26/02/2020 as 07:00

Ciro cobra reação contra convocação de Bolsonaro

O presidente disparou pelo WhatsApp um pedido para que eleitores participem de manifestação favorável ao governo

Política Online

Política
Por Ewerton Júnior
<?php echo $paginatitulo ?>

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE), candidato derrotado à Presidência da República, cobrou nesta terça-feira, 25, uma reação dos eleitores ao vídeo disparado pelo presidente Jair Bolsonaro pelo WhatsApp, de seu celular pessoal, pedindo que todos compareçam a manifestações de rua em defesa do governo e contra o Congresso, no dia 15 de março.

 "Se o próprio presidente da República convoca manifestações contra o Congresso e o STF (Supremo Tribunal Federal), não resta dúvida de que todos aqueles que prezam pela democracia devem reagir. É criminoso excitar a população com mentiras contra as instituições democráticas e sem causa nenhuma, a não ser sua agenda anti-pobre, anti-produção e entreguista de nossas riquezas aos estrangeiros. Vamos lutar pela preservação da Constituição e pelo Brasil", escreveu Ciro, em mensagem postada no Twitter.

REPÚDIO

Venho de público externar meu repúdio a nota publicada no Instagram da Prefeitura Municipal de São Cristóvão, onde acusa a Polícia Militar de Oagressões aos cidadãos sancristovenses durante os festejos carnavalescos. Acusação infundada, genérica, sem dizer de onde partiram tais acusações. A nota ainda diz que procurará a PM para que a mesma faça abordagens adequadas, como se as abordagens da PM não fossem corretas. E vai mais além, acusa a PM de violenta, truculenta e abusiva. A prefeitura conclui pedindo desculpas a quem sofreu abordagem agressiva ou se sentiu desrespeitado. Um fato inusitado ocorreu ao tentar confirmar a veracidade da nota. Tentei acessar o Instagram da Prefeitura de São Cristóvão (@prefsaocristovao), e qual não foi minha surpresa, eu estava bloqueado (@coronelrochase). Não deveriam ser as redes sociais de qualquer prefeitura de acesso público? Henrique Alves da Rocha – Coronel PM RR

VICE

os dirigentes do Cidadania e do PSB em Sergipe, respectivamente senador Alessandro Vieira e o ex-deputado Valadares Filho se reuniram e discutiram a possiblidade de aliança em Aracaju. Os dois não falam publicamente sobre o assunto. A ideia é a de que O PSB indique o companheiro de chapa da delegada Danielle Garcia (Cidadania), pré-candidata a prefeita. No mundo político, as pessoas mais sensatas sabem que a aliança seria muito boa para o Cidadania, desde que o pré-candidato a vice seja Valadares Filho. Só assim o PSB inteiro entraria de corpo e alma na campanha.

GILMAR

Recentemente, por seis votos a zero, o pleno do Tribunal Regional Eleitoral indeferiu pedido do deputado estadual Gilmar Carvalho, que pleiteou autorização judicial para deixar o PSC. “Respeito a decisão dos magistrados, que decidiram conforme seu convencimento, mas recorrerei ao TSE na esperança de poder deixar o partido sem risco de perda de mandato. Sei que meio mundo da classe política se sentiu aliviado com a possibilidade de não podermos disputar a eleição deste ano”. “Podem me tirar da disputa, mas não da eleição”, disse o parlamentar, ressaltando que a declaração refere-se apenas a adversários políticos e a alguns pré-candidatos.

ROBSON I

O ex-deputado Robson Viana foi entrevistado pelo Jornal da Fan e assegurou que a decisão de apoiar ou não o prefeito Edvaldo Nogueira para a reeleição à Prefeitura deve partir do ex-governador Jackson Barreto, cabendo a ele apenas segui-lo. “A decisão vai ser tomada depois do Carnaval e acompanharei, como diz a história, o relator, meu líder. Onde Jackson tiver, Robson vai estar, onde Robson tiver, Jackson vai estar”, disse o ex-parlamentar. Questionado sobre as conversas para que integrasse a chapa encabeçada pelo Partido dos Trabalhadores (PT), mas na condição de vice, Robson negou a especulação e pontuou que a discussão só acontecerá no meio do ano.

ROBSON II

“Não existe isso. Eu acho que essa discussão de vice, primeiro vamos brincar o Carnaval que ninguém está preocupado ainda com eleição. Depois que passar, as discussões irão existir. Essa questão de vice será lá para o mês de junho ou julho com todos os partidos que estão ligados a Edvaldo Nogueira. Mas, não tem discussão nenhum, tudo que está tendo é só especulação. Não houve discussão nem com Jackson, nem com Edvaldo, nem comigo, mas faz parte da política. O que a gente tem que entender é que tem um prazo para as coisas acontecerem”, esclareceu Robson. Por último, Robson fez questão de afirmar que a sua amizade com Jackson Barreto está mais firme do que nunca. “Nunca abalou a amizade. As divergências políticas existiram e tudo está superado. Amanhã, ele estará aqui no Rasgadinho conosco”, finalizou Robson Viana.

VIAGEM

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comunicou à Justiça que estará fora do Brasil de 29 a 12 de março. O petista viajará à França, à Suíça e à Alemanha. A viagem começa por Paris, capital francesa onde ele ficará até 5 de março para receber o título de cidadão honorário da cidade. De 5 a 7 de março, ele estará em Genebra, na Suíça, para encontros com lideranças sociais e de trabalhadores no âmbito do Conselho Mundial de Igrejas. De 7 a 11 de março, Lula ficará em Berlim, em solo alemão, para encontro com lideranças do movimento sindical mundial.




Tópicos Recentes