ESPORTE

15/04/2019 as 11:10

Com dois gols de Bruno Henrique, Flamengo supera Vasco e sai na frente na final do Carioca

Rubro-Negro atua melhor no Nilton Santos e agora pode até perder por um gol de diferença para ser campeão

Alexandre Loureiro/BP Filmes<?php echo $paginatitulo ?>

Resumão

O Flamengo foi superior e mereceu vencer o Vasco. Bruno Henrique fez três gols - um deles anulado pelo- e se transformou no nome do jogo. Este foi o resumo do 2 a 0 pela primeira partida da final do Carioca, neste domingo, no Nilton Santos, que ainda teve Arrascaeta (a surpresa de Abel Braga na escalação) e Fernando Miguel (com ao menos três grandes defesas) como outros destaques da tarde.

Como fica?

O regulamento não prevê gol qualificado como critério de desempate. Com o 2 a 0 adverso, o Vasco precisa ganhar por três gols de diferença, no próximo domingo, no Maracanã, para ser campeão. O Flamengo pode perder por até um gol ou empatar para levantar a taça. Caso o Cruz-Maltino repita o placar, a decisão vai para os pênaltis.

Arrascaeta comanda o Fla

Se Bruno Henrique fez os dois gols, Arrascaeta comandou o Flamengo. O meia uruguaio ganhou chance na vaga de Diego e teve atuação destacada. Ao lado de Éverton Ribeiro, criou boas chances ofensivas. A verdade é que, ao marcar adiantado, a equipe de Abelão encurralou o Vasco no campo defensivo, especiamente no segundo tempo. Teve mais posse de bola (65% a 35%), mais finalizações (24 a 8) e chances de gol (9 a 3). A diferença técnica entre os dois times ficou evidente e não fosse o goleiro Fernando Miguel o placar seria mais elástico.

Fernando Miguel salva o Vasco

A estratégia de Alberto Valentim de explorar os contragolpes não deu certo. O Vasco não teve força ofensiva e ameaçou em chutes de fora da área, basicamente. Exceção à cabeçada de Marrony, que acertou o travessão. Teve no goleiro o grande destaque. Ele fez três boas defesas.

Oanula gol e sofre pane

Aos 25 minutos do segundo tempo, Burno henrique teve gol anulado por impedimento na revisão pelo VAR. O árbitro Rodrigo Nunes de Sá entendeu que houve irregularidade. Porém, o comentarista PC de Oliveira opinou que o lance deveria ser validado pois, ao tentar cortar a bola, Werley iniciou nova jogada. Pouco tempo, por conta de uma pane elétrica na sala no Nilton Santos, o sistema deixou de funcionar.

Clássico é com Bruno Henrique

Bruno Henrique é iluminado quando enfrenta rivais. Até este domingo, ele havia marcado dois gols contra o Botafogo e um diante do Fluminense. Com os dois sobre o Vasco, entrou na história.

 

Com informações do GloboEsporte.com




Tópicos Recentes