20/08/2018 as 09:05

Esqueçam os comícios...

Por Ivan Valença, Ponto de Vista

Ponto de Vista

Política
Por Ivan Valença
Foto: (Rogerio Reis/VEJA).<?php echo $paginatitulo ?>

Com tantos meios de comunicação ao seu dispor – jornais, rádios, televisão, carros de alto falante, internet, etc., etc., etc.- será que ainda tem candidato a qualquer cargo eletivo, isto é, de governador a deputado estadual, pensando em fazer comício? Esse tipo de comunicação que imperou no Brasil a partir dos anos 30, conseguiria atrair a multidão que sempre ia às praças públicas ouvir seus principais candidatos? Talvez seja por isso que partidos e candidatos nem falam mais em comício. “É coisa do passado, superada mesmo”, disse-nos um pré-candidato ao governo do Estado.

Nos anos 50 do século passado, os comícios lotavam praças enormes aqui na cidade, mas a preferência mesmo era pela praça Fausto Cardoso, no centro da cidade. A então incipiente praça da Rodoviária Velha  tinha espaços enormes para preencher e talvez por isso mesmo, os comícios de encerramento de campanha eram realizadas por olá. Vinha ônibus lotados de partidários, tanto da Capital quanto do interior e o difícil mesmo era voltar para casa, depois das dez da noite. Havia poucos ônibus fazendo o trajeto de bairros como Cidade Nova, América, Palestina, 18 do Forte – ou melhor, havia gente demais, além da conta, e muitos preferiam se arriscar a voltar a pé a esperar um próximo ônibus da linha, daí a hora e meia  depois da última partida...

Hoje, naturalmente, tem que se levar em conta as despesas para a realização do comício. Em termos de logística, teria que se encontrar uma praça que abrigasse multidões acima de dois mil espectadores, o que não é fácil, mesmo em bairros mais distantes. Depois achar verba para pagar a eletricistas (senão como puxar luz para o centro da praça?) e marceneiros (como montar o palanque?), Uma boa grana teria que ser separada para o sistema de segurança, não só dos candidatos, como da multidão que vai puxar o côro dos candidatos. E depois ter santo forte poara que nenhum ato de violência ocorresse durante para não tirar o brilho da festa.

Quer saber de uma coisa? Comício, é melhor esquecè-lo. Traz mais dores de cabeça do que votos...




Tópicos Recentes