MUNDO

20/08/2019 as 13:59

Plástico no mar custou a vida a dugongo mais conhecido do mundo

Corpo do animal vai ser embalsamado para que a sua morte seja também uma lembrança do quão importante é a conservação.

<?php echo $paginatitulo ?>

Em abril passado, um dugongo fêmea, ainda jovem, deu à costa tailandesa já doente. Chamaram-lhe Mariam

 

Nos meses seguintes, a Tailândia apaixonou-se pela história deste animal em recuperação, um animal órfão e vulnerável que ficara doente à conta do plástico com que a Humanidade polui o mar. 

O animal ficou ao cuidado dos veterinários e tratadores do Centro Biológico Marinho de Phuket

Em maio, uma foto da AFP correu mundo, mostrando o animal abraçado a um dos seus tratadores.

Há uma semana, o animal começou a dar sinais de doença e perda de apetite. No último sábado, o animal entrou em choque e morreu.

A autópsia revelou que o plástico contribuiu inevitavelmente para a sua morte. Partículas de plástico obstruíram a sua circulação intestinal. Entre os pedaços de plástico no organismo do animal estava um pedaço que media cerca de 20 centímetros. 

O caso que enterneceu a Tailândia terminou com a morte do animal. Apesar de tudo, as autoridades tailandesas esperam que a morte daquela que era o mais famoso dugongo do mundo não seja em vão. O corpo do animal vai ser embalsamado e colocado em exposição no Aquário de Phuket. O objetivo é que a morte de Mariam seja um lembrete para a importância da conservação da natureza.




Tópicos Recentes