POLÍTICA

17/07/2019 as 10:06

Guerra ética! O jornalismo não pode “sucumbir-se” ao fake News!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Antigamente, uma estratégia montada por alguns políticos brasileiros era de investir pouco em Cultura e Educação para que uma grande massa de trabalhadores jamais conseguisse constituir-se, de forma pensante, para se impor (e opor) ao sistema. Era uma forma de fazer valer a vontade de quem governava, de manipular a informação e a verdade, de não estimular o senso crítico nas pessoas para que os gestores não fossem questionados, incomodados.

 

Os anos se passaram, passamos a viver na era digital e o acesso à informação ultrapassou todas as barreiras. Com um simples smartphone, uma pessoa em Aracaju pode registrar um fato e quase que, simultaneamente, outro morador de Canindé do São Francisco, a quilômetros de distância, toma conhecimento daquela situação. Este colunista avalia esta “velocidade” como positiva porque não existem mais “censuras”, quem governa não tem como “segurar” aquela notícia.

 

O veículo de comunicação que não respeitar essa nova realidade perde credibilidade e, consequentemente, perde espaço no mercado. Desde então, diversas mazelas que ficavam “esquecidas”, rapidamente entram no foco das discussões graças às redes sociais e o poder público, que antes omitia, agora tem que justificar ou equacionar rapidamente qualquer demanda. O problema é que tanta “rapidez” trouxe a tona um velho problema: a estratégia da desinformação.

 

Aí não a responsabilidade não é apenas de setores da classe política ou de quem tem interesse em confundir a sociedade. A imprensa também tem uma grande parcela de culpa porque não se preparou, não acompanhou a evolução da era digital, não se modernizou e, principalmente, “alimentou” as redes sociais. O diploma do jornalista e/ou radialista e a sensibilidade do repórter-fotográfico ou cinegrafista, ficou em segundo plano para um profissional que “manipula bem” um aparelho celular...

 

Aliás, qualquer cidadão hoje se comporta como jornalista, transmite a informação por onde anda, da forma como bem entende e, muitas vezes, dentro daquele interesse que for mais conveniente. Daí nasceu o “fake News”! Esse tipo de “comunicação” hoje em dia é difícil de ser combatida, vivemos em meio a uma “guerra ética”, mas o Jornalismo não pode sucumbir-se à mentira, à má informação. A sociedade não merece a desinformação, ela é vil, é leviana!  

 

É preciso ter responsabilidade com a informação até para se “manter vivo” como profissional da comunicação. Nessa terça-feira (16), sobre o quadro clínico do ex-governador João Alves Filho (DEM), internado em uma UTI em Brasília (DF), “choveram” inverdades nas redes sociais. Até uma nota de falecimento foi “ventilada”, sendo que o democrata continua vivo. O fake News é um comportamento bandido, que não desrespeita apenas os familiares e amigos de João Alves, mas toda uma sociedade que precisa da informação. Felizmente o bom jornalismo “ainda pulsa”...

 

Veja essa!

Em depoimento gravado, direto de BSB, a filha do ex-governador João Alves Filho, a jornalista Ana Alves, visitou seu pai na UTI, confirmou que ele continua sedado e respirando sob aparelhos, mas otimista com a melhora de seu quadro clínico. A família pede orações para o democrata.

 

E essa!

O “fake News” ultrapassou a barreira do bom senso sobre a saúde de João Alves Filho. Levianamente, espalharam ao longo do dia dessa terça-feira (16), que seu sobrinho e ex-prefeito de Propriá, Luciano Nascimento, teria confirmado sua morte. Filho de “Menininha” teve que gravar um vídeo e pedir a colaboração dos amigos para desmentir a mentira propagada.

 

Nota de Repúdio I

A Comissão Permanente de Políticas Públicas (CPP), do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CONADE), após reunião dos seus membros, no dia 17de junho de 2019, vem a público repudiar a atuação dos agentes da Guarda Municipal do município de Aracaju, contra o estudante universitário Tony David da Silva Melo, pessoa com deficiência física, no último dia 07 de junho de 2019, ocorrido na entrada da empresa que opera parte do sistema de transporte público coletivo da cidade.

