POLÍTICA

12/03/2018 as 15:38

Depois do Veraneio e dos Despachos, Governo de Sergipe ganha Palácio da Saúde!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Já em funcionamento há algum tempo, nessa segunda-feira (12), o Governo do Estado fez o lançamento oficial do Centro Integrado de Saúde senador Gilvan Rocha, situado no antigo prédio do Mistão, contrato que gerou muitas especulações por parte da imprensa e da oposição e que resultou em um amplo desgaste para o Executivo junto à Opinião pública. Sob o comando do secretário Almeida Lima, boa parte do que se refere à Saúde de Sergipe está concentrado naquele prédio, o que pode ser muito bom do ponto de vista do controle de gastos, mas que pode ser péssimo ser a estrutura for utilizada de forma indevida.

 

Pode-se dizer que Almeida Lima enfrentou a tudo e a todos para que o prédio entrasse em funcionamento. Até o Ministério Público questionou a transferência da Secretaria de Estado da Saúde para lá. Em um primeiro momento o que se imaginou era que o secretário seria candidato a algum cargo eletivo em 2018. Ele até deixou a especulação “ganhar corpo” e estava de olho na possibilidade de vir a ser o candidato a governador da situação. Mas como seu bloco político não apoiaria sua pré-candidatura, Almeida preferiu permitir que seu genro, Breno Silveira, entrasse na disputa por uma vaga de deputado estadual.

 

Projeto que incomoda demais uma série de aliados do governo, com e sem mandato, que avaliam que Breno poderia vir a ser beneficiado com a estrutura de Poder que o sogro tem nas mãos agora com a Secretaria de Estado da Saúde e as Fundações de Saúde sob sua responsabilidade. Em toda entrevista concedida, Almeida nega que esteja determinado a eleger o genro para um mandato de deputado estadual. Prefere avaliar que a Saúde pública de Sergipe segue no rumo certo, apesar das críticas dos usuários, das denúncias da imprensa e da cobrança da oposição.

 

Apesar das “pressões”, o governador Jackson Barreto faz “ouvido de mercador” para os críticos e vem mantendo Almeida Lima no cargo. Há quem diga que, inclusive, se ele sair para disputar a uma das duas vagas de senador, a continuidade do “primo” será um apelo que JB fará ao vice-governador Belivaldo Chagas (MDB) para que não altere a estrutura da Saúde, pelo menos até o final do ano. Almeida está longe de ser um secretário “popular”, inclusive entre os servidores da Saúde. É visível o descontentamento de uma parcela significativa do funcionalismo com o secretário.

 

Almeida é daquelas figuras públicas que adoram impor suas vontades e desejos, com discurso de “salvador da pátria”, mas que nem sempre resolvem os problemas. O caso do Hospital Cirurgia, por exemplo, é um exemplo, de má gestão inclusive da secretária, que desde 1º de fevereiro responde por aquela unidade de Saúde. O secretário “venceu”, parece fazer parte de um “governo paralelo” dentro da estrutura estadual, onde aparentemente não faltam recursos públicos e onde tem autonomia para decidir por contra própria, sem precisar consultar o “governador de plantão”.

 

Em síntese, não é exagero algum dizer que o Estado de Sergipe tem hoje na atualidade três governadores: o governador de direito é Jackson Barreto, eleito pelo voto popular; o governador de fato é Belilvaldo Chagas (MDB) que já decide quase tudo dentro da administração; e o “governador paralelo” que é Almeida Lima, com conseguiu um feito inédito: depois do Palácio dos Despachos e do Palácio de Veraneio, o governo acaba de inaugurar o Palácio da Saúde, com ampla estrutura e uma perigosa concentração de poder. É aguardar para ver o resultado disso mais adiante...

 

Veja essa!

Em entrevista ao radialista George Magalhães, na rádio FAN FM, o secretário Almeida Lima rebateu a recente declaração do presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, de que se fosse governador não o nomearia para Saúde Estadual.

 

E essa!

Em resposta a declaração do petista, Almeida Lima foi curto e grosso: felizmente ele (Rogério Carvalho) não é o governador. Não vou entrar neste tipo de discussão”, rebateu. O difícil vai ser manter a unidade em cima deste palanque...

 

Ato político

O deputado estadual Luciano Bispo (MDB) deu uma demonstração de força política ao promover um ato em defesa da pré-candidatura de Belivaldo Chagas ao governo do Estado, no sábado (10), no BNB, em Itabaiana. Amigos do parlamentar de todo o agreste foram prestigiar o ato governista.

 

PT dentro

Pelo ato realizado por Luciano Bispo ficou subentendido que o Partido dos Trabalhadores vai fazer parte da chapa majoritária com Rogério Carvalho como pré-candidato a senador ao lado de JB. Presente ao ato, o candidato a vice deve ser o deputado Luiz Mitidieri.

