POLÍTICA

22/06/2018 as 16:16

Em cenário mais favorável que 2014, Amorim parece não querer vencer!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Cada ser humano tem seu jeito de ser, seu estilo de comunicar, de expressar seus sentimentos e de se manifestar publicamente. Essa individualidade existe e deve ser respeitada. Mas quando um cidadão decide ser um agente político, um ser transformador, com filiação partidária e um programa partidário a seguir, ele deixa de ser um individuo comum e passa a ser um homem público, alguém totalmente popular, uma referência para muita gente e perde-se completamente sua privacidade, em especial agora, onde vivemos em tempos de redes sociais.

 

Médico especialista “no tratamento da dor”, o senador Eduardo Amorim (PSDB) aceitou o desafio de constituir um novo agrupamento político em Sergipe e foi eleito deputado federal em 2006, após ser secretário de Estado da Saúde. Dali em diante, exerceu um grande mandato em BSB ao ponto de, em 2010, ser eleito senador da República com uma votação inédita, tendo cerca de 100 mil votos que o então governador reeleito, Marcelo Déda (in memoriam).

 

De aliados, pouco tempo depois, passaram a condição de adversários, mas o grupo liderado por Amorim só aumentava. Por onde passava, as pessoas já o avaliavam como “governador”. Antecipou-se por uns três anos a eleição de 2014 e havia a certeza que aquele cidadão educado, comedido, propositivo e atuante no Congresso, comandaria o Estado para renovar o cenário político, o quanto antes. Sem um vice até o dia do registro da chapa, Amorim cometeu uma série de equívocos naquele ano, erros que foram fatais diante de um adversário como Jackson Barreto (MDB), astuto e sem limite com o poder nas mãos. O resultado foi uma derrota acachapante nas urnas.

 

Amorim “acusou o golpe” diante daquele primeiro resultado adverso e não mais se encontrou, politicamente. Demorou muito a digerir e aceitar aquela derrota, trocou o PSC pelo hoje muito questionado PSDB e viu o líder do Congresso, deputado federal André Moura (PSC), preencher um espaço que deveria ser seu, de liderança do agrupamento. É bem verdade que o senador hoje está mais “experiente” com as lições que a vida de lhe impôs, mas na avaliação deste colunista ele continua cometendo muito dos erros de 2014, algo que pode lhe custar um novo desfecho adverso.

 

O estilo de fazer política de Eduardo, mais comedido, sem chamar muita atenção através da mídia, é algo que culturalmente não “empolga” o eleitorado sergipano. Não cativa as pessoas. Tem hoje um cenário bem mais favorável do que tinha em 2014. Jackson deixou o governo com profundo desgaste e puxa para baixo o governador Belivaldo Chagas (PSD). Amorim tem André Moura ao seu lado, conta com um agrupamento gigantesco, mas insiste em não mudar, em não evoluir na forma de fazer política.

 

Há de se registrar que Amorim não é daqueles políticos que apelam para a “baixaria” e isso é positivo, mas ninguém ganha eleição apenas na defensiva. A vitória nas urnas não “cai do céu”! Com um grupo bem menor, sem muita estrutura, o pré-candidato a governador Valadares Filho (PSB) explora muito bem o pouco que tem, é proativo e tem afinidade com o eleitorado mais jovem. Está alinhado com o momento das redes sociais e surpreende nos levantamentos realizados. Ainda é cedo para falar, mas pela forma como se posiciona hoje, Eduardo Amorim passa a leve impressão que não deseja vencer ou que não tem a dimensão do “tamanho” que representa...

 

Veja essa!

O ex-deputado estadual Zeca da Silva teve um princípio de infarto nessa quinta-feira (21) e foi levado ao Hospital São Lucas, onde foi atendido e submetido a um cateterismo para suposto desentupimento de uma artéria.

 

E essa!

Este colunista obteve a informação que o procedimento foi um sucesso e Zeca encontra-se na UTI, por 48 horas, apenas de observação. Neste sábado (23) os médicos devem decidir se ele segue para um apartamento ou se recebe alta para ficar em casa.

 

Muito querido

Zeca da Silva havia decidido não disputar mais mandatos eletivos e mantem um bom relacionamento com vários setores da política local. Na Assembleia sempre foi um deputado muito bem relacionado e não tem inimigos. É muito querido por políticos de diversas legendas.

 

Dataform

Levantamento realizado pelo Cinform Online, através do instituto Dataform, entre os dias 15 e 19 de junho, registrado na Justiça Eleitoral sob o número SE-07967/2018, e contratado pela Central de Informações Comerciais Eireli (EPP), ouviu 1.200 eleitores e tem margem de erro de 3%, para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%.

 

Governo do Estado

Para o governo do Estado, Valadares Filho lidera com 14,8% e faria o segundo turno contra Eduardo Amorim com 12,3%; o governador Belivaldo Chagas tem 6,8%, seguido de Dr. Emerson (REDE) com 3,2%, Mendonça Prado (DEM) com 2,7%, Márcio Souza com 1,2%, João Tarantela com 1% e Milton Andrade com 0,2%. 36,4% pretendem votar nulo ou branco e 10% não sabem ou não responderam.

