ECONOMIA

11/07/2018 as 16:00

Inflação entre a terceira idade cresce mais que a do resto da população

Na passagem do 1º para o 2º trimestre, a taxa do IPC-3i passou de 0,89% para 2,3%

Foto: (Victor Moriyama/Getty Images).<?php echo $paginatitulo ?>

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por pessoas com mais de 60 anos, registrou no 2º trimestre variação de 2,3%.

Em 12 meses, o IPC-3i acumula alta de 5,14%. Com o resultado, a variação do indicador ficou acima da taxa acumulada pelo IPC-BR, que mede a inflação do restante da população, foi de 4,43%.

Na passagem do 1º trimestre para o 2º trimestre, a taxa do IPC-3i registrou acréscimo de 1,41 ponto percentual, passando de 0,89% para 2,3%.

Seis das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição partiu do grupo Habitação, cuja taxa passou de 0,07% para 3,08%.

Contribuíram também para o acréscimo da taxa do IPC-3i os grupos: Alimentação (1,41% para 2,50%), Saúde e Cuidados Pessoais (1,59% para 2,55%), Transportes (1,61% para 2,39%), Vestuário (-0,02% para 1,05%) e Comunicação (-0,13% para 0,09%).

Em contrapartida, os grupos Educação, Leitura e Recreação (0,73% para -0,98%) e Despesas Diversas (0,62% para 0,35%) apresentaram decréscimo em suas taxas de variação.

Veja os destaques de alta e baixa:

- Tarifa de eletricidade residencial (-2,05% para 13,97%)

- Laticínios (0,84% para 8,22%)

- Medicamentos em geral (0,09% para 3,17%)

- Gasolina (2,81% para 7,83%)

- Roupas (-0,02% para 1,26%)

- Mensalidade para TV por assinatura (-0,42% para 1,80%)

- Passeios e férias (-2,91% para -5,75%)

- Cartório (2,87% para 0,12%)


 

 

 

 

Com informações de G1.




Tópicos Recentes