EXCLUSIVA

09/06/2018 as 17:49

Exclusiva do Alô: O jornalista Cledson Nunes mostra estratégias para se sair bem em entrevistas de empregos

Algumas dicas foram explicadas pelo jornalista para não errar na hora da entrevista

Foto: (Cledson Nunes)<?php echo $paginatitulo ?>

Alô News (A.N): Gostaria que você falasse um pouco como é essa questão da busca/necessidade/carência de se tornar hoje uma pessoa bem qualificada.

(C.N): Hoje, como em qualquer outro momento, a qualificação se faz necessária para o progresso, seja no âmbito pessoal ou profissional. Para se destacar, tem de se fazer algo diferenciado. Buscar aprender algo diferente dos demais já lhe coloca em destaque automaticamente, mas não é tudo, é preciso um conjunto de fatores, tais como persistência, foco, automotivação, etc.

 

Alô News (A.N): Explique um pouco sobre qualificação

(C.N): Conhecimento é libertador. Mas é preciso pensar fora da “caixinha” quando se fala em qualificação profissional, pois há a possibilidade de se qualificar sem ir a academia ou aos bancos das escolas, com um livro, você se torna um ser diferente, ao se juntar aos mais experientes também. Claro, as instituições têm o dever de repassar conhecimento e qualificar, certificar e preparar o indivíduo para o manejo dessa arte, ou parte dela.

 

Alô News (A.N): Como é considerada hoje uma pessoa que esteja nessa real situação de procurar empregos?

(C.N): Encontrar um lugar ao sol é o objetivo de muitos neste momento de falta de emprego. Mas o lema não pode deixar de existir: “Sou brasileiro e não desisto nunca”. Entregar os pontos na crise é assinar o atestado de óbito... O ideal é procurar novas ideias.

 

Alô News (A.N): Qual a melhor qualificação para poder procurar emprego?

(C.N): A melhor qualificação é aquela que esteja compatível com seus objetivos a curto, médio e longo prazo. Pois existe uma infinidade de cursos, livros, treinamentos. Acredito que a melhor qualificação seria o autoconhecimento.

 

Alô News (A.N): Vivemos em um país de crises. Qual a necessidade hoje que o país enfrenta de poder enfrentar essa taxa de desemprego?

(C.N): A crise que o nosso país vive é realmente alarmante, e as razões são má gestão dos recursos públicos e a corrupção instalada. Mas eu penso sempre no lado positivo das coisas, toda crise trás uma oportunidade. E o brasileiro tem a fama de ser criativo, e neste momento não é diferente, houve um aumento de inscrições no MEI, empreendedores estão surgindo e dando oportunidade a vários pais de família que estão desempregados. Empreender não é fácil, ainda mais com tanta burocracia, quiçá, é uma saída para a crise e geração de emprego e renda.

Já para quem não tem habilidade para tal, buscar novos rumos, uma nova carreira, uma nova profissão, seja a saída mais óbvia.

Alô News (A.N): Muitas pessoas desistem de procurar trabalho pela falta de qualificação que não tem. O que de fato pode recomendar para essas pessoas?

 

(C.N): Na realidade não é a falta de qualificação que faz alguém desistir de procurar emprego, existe claro vagas que dependem de um maior conhecimento, mas este é um fator secundário. O que faz uma pessoa desistir é deixar de sonhar… Se eu não tenho a qualificação para ser cozinheiro, ou um chef de renome, eu lutarei pela vaga de auxiliar de cozinha, o convívio e a observação inteligente me darão conhecimentos valiosos para no futuro me tornar o próximo cozinheiro… Receber o não é garantido, então aconselho a busca do sim.

Outra coisa é analisar suas próprias habilidades e conhecimentos e ver se é possível obter lucro com isso... Garanto que tem muita gente que acredita que não sabe nada... E quem nasceu sabendo?

Never give up (Nunca desista)!

 

Alô News (A.N): No seu ponto de vista, quais efeitos acabam gerando com essa redução de desempregos no Brasil?

(C.N): Os efeitos da redução de vagas no mercado de trabalho são nítidas, pessoas e famílias inteiras passando por dificuldades, escassez, redução da qualidade de vida, enfim, a lista é grande... Para se acabar com a taxa de desemprego é preciso incentivos fiscais diferenciados para quem quer empreender, além é claro de educação empreendedora nas instituições de ensino do nosso país, ainda não se ensina a empreender como nos países desenvolvidos.

 

Alô News (A.N): Como pode destacar uma pessoa para ser bem-sucedida no emprego?

(C.N): O sucesso é quando você chega ao ápice de suas habilidades, é quando você supera uma dificuldade, é quando se repassa conhecimento, é quando você se sente satisfeito e quando devido a isso te requisitam e reconhecem o seu bom trabalho. Sucesso pra mim é como uma tela de um pintor, ali está tudo que foi aprendido, criatividade, técnica, esmero, etc... Vem um apreciador de arte e compra a obra...

 

Alô News (A.N): Qual o conceito hoje para ter um currículo de sucesso?

(C.N): Antes do currículo está no papel ele precisa estar em você, nos seus atos, gestos e fala. Um currículo de sucesso começa internamente... Do que adianta eu enfeitar meu currículo de luzes, paetês e etc, se meu comportamento não condiz com o que está escrito? O conceito é: Seja o currículo no seu dia-a-dia e transpareça isso.

 

 

 




Tópicos Recentes