12/02/2020 as 05:07

Nas redes sociais, Bolsonaro é o 3 do mundo

O IPD avalia a popularidade de políticos e marcas nas redes sociais

Política Online

Política
Por Ewerton Júnior
<?php echo $paginatitulo ?>

O presidente Jair Bolsonaro é o terceiro chefe de governo mais popular do mundo nas redes sociais. O mandatário brasileiro fica atrás apenas de Narendra Modi, primeiro-ministro da Índia, e do presidente dos EUA, Donald Trump. É o que aponta o Índice de Popularidade Digital (IPD), elaborado pela consultoria Quaest a pedido do jornal O Estado de S. Paulo. A exemplo do presidente norte-americano, Bolsonaro utiliza as redes sociais para comunicar atos de governo, atacar adversários e criticar a imprensa.

O índice foi calculado para uma amostra selecionada de 18 líderes mundiais a partir da coleta de métricas de uso das redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Como resultado, foi dimensionado para cada líder um índice mensal, entre janeiro de 2019 e janeiro de 2020, além do índice médio no período. O IPD tem uma escala que varia de 0 a 100, indicando a popularidade mínima e máxima possíveis, respectivamente. O índice médio no período analisado traz Narendra Modi em primeiro lugar, com 63,25 (de 100) pontos, Donald Trump em segundo, com 62,27, e Jair Bolsonaro na terceira colocação, com um IPD de 52,75. Na sequência, entre atuais líderes de governo, aparecem Recep Erdogan, presidente da Turquia, Luis Lacalle Pou, presidente eleito do Uruguai, e Alberto Fernández, mandatário argentino que derrotou Mauricio Macri no último pleito do país vizinho.

REFORMA ADMINSTRATIVA

O governo federal já não sabe quando enviará para o Congresso Nacional o projeto de Reforma Administrativa. O recuo se deu depois de o ministro da Economia, Paulo Guedes, VERGONHOSAMENTE, chamar servidor de “parasita”. A tal reforma prevê o fim da estabilidade para os novos servidores e tira direitos do funcionalismo público, vítima da roubalheira que tomou conta do País, Estados e municípios. O governo previa enviar o projeto ainda esta semana.

PREVIDÊNCIA ESTADUAL

O Governo de Sergipe, por meio da Procuradoria Geral do Estado de Sergipe (PGE/SE), teve pedido de suspensão de liminar acolhido pelo judiciário. A ação se tratava de um questionamento a respeito da Lei Complementar Estadual nº 338/19, que fala sobre a adequação da legislação estadual à Reforma da Previdência, feito pelo Sindicato do Fisco do Estado de Sergipe (Sindifisco). A entidade questionava a base de cálculo para incidência de contribuição previdenciária dos inativos, realizada de forma consonante com o texto constitucional aprovado. A medida reconhece a legalidade e a constitucionalidade da legislação aplicada pelo Governo do Estado, feita através de um extenso estudo da reforma aprovada pelo Congresso Nacional em 2019 e que vem sendo aplicada no restante do país.

BOM E RUIM

Um dia após o lançamento do edital do concurso público da Câmara Municipal de Aracaju, o ex-vereador Armando Batalha Junior (Cidadania) considerou um número pequeno de vagas destinadas ao preenchimento de alguns cargos na casa legislativa. O certame prevê 50 vagas disponíveis. Destas, 34 são para nível médio e técnico e 16 para nível superior. “Existe uma quantidade alta de cargos em comissão na CMA, por isso esperava uma oferta de vagas acima do que fora divulgado”, destacou o ex-parlamentar. De acordo com Armando Batalha Junior, o artigo 37 da Constituição Federal estabelece que o ingresso no serviço público deve ser através de concurso público. “Ainda assim fiquei feliz porque quando ocupei o cargo de vereador votei favorável ao novo organograma e consequentemente a realização do concurso público. Ressalto também o esforço dos ex-colegas  para realizar o certame, já que há 30 anos não havia concurso público naquela casa”, acrescentou Armando Batalha Júnior.

DISPONÍVEL

Em entrevista à Nova Brasil FM, a vereadora Emilia Corrêa confirmou que sua participação no grupo liderado pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania) será mantido nas eleições municipais da capital. "Eu quero ser muito honesta com isso. Se eu acertar uma coisa nós dois, eu vou cumprir, mas às vezes falas como 'se ela descumprir é incoerente', para forçar o cumprimento, eu não preciso disso", afirmou Emilia, que garantiu que cumprirá todos os acordos realizados, que, entre outros pontos, estabelecia, segundo a senadora, que "independente do nome escolhido, ninguém sairia candidato". Com a escolha de Danielle Garcia, segundo Emilia, o apoio ao grupo estaria mantido, assim como a disponibilidade de seu nome para a Câmara de Vereadores da capital. "Eu vou para vereadora, pois sou muito mais útil para Aracaju na Câmara", confirmou Emília.

EXPULSÃO

A delegada de polícia Georlize Teles disse em entrevista, que pode pedir pela expulsão dos vereadores Juvêncio Oliveira e Vinícius Porto do DEM, caso eles não se unam em favor do projeto do partido. Os dois hoje são da base aliada do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), que vai disputar a reeleição. “Ou é um projeto de grupo ou eu não participo, essa foi a regra colocada. O DEM precisa estar unido se quiser de fato ter chances reais de ganhar essa eleição”, pontou. Georlize ainda disse que irá conversar com os dois parlamentares do seu partido sobre o assunto. “Respeito Juvêncio, respeito Vinícius, mas definida minha candidatura, quem não estiver comigo eu represento pela expulsão”, afirmou. A delegada, durante a entrevista, lembrou da história dela na gestão pública de Sergipe e garantiu que irá entrar na disputa com toda dedicação, defendendo o legado do ex-governador João Alves Filho. “Negar João é implodir Sergipe e construir um estado novo”, finalizou.

MENTIROSO

O vereador Adriano, do município de Laranjeiras (SE), disse que o prefeito do município, Paulo Hagenback tem agido com mentiras e prejudicado a gestão. “O prefeito, Paulão, é um mentiroso. Ele marcou uma reunião para hoje com os servidores do município para tratar do nosso plano de carreira e e da melhoria dos nossos salários, mas desmarcou alegando que teria uma audiência. Já fizemos uma consulta e não há nenhuma audiência nos compromissos oficiais do prefeito”, apontou. Ainda segundo vereador, o município de Laranjeiras enfrenta um caos administrativo difícil de ser resolvido, já que a maioria dos vereadores da Câmara são da base aliada do prefeito. “Eu faço um apelo à Justiça do meu estado para que acelere os processos que tramitam no Poder Judiciário referentes à Laranjeiras, só assim conseguiremos resolver essa situação. Enquanto esse prefeito estiver no poder, o município estará esse caos”, finalizou.




Tópicos Recentes