 

PRB fora

Chamou a atenção deste colunista a ausência dos líderes do PRB no evento. E isso logo após saírem rumores de conversas entre o partido e setores da oposição, tanto com o deputado federal André Moura (PSC) quanto com o senador Valadares (PSB). O PDT também não se fez presente.

 

Jackson Barreto I

O governador Jackson Barreto reconheceu a força e a liderança política de Luciano Bispo, reafirmou seu compromisso com Belivaldo Chagas e disse que no seu grupo não tem “malandragem, corrupção e falta de ética”.

 

Jackson Barreto II

JB disse ainda que caberá ao povo julgar as candidaturas e que estão enganados os que pensam que vão vencer a eleição apenas falando dos salários dos servidores. “Em 2014, Sergipe já tinha um governador eleito. Quando nós fomos para as ruas, vencemos; o mesmo se repetiu em 2016; Valadares Filho (PSB) estava eleito, mas quem assumiu a prefeitura foi Edvaldo (Nogueira)”.

 

Olho nele!

Falando em Edvaldo Nogueira, o prefeito de Aracaju não compareceu ao ato em Itabaiana, mas acompanhou o governador na visita que fez a duas obras na capital, antes de subir a Serra. Estaria Edvaldo evitando Belivaldo ou apenas fazendo um “jogo de cena” para enganar André Moura?

 

JB com Lula

O governador já deu a deixa que não vai apoiar nem o governo do presidente da República, Michel Temer, e nem seguirá a orientação do MDB para 2018. JB está colando no PT e em Lula. Logo começará a atacar o governo federal...

 

Pesquisas

Jackson revelou que não se incomoda com os resultados das pesquisas de intenção de votos. “Se a oposição está na frente, vão para casa descansar e esperar o resultado. Deixe a gente ir para as ruas”, avisou.

 

Belivaldo Chagas I

Por sua vez, o pré-candidato a governador pelo agrupamento já começou seu discurso inflamando os presentes dizendo que “eu não tenho medo, sou uma pessoa de fé. E eu nem sei quem vou enfrentar porque do lado de lá eles nem se entendem”.

 

Belivaldo Chagas II

“Do lado de lá tem chapa A e chapa B, tem a chapa do pai, do filho e só falta o espírito santo para completar! Vamos pensar em uma proposta que seja a melhor para Sergipe”, disse Belivaldo, após alfinetar a oposição.

 

Luciano Bispo I

Por sua vez, o deputado Luciano Bispo agradeceu a todos que foram prestigiar seu ato, reforçando que Itabaiana é um “canteiro de obras” do governo do Estado e apostando que em janeiro de 2019 o Estado será governado por Belivaldo.

 

Luciano Bispo II

“Vamos unir forças e vamos evitar preocupação com fofocas. Vamos trabalhar para eleger nosso governador, nossos dois senadores e a maioria dos deputados federais e estaduais. Vamos defender este projeto com amor, carinho e responsabilidade”, chamou o anfitrião do evento em Itabaiana.

 

Mendonça Prado

Durante o programa de George Magalhães, o entrevistado foi o presidente do DEM em Sergipe, Mendonça Prado, que reconheceu não ter conhecimento sobre qualquer ação de Machado (PSDB), de André Moura ou de Edivan Amorim para lhe tomar o comando dos Democratas.

 

Vai apurar

Mendonça disse que o assunto veio a tona no final de semana e que, antes de se manifestar, vai apurar. “Não quero me precipitar aos fatos e nem quero julgar nada sem ter a certeza. Vou me certificar de algo existe algo, mas confesso que não acredito nisso”, revelou.

 

Em Sampa

O deputado estadual Capitão Samuel (PSL) viajou para São Paulo onde passará a semana participando de um curso de especialização intensiva em Dependência Química e Tratamentos diversos. Ele coordena o “Batalhão da Restauração” em Sergipe, movimento que tira drogados das ruas e trabalha a ressocialização.

 

Capela I

O caos se instalou no município de Capela, na administração da prefeita Silvany Sukita. A cidade passou quase todo o final de semana sem água, a tarifa não deixa de ser cobrada mensalmente e a população sofre sem o benefício.

 

Capela II

As crianças ficaram sem aula pela falta de água e as pessoas sequer podiam tomar banho ou fazerem os serviços domésticos. Muitos moradores foram tomar banho na bica do município e a gestão atual prometeu transformar o espaço em um balneário.

 

Capela III

A população de Capela sofre com os serviços irregulares de coleta do lixo, com a falta de higienização e fiscalização do matadouro, falta de iluminação pública, transporte gratuito para os estudantes, material e medicamentos nos postos, além de assistência social e água. Pelo visto falta quase tudo por lá, menos festas...

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 




Tópicos Recentes