ESPORTE

02/06/2018 as 11:38

Brasil se impõe contra "pequenos" do Japão, ignora apagão e vence outra na Liga

Seleção domina partida e soma mais um triunfo na competição.

Foto: (Divulgação/FIVB)<?php echo $paginatitulo ?>

Com jogadores bem mais altos que os asiáticos, seleção domina partida e soma mais um triunfo na competição. Jogo ficou paralisado por 40 minutos por falta de energia

Mashiro Sekita tentou fazer o possível. A cada jogada, saltava – fosse no ataque ou na defesa. Mas, com 1,75m, qualquer rival do outro lado da rede parecia alto demais para ser batido. Os japoneses sofream: Issei Otake, com 2,01m, era o único a se destacar pelo tamanho - ainda que os números oficiais parecessem dar uma forcinha ao jogador. O Brasil, é verdade, também teve dificuldades em alguns momentos. Mas, aos poucos, a seleção fez valer sua maior força física em Goiânia. Na manhã deste sábado, a equipe da casa precisou superar até um apagão no ginásio, que interrompeu a partida por quase 40 minutos. Ainda assim, venceu os asiáticos em 3 sets a 0, parciais 26/24, 25/19 e 25/20, e somou mais uma vitória na Liga das Nações.

A seleção volta à quadra neste domingo. No principal jogo da etapa, o Brasil enfrenta os Estados Unidos às 12h40. Todos os ingressos para a partida foram vendidos. O SporTV 2 transmite o duelo ao vivo, e o GloboEsporte.com acompanha tudo em tempo real.

Foi um jogo de muitos erros, principalmente de saques. O Brasil deu, no total, 22 pontos aos rivais, que devolveram com outros 26. O bloqueio brasileiro, porém, sobrou: foram 11, contra apenas três dos asiáticos. Wallace foi o maior pontuador da seleção, com 15 pontos. Bruninho, com vários lances de puro talento, foi o maior destaque.

No início do terceiro set, uma sobrecarga no gerador fez a luz no ginásio cair e interrompeu o jogo por mais de 30 minutos. Os times passaram o tempo aquecendo até a situação voltar ao normal.

Brasil domina e vence mais uma

O saque errado de Douglas Souza abriu a festa com o tom errado. Sorte é que, do outro lado, a mira japonesa também não se mostrou afiada: no serviço, a bola foi direto na cabeça de um jogador junto à rede. Não foi um começo muito bonito. Foram muitos erros, e os dois times demoraram a despertar. O Japão acordou primeiro e abriu vantagem (12/9). O Brasil buscou e virou com bloqueio de Douglas Souza. As equipes ainda falhavam – principalmente no saque. A seleção brasileira, porém, era mais consistente. Os asiáticos ainda conseguiram tomar a frente mais uma vez. Chegaram, inclusive, a ter um set point. No fim, porém, o Brasil levou a melhor. Evandro, em ataque desviado no bloqueio, fez 26/24 e fechou o primeiro set.

Asano, em erro de saque, abriu a contagem do segundo set. Do outro lado, Lucão falhou do mesmo jeito.Mas, em meio aos erros, o talento ainda conseguia se impor. Depois de um saque potente, a bola explodiu em Thales e foi para o outro lado. Bruninho, porém, passou por debaixo da rede e conseguiu levanter para Wallace soltar o braço e marcar o ponto (veja no vídeo abaixo). O Brasil, àquela altura, era melhor. O Japão, com um time muito mais baixo, sofria no bloqueio, mas dava a vida na defesa. Apesar do esforço rival, os donos da casa dispararam. Quando o placar apontou 18/12, a distância já era grande demais para ser batida. Os japoneses até encostaram, mas Douglas Souza, com um bloqueio, deu fim ao set: 25/19.


O Portal Alô News está querendo a sua opinião. Responda nossa pesquisa, clicando aqui e nos ajude a fazer um portal cada vez melhor pra você.

 

 

Com informações do globo esporte.

 



Tópicos Recentes