha vida e minha gestão”, afirmou.

CANINDÉ

Cassado pela Câmara de Vereadores com um esmagador placar de dez votos a zero, o ex prefeito Ednaldo da Farmácia, pressionado pelo grupelho que tirava proveito da bagunça reinante na Prefeitura, quer assegurar, na Justiça,  o direito de reocupar o cargo que nunca exerceu de fato, levando o município a uma situação de calamidade publica . Salários atrasados dois, três meses , alguns até a mais tempo , lixo tomando as ruas, saúde e educação em pandarecos. No hospital e postos de saúde faltavam desde o médico ao esparadrapo. Nas escolas o desleixo era tanto que quase dois mil alunos se transferiram para a rede estadual, e em maior quantidade para a rede de Poço Redondo . Com as estradas intransitáveis por terem sido abandonadas, tornou -se, em alguns locais,  muito mais fácil deslocarem-se os alunos ,todos os dias para Poço  Redondo. Em Canindé, faltar a merenda escolar era um descaso corriqueiro. Isso gerou uma situação de revolta na população, ainda mais indignada pelas repetidas notícias sobre malversaçao  de recursos . A impopularidade do prefeito ultrapassou o  índice absurdo dos noventa por cento.

1.900 CONTOS

O polêmico vereador do município de Itabaiana (SE), Vardo da Lotérica, nessa terça-feira, fez declarações que deixaram agentes de trânsito do município indignados. Tramitava na Câmara Municipal um projeto que propunha o aumento do salário dos agentes de trânsito , mas o vereador Arivaldo de Rezende, conhecido como Vardo votou contra e justificou o motivo. “O cara ganha 1900 conto e ta achando ruim, então sai e vai pra um que tá ganhando mais. Cadê o aumento dos gari? ganham 800 e pouco”, destacou. O vereador ainda criticou a atuação dos agentes e disse que o aumento não justificável diante da “vida boa” que levam esses servidores. 

DIALOGO

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) votou contra os Projetos de Leis 208 e 212/2019, de autoria do Executivo estadual, apreciados em longa sessão da Assembleia Legislativa, ontem (30). O primeiro estabelece o Sistema de Avaliação da Educação; o segundo institui o Programa Alfabetizar Pra Valer, definindo as bases do pacto sergipano pela alfabetização na idade certa.  “É lamentável que projetos dessa natureza cheguem à Casa Legislativa para ser votado sem que haja um diálogo com professores e alunos. Isso não pode acontecer”, reclamou Maria, ao se posicionar contra as duas matérias que foram aprovadas pela maioria dos deputados, após muita discussão nas comissões temáticas.  Maria, que é professora por formação, ressaltou que os profissionais do magistério se manifestaram contra as propostas, pois sequer foram convidados a tratar sobre o tema. “Deveria ter havido essa conversa com todos os atores envolvidos na comunidade escolar, pois são eles que vivem essa realidade”, ressaltou.




Tópicos Recentes