19/03/2020 as 04:49

Deputado apresenta processo de impeachment contra Bolsonaro

O requerimento foi protocolado hoje na Secretaria Geral da Mesa da Câmara dos Deputados.

Política Online

Política
Por Ewerton Júnior
<?php echo $paginatitulo ?>

O deputado distrital Leandro Grass (Rede-DF) protocolou um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro por crime de responsabilidade. O requerimento foi protocolado na Secretaria Geral da Mesa da Câmara dos Deputados. De acordo com Grass, Bolsonaro praticou "atos condenáveis" durante a gestão desde sua posse – em 1º de janeiro de 2019. São cinco as alegações que embasam o pedido de impeachment: Alegar, sem apresentar provas, que as eleições de 2018 foram fraudadas; Convocar e apoiar manifestações do dia 15 de março de 2020, que tinha como alvo os Poderes Legislativo e Judiciário – mesmo com as recomendações de órgãos de saúde para que não houvesse aglomerações de pessoas por causa do coronavírus; Fazer declarações indecorosas contra a jornalista Patrícia Campos Mello, do jornal Follha de S. Paulo; Publicar vídeo com conteúdo pornográfico no Twitter em fevereiro de 2019 – episódio que ficou conhecido como "golden shower"; Determinar comemoração do Golpe Militar de 1964.

De acordo com o deputado, Bolsonaro cometeu outros crimes de responsabilidade. Mas, para fins pedagógicos e para facilitar a compreensão da denúncia o deputado se limitou a listar no documento apenas os cinco episódios citados. “Desde que sentou na cadeira da Presidência da República, em janeiro de 2019, Bolsonaro vem praticando uma série de atos incompatíveis com o decoro que o cargo que ele ocupa exige. O país hoje está em crise econômica, estamos passando por uma crise mundial de saúde e ele ignorando os protocolos e colocando a população em risco. O Brasil não tem condições de superar essas crises com Jair Bolsonaro na presidência. Ou ele, ou o povo”, analisou Leandro Grass ao justificar sua decisão. No pedido, o deputado Grass ainda aponta a gravidade de outras ações e episódios que envolvem não só o presidente, mas também sua família, como indícios de ligações de parentes com milicianos e movimentações financeiras inexplicáveis de Fabrício Queiroz à sua esposa, Michele Bolsonaro. “A imprensa noticia, quase que semanalmente, o envolvimento da família do Presidente com milícias do Estado do Rio de Janeiro, inclusive tendo exaltado policiais que hoje são condenados pela Justiça. Ademais, o Presidente jamais explicou os empréstimos de Fabrício Queiroz à sua esposa, nem mesmo as denúncias de servidores fantasmas, enquanto era Deputado Federal”, aponta Grass, no pedido entregue à Câmara.

PROJETO

O líder do PT no Senado, senador Rogério Carvalho (PT/SE), apresentou projeto de lei para garantir que pessoas sem renda ou autônomas tenham uma renda mínima temporária para enfrentar esse período de pandemia mundial do Coronavírus. Segundo Rogério, que é médico sanitarista, o Estado brasileiro tem um papel fundamental para garantir os cuidados dos cidadãos e impedir que a Pandemia tenha consequências mais graves. “O Estado tem um papel preponderante neste momento. Somente a estrutura do Estado pode assistir às pessoas. O mundo faz isso, até mesmo os Estados Unidos, uma economia liberal, recorre ao Estado para liberar um montante de 1 trilhão em dólares para amenizar a crise pandêmica. Neste momento, a necessidade das pessoas é não passar fome, poder ficar em casa e contribuir com autoridades sanitárias, para que não vivamos uma catástrofe sanitária sem precedentes na história”, frisou Rogério.

RECOMENDAÇÃO

O Ministério Público de Sergipe, por intermédio do promotor de Justiça Amilton Neves Brito Filho, expediu a Recomendação n° 08/2020, elencando uma série de medidas com o objetivo de evitar a disseminação de infecções pelo coronavírus. Os destinatários foram prefeitos dos cinco municípios circunscritos na Comarca de Cedro de São João, que também abrange Amparo de São Francisco, São Francisco, Malhada dos Bois e Telha. A iniciativa tem como fundamentos diversos normativos de âmbito internacional, nacional e estadual, a exemplo dos decretos de emergência em saúde pública emitidos pela Organização Mundial de Saúde e pelo Ministério da Saúde, além de recomendações da Sociedade Brasileira de Infectologia.

PTC

Na manhã de ontem, 17, o presidente nacional do PTC, Daniel Tourinho, ligou para o empresário Laurinho Menezes para lhe fazer o convite a filiar-se ao partido. Tourinho reforçou a importância da filiação como parte de um projeto de pré-candidatura de Laurinho a prefeito de Aracaju. O convite foi acompanhado do presidente estadual do PTC, João Nascimento. Segundo Nascimento, que abonou a ficha de filiação, o partido buscará em 2020 atuar em municípios estratégicos no país, e com nomes que representem uma novidade na disputa, com experiência e qualificação para o cargo.

EXPERIÊNCIA

“Sergipe conhece a pessoa de Laurinho. Sabe da sua experiência e o que ele já enfrentou para manter suas empresas, negócios e os milhares de empregos que gerou. Contribuiu com projetos políticos, sofreu injustiças e agora é o momento dele mesmo colocar seu nome como uma opção viável aos eleitores de Aracaju. O PTC tem muito a crescer com a sua pré-candidatura”, destacou o presidente estadual. Satisfeito e até surpreso com o convite, Laurinho conversou com a família e amigos antes de tomar a decisão. Ele aceitou filiar-se ao PTC após uma conversa com o presidente nacional do PL, Valdemar Costa, partido ao qual estava filiado.

GABINETE

Como forma de dar sua contribuição no combate ao surto de coronavírus, classificado de pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o deputado estadual Talysson de Valmir (PL) está disponibilizando uma importante ferramenta tecnológica de auxílio à população. Por meio do Gabinete Virtual, pessoas que apresentarem sintomas do Coronavírus poderão solicitar ajuda por meio do whatsaap 79 98862-5321. O parlamentar destaca que está acompanhando a situação com bastante preocupação, mas sem pânico. “Em Itabaiana, temos equipe preparada para atender pessoas com sintomas em suas residências. Pela dimensão global e a velocidade com que o vírus está se espalhando, é preciso não apenas uma ação rápida das autoridades, mas que todos se conscientizem da necessidade de cuidados básicos. Peço que tenham cuidado com a higiene das mãos e evitem saídas desnecessárias, principalmente para locais de grande aglomeração. Cuidado mais especial ainda temos que ter com os nossos idosos. Na medida que nos expomos, estamos colocando nossos idosos em risco” observa.

AO LADO DO POVO

presidente Jair Bolsonaro afirmou que não descarta nos próximos dias pegar um "metrô lotado em São Paulo" ou uma "barca no Rio de Janeiro", na travessia até Niterói, como demonstração de que ele está "ao lado do seu povo". "É um risco que um chefe de Estado deve correr, tenho muito orgulho disso", disse o presidente em entrevista no Palácio do Planalto ao lado de outros ministros. Todos chegaram de máscaras. A resposta de Bolsonaro foi a justificativa dele para ter ido aos atos de domingo, 15, quando ainda não havia realizado o segundo teste para saber se estava com coronavírus. Até agora, 17 pessoas que o acompanharam na comitiva nos Estados Unidos foram diagnosticados com a doença.

 




Tópicos Recentes