 

Senado Federal

Levantamento para senador, Valadares (PSB) lidera folgado com 13,3%, seguido de Jackson Barreto com 6,4% e André Moura com 6%. Heleno Silva (PRB) tem 2,8%, Rogério Carvalho (PT) vem com 2,3%, Sônia Meire (PSOL) com 2,2%, Henri Clay com 1% e Alessandro Vieira com 0,8%. 40,8% pretendem votar nulo ou branco, 13,2% não sabem ou não responderam e 11,3% estão indecisos.

 

Kitty Lima I

A comercialização de fogos de artifício na capital foi tema do discurso da vereadora Kitty Lima (Rede) na Câmara Municipal de Aracaju (CMA). A parlamentar pediu maior fiscalização aos órgãos competentes quanto a venda dos artefatos na capital após a imprensa noticiar que o setor de queimados do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) já recebeu, entre o final do mês de maio até o momento, 10 pacientes vítimas de fogos de artifício.

 

Kitty Lima II

Durante seu pronunciamento, Kitty chamou atenção para um dado preocupante que aponta que 80% das vítimas de queimaduras internadas no Huse são crianças e adolescentes. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Queimaduras, em 70% dos acidentes com fogos, o resultado são queimaduras. Em casos mais severos, podem ocorrer lesões com lacerações/cortes (20% dos casos) e amputações dos membros superiores (10%), além de lesões de córnea ou perda da visão e lesões do pavilhão auditivo ou perda da audição.

 

Isac Silveira I

Após as polêmicas das leis da meia passagem aos domingos e da gratuidade para idosos acima de 60 anos nos transportes públicos da capital que foram parar até na Justiça, a população aracajuana recebe a informação que a tarifa de ônibus pode passar por reajuste e chegar a R$ 4,40.

 

Isac Silveira II

Para o vereador Isac Silveira (PCdoB) este não é o momento de se discutir aumento de passagem. “Eu tenho o entendimento de que na verdade é o momento de se discutir a redução do valor praticado atualmente. Nós temos uma das maiores tarifas do Brasil, sendo a segunda menor capital do país, só perdemos para Florianópolis. Rio Janeiro e São Paulo, que são bem maiores tem um valor similar ou igual o nosso. Isso está errado”, indaga Isac.

 

Aumento da passagem

O aumento do transporte de ônibus da grande Aracaju também foi tema do discurso do deputado Matos (Rede). “A Setransp alega que o valor do diesel subiu muito e, mesmo com a redução dada pelo Governo, o Sindicato protocolou uma planilha na  SMTT cuja a previsão do valor da passagem é de R$ 4,40”, explica o deputado questionando se esse valor será justo, tendo em vista a situação dos ônibus e a superlotação deles.

 

Goretti Reis

Através de indicação, a deputada estadual Goretti Reis solicitou que o Governo do Estado, através de um Projeto de Lei crie o Fundo Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher, vinculado a Secretaria de Estado da Mulher, da Inclusão e Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos – SEIDH. Esse projeto viabilizará a implantação da política pública com o objetivo de melhorar o desenvolvimento de ações para a proteção da mulher vítima de violência.

 

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) protocolou Projeto de Lei do Senado (PLS) 308/2018 que versa sobre a instituição da Semana Nacional de Conscientização sobre a Alergia Alimentar. “Essa é uma questão bem preocupante e com aspectos que merecem uma atenção especial”, disse Maria, que recentemente sugeriu uma audiência pública para tratar sobre o tema.

 

Maria do Carmo II

Ela citou que o número de novos alimentos sinalizados como alérgenos tem crescido consideravelmente, mas as alergias surgem de forma descontrolada, sem que haja uma forma de preveni-las, exceto, se for eliminada a ingestão das proteínas supostamente apontadas como alergênicas.

 

André Moura I

Foi aprovado, na comissão mista do Senado Federal, o relatório da Medida Provisória 827/18 que cria novas regras e delimitações profissionais para os Agentes de Saúde e Combates de Endemias dos Esrados. O relator da matéria, senador Cássio Cunha Lima (PSDB/PB), assegurou também definição da data-base e reajuste salarial da categoria com escalonamento em três anos. 

 

André Moura II

O acordo para a aprovação do relatório foi construído pelo trabalho de mediação do deputado federal André Moura (PSC) entre Agentes de Saúde e o Executivo.  Conforme a redação do relatório, a data-base da categoria passa a ser prevista para 1º de janeiro de 2019 e o escalonamento do reajuste salarial será iniciado já em  2019, com vencimento a ser fixado  em R$1.250. Já em 2020, este valor sobe para R$ 1.400 e, em 2021, será de R$ 1.550.

 

André Moura III

“Depois de muita luta e de um trabalho exaustivo conseguimos fazer um acordo favorável ao governo e aos Agentes de Saúde.”, revelou André Moura sobre o resultado da MP. O parlamentar lembrou a força da categoria, que hoje soma mais de 300 mil profissionais.