 

Nota de Repúdio II

Ainda na nota assinada pelo presidente do Conade, Marco Antonio Castilho Carneiro, pontua que o direito à acessibilidade no transporte público da pessoa com deficiência esta garantido pela legislação nacional (Lei n 10.098/2000 e a Lei n 13.146/2015, Lei Brasileira da Inclusão – LBI foi violado, “mostrando desrespeito a integridade física e a dignidade da pessoa humana por parte dos agentes públicos ao algemar o estudante, retirá-lo abruptamente da sua cadeira de rodas, lançando-o no compartimento da viatura, que se mostrou indiscutivelmente inacessível e inapta para o transporte de pessoas com deficiência”.

 

Nota de Repúdio III

Por fim, o presidente do Conade colocou que “a conduta dos agentes públicos, a priori, exige maior investigação a fim de aferir eventuais responsabilidades. A CPP e o CONADE lamentam que circunstâncias como essas caracterizem o descompromisso com à acessibilidade e o respeito as diferenças existentes em nossa sociedade. Esse fato, reforça a importância de fortalecimento dos mecanismos dos sistemas de encaminhamento de demandas da população e dos protocolos de segurança pública voltados para o atendimento as pessoas com deficiência”.

 

Rosário do Catete I

Condenado por suposto ato de improbidade administrativa pelo Tribunal de Justiça de Sergipe, o prefeito de Rosário do Catete, Etelvino Barreto Sobrinho, continua exercendo seu mandato normalmente. Há uma preocupação com o risco de provas testemunhais ficarem prejudicadas.

 

Rosário do Catete II

Denunciantes revelam que o prefeito continua com as mesmas atribuições do cargo, de nomeação e exoneração de servidores públicos, inclusive controlando o acesso aos documentos da Prefeitura Municipal. Recente apelação do prefeito foi rejeitada pelo Tribunal. Foram apresentados embargos de declaração pela defesa que, por enquanto, ainda não foram julgados.

 

Tecnal pronta I

Uma disputa judicial que já dura 18 meses, mas que ainda não foi cumprida. Na manhã da terça feira, 9, o Tribunal de Justiça finalizou o julgamento dos Embargos de Declaração que discutiam a legalidade do processo de licitação para a coleta de lixo na cidade de Aracaju. Por 3 votos a 0, o TJSE decidiu que a empresa Torre seja desclassificada da licitação. Em seu lugar deve assumir a Tecnal, do Rio Grande Norte, que apresentou os menores valores na disputa.

 

Tecnal pronta II

Apesar de uma semana já ter passado após a decisão do TJ, nada mudou na coleta de lixo em Aracaju. Em entrevista ao programa Impacto, apresentado pelo radialista e deputado estadual Gilmar Carvalho, o advogado Danniel Alves Costa, explicou que a empresa recorreu à Justiça em virtude do motivo absurdo que provocou sua desclassificação pela Comissão de Licitação da Emsurb.

 

Danniel Alves I

“A Tecnal ganhou a licitação, apresentou a proposta mais baixa em dois lotes, todos os requisitos técnicos, mas foi desclassificada simplesmente porque o endereço do seu registro no Conselho Regional de Administração estava desatualizado. Algo totalmente fora do edital e que nós acreditamos ter sido apenas um equívoco administrativo, já corrigido pelo Judiciário”, explica Danniel Alves Costa.

 

Danniel Alves II

Segundo o advogado, outra situação grave é que mesmo a Emsurb tendo total conhecimento de que a licitação estava sub judice, homologou o procedimento licitatório e assinou o contrato com a Torre, “mesmo sabendo que o processo que decidiria a legalidade estava pautado duas semanas depois no Tribunal de Justiça”.

 

Perda do objeto

Em nota pública, a Emsurb justificou que houve a perda do objeto da licitação, algo que, dentro de um ponto de vista técnico, “é algo totalmente absurdo no mundo jurídico”. “A gente tem respeito pela tese da Prefeitura, mas há muito tempo o STJ já vem trazendo jurisprudência e entendimentos consolidados no sentido que a própria parte não pode gerar a perda do objeto”, completa Danniel Alves.

