EXCLUSIVA

12/05/2018 as 18:09

Exclusiva do Alô: A entrevista desta semana é com o pré-candidato a deputado federal Danilo Segundo

Nesta entrevista ele fala um pouco de sua trajetória estudantil, de política, faz uma crítica ao atual governo e diz que o grande debate destas eleições será a corrupção.

<?php echo $paginatitulo ?>

Danilo Dias Sampaio Segundo, 38, é o novo presidente estadual do PROS Sergipe. Advogado, radialista e ex-vereador da capital Aracaju, Danilo atua no segmento político desde o período da faculdade, quando cursava Direito. Ele fez parte do movimento estudantil e foi presidente do diretório central dos estudantes da Universidade Tiradentes (Unit).

 

Em 2008, Danilo foi o vereador eleito em capital mais novo do Brasil. Durante seu mandato foi presidente da Comissão de Defesa do Consumidor e líder do governo na Câmara Municipal. Nascido em Aracaju, o pré-candidato ressaltou seus encantos pela região Nordestina.

 

 

Alô News – Danilo, o senhor tem uma trajetória de lutas por direitos dos estudantes e de outras classes no meio acadêmico, conte um pouco sobre isso.

 

Danilo Segundo (D.S)* - Comecei desde cedo, aos 20 anos, inicialmente nas trincheiras das universidades, na militância do movimento estudantil, onde cheguei ao DCE (Diretório Central dos Estudantes), também fui diretor da UNE (União Nacional dos Estudantes). Fazendo assim uma política estudantil, lutando pela inclusão social, pela inclusão da juventude nas universidades, numa época em que haviam 0,4% de jovens que ingressavam nas universidades no governo de Fernando Henrique.

 

Alô News – Qual foi o momento da decisão de entrar de vez na política?

 

D.S – Ainda muito cedo, logo que saí do Diretório Central dos Estudantes, terminando a faculdade de direito, fiz ainda um ano de jornalismo, assumi o mandato de vereador de Aracaju em 2008.

 

Alô News – Quais foram as suas conquistas no mandato de vereador naquela época?

 

D.S – Fui eleito o vereador mais novo, com apenas 28 anos e tivemos várias conquistas como por exemplo tornar Aracaju uma cidade digitalizada, com acesso à internet em vários pontos (que ainda não foi posto em prática), e a prefeitura está autorizada por meio de projeto de lei; Criamos o projeto minha cidade, minha história para que todas as edificações públicas que contenham nomes de personagens públicos e de renome como jornalistas, médicos, políticos, escritores, etc sejam escritas em placas toda a sua origem e história e biografia; Criamos o projeto do portal da transparência da prefeitura e da Câmera de vereadores; Fui presidente da comissão de Constituição e Justiça e presidente da comissão de defesa do consumidor.

 

Alô News – Quais foram as suas principais pautas na presidência da comissão de defesa do consumidor?

 

D.S – Abrimos as portas da Câmara de vereadores para vários debates relacionados às empresas que lesionam os consumidores, fizemos muitas parcerias. Depois disso tivemos um programa na Aperipê chamado Espaço Cidadão voltado a defesa do consumidor.

 

Alô News – O senhor hoje está pré-candidato a deputado federal, quais serão as suas pautas para abordar com a população sergipana e com o Brasil?

 

D.S – Toda eleição tem um debate quais sejam: Educação, saúde, segurança pública etc. E nós brasileiros vemos que o debate central hoje é a corrupção, daí vocês me perguntam qual será a mensagem que deixaremos aos sergipanos e etc, e a resposta é que nós temos que ter a preocupação de na hora de votar, procurar um parlamentar em que se saiba a sua vida pregressa, da sua preocupação com o erário, de sua responsabilidade social, etc. Esse é o grande debate.

 

Alô News – Quem são os apoiadores da sua pré-candidatura?

 

D.S – Os valadares, e temos outros apoiadores também. Estamos rodando o estado todo, temos um trabalho massificado em Aracaju, devido a ter sido vereador, temos o apoio de vários vereadores do PROS do qual faço parte e de outras agremiações. Inclusive o PROS tomou uma decisão nacional de só apoiar candidatos a governo ficha-limpa e também de eleger um deputado federal em cada estado.

 

Alô NewsNa sua opinião quem pode ser o próximo governador de Sergipe?

 

D.S – Não tenho dúvidas que será Valadares Filho! Esse é o momento em que as pessoas estão atentas, pois o debate hoje é corrupção. E ele foi a novidade que aconteceu no estado de Sergipe.

 

Temos alguns pré-candidatos ao governo como Belivaldo Chagas que hoje está assumindo o cargo, e que carrega o maior piano da história de Sergipe. A educação não funciona, vemos aí o Colégio Atheneu que formou várias personalidades sergipanas e está abandonado até hoje com uma reforma que ainda não terminou.

 

O outro pré-candidato é André Moura, que a sua pré-candidatura seria lançada em Janeiro e não aconteceu ai passaram para Fevereiro, e estamos em Maio, é algo que já nasceu morto. Não há discussão, não há brilho nos olhos nessa candidatura.

 

E vemos Valadares, um pré-candidato jovem que está dando certo. A era da nova política é dos mais novos, com uma nova forma de pensar, dialogando com todos os setores da sociedade...

 

Alô News – Na sua opinião quem poderá ser o novo presidente do Brasil?

 

D.S – Tivemos algumas perdas, perdemos o Lula que era uma grande liderança, outros como Joaquim Barbosa que empolgou uma boa parte da população e desistiu de ser candidato a presidente da República. E agora resta analisar os que estão postos aí...

 

Temos o Bolsonaro que é totalitarista, que é preconceituoso, esse acho que é um atraso... Tem o Ciro Gomes que acho um bom nome, tem a Marina Silva que já foi candidata. Tá muito cedo ainda pra decidir.

 

Alô NewsQual a sua mensagem para as pessoas que votarão nessas eleições de 2018?

 

D.S – Que analisemos os nomes que estão postos para nos representar, seja na Assembleia Legislativa no âmbito estadual, seja na Câmara Federal com os deputados federais, seja o governador e o presidente da República. Veja a vida desse candidato, o comportamento social, as posições que toma perante a sociedade, se tem compromisso o dinheiro público, verificar quais são as pautas que defende, quais candidatos votaram pela reforma trabalhista, retirando direitos e querem acabar com a previdência, etc.

 




Tópicos Recentes