EMPREENDEDORISMO

24/03/2019 as 14:00

Taxa de empreendedorismo no Brasil chega a 38%

Pesquisa foi realizada em 49 países

<?php echo $paginatitulo ?>

Segundo pesquisa realizada pela GEM (Global Entrepreneurship Monitor), Brasil chegou a 38% na TTE (Taxa de Empreendedorismo Total).

O número indicado pela pesquisa significa que em torno de 52 milhões de brasileiros possuem um negócio próprio. E esse número só tende a aumentar.

Na pesquisa realizada em 49 países, o Brasil se sai muito bem. Quando considerado os países do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), o Brasil se encontra com a maior taxa. A China, o segundo colocado se encontra com 26,7%. Já a Rússia, última colocada aparece com 8,6%.

A diferença para outros países mais desenvolvidos também é grande. Os Estados Unidos, por exemplo, apresenta uma taxa de 20%, inferior até mesmo a China. Apesar de ser uma potente força, os países emergentes demonstram uma alta e valores maiores que os já estabilizados como potências.

 

Novos empreendedores

Com o apoio do SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), foi possível constatar que entre brasileiros de 18 a 64 anos, 36 em cada 100 tem um negócio ou uma atividade empresarial ou então, está no caminho. Uma vez que isso significa um terço da população, esse foi o melhor resultado do país desde que a pesquisa começou a ser realizada, em 2002.

Quando a pesquisa foca em outras faixas etárias, é possível identificar que a população de 25 a 34 anos é a mais ativa. Um total de 30,5% dessa população está montando sua empresa ou já possui uma com até 3 anos de atividade. Já entre as idades de 18 e 24, a taxa de empreendedores chega a 20,3%.

Perfil empresarial

Em pesquisa realizada pela CONAJE (Confederação Nacional de Jovens Empresários) com cerca de 5 mil jovens empresários, de 18 a 39 anos, foi constatado que microempreendedores são a maioria no país.

Faturando até R$ 360 mil por ano, 35% desses empresários são mulheres, assim, fazendo dos homens a maioria com 65%.

No total, esses 5 mil jovens se encontram 49,5% na região sudeste, 21,9% na região sul, 15,6% na região nordeste, 4,3% na região norte e 8,8% na região centro-oeste.

Quando se chega nas informações em relação à faixa etária, a com maior número de empresários é dos 26 aos 35 anos. Sendo que os jovens de 18 a 20 anos representam apenas 3%.

Faturando até R$ 360 mil por ano, a taxa desses microempresários que têm ensino superior completo chega a 73%, enquanto 9% possui apenas ensino médio.

Ainda na pesquisa, foi identificado que 57,9% estão na área de serviços e apenas 30,1% na área de comércio, trazendo a necessidade de sistemas de gestão. Isso, para que se possa ter um controle maior, sem correr o risco de erros e prejuízos para a empresa.




Tópicos Recentes