 

Publicação do acórdão

O advogado disse que a Tecnal está apenas aguardando a publicação do acórdão para exigir no juízo de 1º grau o cumprimento da decisão do dia 9 de julho, inclusive com aplicação de multa e a possível apuração de crime de desobediência. “A empresa Tecnal, além de fornecer os melhores serviços, de ter apresentado o menor preço, de haver uma decisão que manda desclassificar a Torre, já está pronta há mais de um ano para assumir o contrato, inclusive com caminhões à espera”, relata Danniel Alves Costa

 

Amese

A Associação dos Militares do Estado de Sergipe (Amese) recebeu o convite do Promotor de Justiça Deijaniro Jonas Filho para audiência pública a ser realizada no dia 6 de agosto, para tratar de assunto referente à estrutura e ao efetivo da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

 

Jorge Vieira

Para o presidente da AMESE, sargento Jorge Vieira: “É notória a situação de abandono em que se encontram os nossos militares. As estruturas físicas se encontram em ruínas, muitas viaturas estão baixadas por falta de manutenção. Além disso, há carência de efetivo e os que se encontram na labuta estão desmotivados pelos seis anos sem a reposição inflacionária, falta de EPI's e recebendo um ticket-refeição de míseros 8 reais. Esperamos que o Ministério Público, nosso parceiro histórico, ajude a corrigir esses problemas”. 

 

13º parcelado I

Durante o “papo reto”, o “galeguinho” Belivaldo Chagas trouxe uma péssima notícia para o funcionalismo público: diante da crise financeira que as famílias estão enfrentando, o governador informou que o Estado não tem recursos para promover a antecipação do 13º salário dos servidores.

 

13º parcelado II

Sem os recursos extraordinários para formalizar a antecipação, Belivaldo disse que se não chegar nenhuma “receita extra”, o Estado vai chegar em dezembro sem dinheiro em caixa e vai ter que parcelar novamente, via Banese, o 13º salário dos servidores.

 

Japaratuba I

O ex-prefeito do município de Japaratuba, Hélio Sobral Leite, descumpriu Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) firmado junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e foi penalizado pelo órgão com multa de R$24mil. O julgamento ocorreu na sessão da Primeira Câmara.

 

Japaratuba II

No dia 25 de outubro de 2016, o então prefeito esteve no Tribunal e assinou TAG se comprometendo a adotar melhorias no portal da transparência da Prefeitura de Japaratuba, em prazos específicos. Ao fim dos prazos, nova avaliação do Tribunal concluiu que os índices de transparência continuavam insatisfatórios.

 

Alexandre Lessa

Relator do processo, o conselheiro-substituto Alexandre Lessa enfatizou em seu voto que, ao comparecer para assinar o Termo, o ex-gestor “tinha plena ciência de que a administração detinha as condições necessárias para o adimplemento integral do acordo pactuado”. Conforme já previa o TAG, o total da multa aplicada corresponde à soma de R$3mil para cada um dos oito itens de transparência que restaram descumpridos, sob a ótica da Lei 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação).

 

TCE

O setor de controle interno da Prefeitura de Pacatuba deverá ser reestruturado após assinatura de Termo de Ajustamento de Gestão (TAG), no Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE). A ação foi proposta pela conselheira Susana Azevedo, que assinou o Termo juntamente com o prefeito do município, Alexandre Martins, e o procurador do Ministério Público de Contas, Luis Alberto Meneses. 

 

Susana Azevedo

Na ocasião, ela enfatizou ser função do controle interno “fiscalizar atos dos gestores, e levar ao conhecimento do Tribunal os casos em que houver má administração do dinheiro público”. O TAG foi elaborado a partir das constatações do relatório de auditoria da equipe técnica da 1ª Coordenadoria de Controle e Inspeção (CCI), onde são analisados os processos sob relatoria da conselheira.

 

Alexandre Martins

No documento constam exigências como a necessidade de lotar um número mínimo de servidores no setor com formação compatível com as ações de revisão e fiscalização dos procedimentos e processos. “Essa iniciativa nos traz conforto e responsabilidade para levar ao dia a dia do nosso controle interno os ajustas necessários a uma boa gestão; só temos a agradecer à conselheira e aos técnicos do Tribunal pelo apoio total que temos para fazermos a coisa correta”, observou o prefeito Alexandre Martins. 

