23/03/2020 as 04:51

André , Valmir e Ibrain viabilizam recursos para Lagarto

Emenda de autoria de André reivindicada por Ibrain e Valmir no valor de de R$ 5.932.600,00 chega ao municipio.

Política Online

Política
Por Ewerton Júnior
<?php echo $paginatitulo ?>

Parece mesmo que Lagarto ainda depende do ex prefeito Valmir Monteiro, do deputado estadual Ibrain Monteiro e do ex deputado federal André Moura, que apesar de não ser mais deputado em Brasilia, ainda consegue viabilizar recursos para o desenvolvimento do municipio. Atendendo as reivindicações do ex prefeito e do deputado Ibrain, o ex deputado André reafirmou seu compromisso com o povo de Lagarto viabilizando o pagamento de uma emenda de bancada no valor de R$ 5.932.600,00 junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional para obras de pavimentação asfaltica no municipio. O ex deputado reforçou, que em dezembro de 2019, já tinha liberado R$ 593 mil para Lagarto, recursos provenientes de sua 
emenda, atendendo a um apelo antigo de Valmir e Ibrain, e a atual administração sequer reconheceu o empenho do ex-deputado. 
 
Além disso, o ex deputado André ainda anunciou  outra grande notícia para Lagarto: a liberação de mais R$ 2.373.040,00 que já estão na conta da Prefeitura Municipal para dar continuidade ao processo de desenvolvimento que vinha sendo colocado em prática na gestão de Valmir Monteiro para melhorar a vida da população. Lagarto é uma importante cidade do interior, tem deputado federal da terra (Gustinho Ribeiro), dois deputados estaduais (Goreti Reis e Ibrain Monteiro) ligados intimamente ao municipio, e parece patinar no caminho do desenvolvimento. Segundo os habitantes do municipio, o rompimento politico da atual prefeita Hilda Ribeiro com o ex prefeito Valmir Monteiro, prejudicou sobre maneira o caminho do desenvolvimento da cidade, alem de representar um golpe liderado pelo deputado federal Gustinho Ribeiro esposo da atua prefeita, contra o ex prefeito Valmir Monteiro, responsável direto pelas vitórias obtidas pelo grupo politico nos ultimos pleitos. 

RECOMENDAÇÃO

O Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal em Sergipe recomendam a suspensão das contas de água e energia. O ofício já está com a Deso, Energisa e Sulgipe. A recomendação é que não efetuem cobranças nos próximos 45 dias. O MP e o MPF também recomendam que no período não sejam feitos cortes.

DEZ

O Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), confirmou neste sábado, 21, mais três casos de coronavírus. Com estes,  sobe para 10 o número de casos confirmados no Estado de Sergipe. Os testes positivaram para duas mulheres:  uma de 71 anos, residente em Nossa Senhora da Glória; e outra de 55 anos, de Aracaju. E um homem de 50 anos, também residente em Aracaju. Todos estão clinicamente bem e se encontram em isolamento domiciliar.

POLITICA E POLITICAGEM

O vereador de Aracaju, cabo Didi, se mostrou indignado após tomar conhecimento sobre uma enquête que foi realizada, em relação às eleições municipais deste ano, se mostrou indignado. Veja a nota divulgada pelo vereador. “Oi pessoal, acho pelo momento que estamos passando de uma pandemia, não é ocasião de estar fazendo pesquisa, pois o resultado não reflete o cenário atual. Agradeço terem mencionado o meu nome, mas não concordo com isso, pois minha preocupação é ainda a falta EPI para muita gente que está trabalhando, por quem está em casa. Meu muito obrigado a vocês que estão correndo risco por mim, pela minha família e por todos nós. Política é importante, mas politicagem não”.
Cabo Didi.

VÍDEOCONFERÊNCIA

O prefeito Edvaldo Nogueira participou, na manhã deste domingo, 22, de uma videoconferência com o presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e com prefeitos de capitais de todo o país. A reunião foi uma iniciativa da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) para discutir as medidas de enfrentamento ao coronavírus. A secretária da Saúde de Aracaju, Waneska Barboza, e o secretário municipal da Fazenda, Jeferson Passos, acompanharam a videoconferência. “Quero saudar e agradecer o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Henrique Mandetta. Fico feliz de poder participar desta videoconferência, mas ao mesmo tempo enxergo como uma responsabilidade ainda maior. Insisto na necessidade de descentralização dos recursos e equipamentos para as capitais e grandes cidades. Aqui temos uma relação muito boa, de unidade com o Governo do Estado, mas ainda assim acho importante que a gente possa trabalhar nessa descentralização dos recursos para as prefeituras”, destacou o prefeito. 
 
GRANA

Edvaldo sugeriu que os recursos federais destinados para assistência farmacêutica também possam ser utilizados no combate ao coronavírus. Ele propôs ainda que o governo federal autorize o uso de recursos voltados para investimentos nas redes de atenção primária e de urgência e emergência nas ações de enfrentamento. “Outra sugestão é de desvinculação de 100% das receitas, fundos, multas de trânsito, receitas de capital, com exceção do Fundeb, que esses fundos todos possam ser desvinculados para que, caso necessário, a gente também use para o combate ao coronavírus”, reiterou. Ao presidente, o prefeito pediu também que seja mantido o pagamento do teto aos municípios e que seja estudada a possibilidade de suspensão do cadastramento, previsto para abril. “Isso nos daria a possibilidade de manter o teto que temos até hoje. Também gostaria de sugerir que sejam analisadas formas de compensação, que o governo possa pensar em uma espécie de FPM extra para os municípios, para que tenham a possibilidade de não deixar parar que a gente possa encontrar também outros mecanismos. Eu acredito que não devemos entrar pânico, mas precisamos pensar nas pessoas. Quanto mais vidas preservarmos, mantermos em segurança melhor. Além disso, também precisamos pensar em injetar algum tipo de compensação social, principalmente para aqueles que mais precisam”, completou o prefeito. 

CALMA E TRANQUILIDADE

Edvaldo também defendeu a precipitação de ações pelos municípios, dando como exemplo o que foi feito em Aracaju, com a antecipação da campanha de vacinação contra a gripe para sábado, 21. “Como atitude de colaboração, antecipamos a nossa campanha de vacinação contra a gripe. Ontem, realizamos a campanha dos idosos e profissionais de saúde e já atingimos 32% da população. Foi um momento muito importante, uma boa experiência porque achamos fundamental trabalhar no sentido de vacinar os idosos para que a gente faça essa diferenciação”, avaliou.  O presidente Jair Bolsonaro pediu “calma e tranquilidade” e assegurou que “não faltarão recursos para a saúde e para a manutenção dos empregos”. “O que os senhores precisarem e o que for possível atender diretamente, nós faremos”, declarou. 




Tópicos Recentes