 

Valadares Filho I

O ex-deputado federal Valadares Filho revelou em entrevista na rádio CBN Aracaju que não descarta a possibilidade de ser candidato a prefeito de Aracaju nas próximas eleições. “Já provei que não fujo de desafios. Fui candidato a prefeito de Aracaju e ao governo do estado, consegui chegar ao segundo turno nas duas vezes polarizando a eleição. Se tiver que ser candidato novamente, serei”.

 

Valadares Filho II

Provocado pelo jornalista André Barros, Valadares disse que o PSB prepara sim uma pré-candidatura à prefeito de Aracaju. “Estamos fazendo tudo através de muito diálogo, ouvindo o povo e respeitando a vontade de outros partidos que tenham um pensamento alinhado ao nosso”, explicou.

 

Valadares Filho III

Na oportunidade ele fez ainda duras críticas à gestão de Edvaldo Nogueira. “Ele foi o gestor que mais governou Aracaju e os problemas são os mesmos. A cidade está cheia de buracos, a saúde está precária, não existe política para gerar emprego e renda, o turismo foi completamente esquecido e os mais recentes são os alagamentos do Jabotiana. Todos os anos acontece a mesma coisa e nenhuma medida preventiva é tomada por falta de iniciativa do prefeito”, lamenta.

 

Cidadania I

Durante reunião da Executiva Estadual do Cidadania-SE foi aprovado por unanimidade o requerimento que ajuíza uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra as leis estaduais que permitem que o governador de Sergipe aumente o seu salário, seguindo o reajuste dos desembargadores e juízes do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE).

 

Cidadania II

Desde fevereiro deste ano o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, vem recebendo um salário de mais de R$35 mil, após “pegar carona” no aumento de cerca de 16,3% concedido aos magistrados sergipanos em dezembro do ano passado.

 

Hebert Pereira

O secretário-geral do Cidadania-SE, Hebert Pereira - responsável pelo requerimento da ação - destaca que, atualmente, em Sergipe, não existe uma lei fixando o atual salário do governador e vice-governador. "Esse foi um aumento ilegal e imoral, pois não é concebível um chefe do Poder Executivo deixar seus servidores sem reajuste salarial por mais de 5 anos e aplicar para si mais de 16,3% de reajuste. Foram mais de 5.000 reais de acréscimo no salário desrespeitando a Constituição Federal", afirma Hebert.

 

Requerimento

O requerimento aprovado pelo Cidadania Sergipe seguirá agora para o setor jurídico da Executiva Nacional do Partido para que seja ajuizada a Ação no Superior Tribunal Federal (STF).

 

Fórum da Crônica Esportiva

O ex-jogador Washington “Coração Valente” será um dos palestrantes no Fórum da Crônica Esportiva de Sergipe, marcado para o dia 3 de agosto, no auditório da Universidade Tiradentes, em Aracaju. Washington vai falar sobre o papel da imprensa esportiva na carreira de um atleta.

 

Washington “Coração Valente”

“Sempre tive um bom relacionamento com a crônica esportiva e isto ajudou muito no crescimento da minha carreira como jogador de futebol”, revela o ex-atacante, que atualmente exerce o cargo de secretário nacional de Esporte, Lazer, Educação e Inclusão Social.

Adel Ribeiro

O evento é promovido pela Associação dos Cronistas Desportivos de Sergipe (ACDS) e vai comemorar os 70 anos da entidade. “Será um dia inteiro de debate esportivo com grandes nomes do esporte, desde já agradeço a disponibilidade do secretário nacional durante nosso evento”, afirmou o presidente da ACDS, Adel Ribeiro.

 

Antônio Hora Filho

Além do “Coração Valente”, outras referências do setor esportivo no Brasil vão ministrar palestra no fórum. Um deles é o presidente da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), o ex-árbitro Antônio Hora Filho. Também confirmaram presença o presidente da Federação Sergipana de Futebol, Milton Dantas; o presidente da Abrace, Kleiber Beltrão; além de jornalistas sergipanos.  

 

Encontro da MPB

Um bom programa para a noite desta quarta-feira (17) é o Encontro da MPB, no Camarão Avenida, na Avenida Hermes Fontes, 1882, em Aracaju. A abertura da casa vai ocorrer a partir das 18 horas, e terá Chopp dobrado e 30% de desconto em todo cardápio até às 22 horas.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 

 




Tópicos Recentes