 

Almir Santana

A Sociedade Médica de Sergipe (Somese), a Academia Sergipana de Medicina (ASM) e Sociedade Brasileira de Médicos Escritores Regional Sergipe (Sobrames) vêm a público repudiar o tratamento que vem sendo dado ao médico Almir Santana. Um profissional que se dedica ao combate das Doenças Sexualmente Transmissíveis há mais de 30 anos.

Nota de repúdio I

“A gestão municipal não pode desprezar a importância de Dr. Almir Santana para a prevenção das DSTs. Ele coordena o Programa Estadual de DST/Aids desde 1987 e foi o primeiro médico, em Sergipe, que aceitou atender pacientes com Hiv/Aids. Até hoje é um missionário em prol do respeito pelos direitos humanos das pessoas que vivem com HIV/AIDS”, diz a nota.

 

Nota de repúdio II

“Mesmo com tantos serviços prestados à população, principalmente a esses grupos tão discriminados, a classe médica acredita que Dr. Almir Santana não está recebendo o devido reconhecimento da atual gestão da Prefeitura Municipal de Aracaju. Visto que, no início deste ano, Dr. Almir foi lotado no atendimento ambulatorial da rede básica. O fato causou estranheza para toda a classe médica, pois tira a atuação de Dr. Almir no que ele sabe fazer de melhor”, completa a nota.

 

Solidariedade
“A Somese se solidariza com Dr. Almir Santana que, após se recusar a assumir a nova tarefa, está há seis meses sem receber salário do município. A classe médica de Sergipe espera que isso não seja nenhuma punição contra ele. Pois, no final das contas, quem está sendo punida é quem mais precisa: a população”, conclui a nota.

 

Elber Batalha I

Em seu último discurso deste semestre na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), o vereador Elber Batalha (PSB) utilizou a tribuna do parlamento para repudiar a humilhação da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), através da Secretaria de Saúde (SMS) ao médico e servidor Almir Santana.

 

Elber Batalha II

“Dr. Almir é referência na prevenção às DST’s em Sergipe e no mundo”, lembrou Elber. Cortaram o salário dele desde o início do ano, mesmo ele continuando trabalhando na atividade, como represália pelo fato de se recusar a ir. Dr. Almir Santana é um homem altivo, de caráter ilibado e que conquistou seus espaços pela conduta e história de vida de trabalho. A SMS o coloca numa situação de desmerecimento e humilhação. Mas, quero parabenizar a quem da Secretaria de Saúde do Estado teve a sensibilidade de requisitá-lo para que o projeto continue pelo estado e as pessoas que possuem o vírus HIV não fiquem desamparadas”.

 

Laércio Oliveira

O município de Japoatã foi contemplado com mais dois carros para Programa Saúde da Família (PSF) fruto de emenda do deputado federal Laércio Oliveira. O parlamentar sempre trabalhou ouvindo as pessoas, lideranças, prefeitos e vereadores para saber as necessidades de cada cidade e destinar suas emendas em benefício da população.

 

Fábio Reis

O deputado federal Fábio Reis (MDB) participou de solenidades de assinatura de ordens de serviço, em Lagarto, acompanhado do governador Belivaldo Chagas. Foi autorizado o início de obras de pavimentação que serão realizadas em diversos locais com recursos destinados pelo parlamentar.

 

Mais recursos

Fábio Reis destinou R$ 1.099.769 milhão para a pavimentação do Conjunto Jardim Campo Novo, da pista do Pau Grande, na Colônia 13, e dos Povoados Mariquita e Rio Fundo, em Lagarto. Durante a solenidade, o parlamentar destacou a importância dessa obra para a população. “Hoje estamos aqui realizando um sonho dessa comunidade que viveu por muitos anos na lama e na poeira e podem ter a certeza que não deixarei faltar recursos para esta obra”, disse Fábio.

 

TCE I

Para analisar se as contratações cumprem os requisitos da temporariedade e do excepcional interesse público, o Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) decidiu, no Pleno, expedir medida cautelar suspendendo, pelo prazo improrrogável de 20 dias, o Processo Seletivo Simplificado (PSS) realizado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) para contratação temporária de 443 profissionais de nível superior e médio – Edital n. 01/2018.

 

TCE II

A matéria foi apreciada pelo Tribunal, a partir de pedido provocado pela 3ª Coordenadoria de Controle e inspeção (CCI), que pugnou pela realização de auditoria especial, argumentando, em síntese,  "no elevado número de contratos que se objetiva firmar e levando-se em conta tratar-se de contratação para o desempenho de atividade rotineira, que, via de regra, deve ocorrer por meio de concurso público específico".

 

Acima da LRF

A Coordenadoria enfatizou que os dados extraídos do portal da transparência da Secretaria de Estado da Fazenda dão conta de que a despesa líquida com pessoal do poder executivo em 2018 (1º quadrimestre) representou 46,96% da receita corrente líquida, "ou seja, acima do limite prudencial de 46,55% estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)".

 

Pedido aceito

O pedido foi acatado pelo conselheiro-relator, Luiz Augusto Ribeiro, que, em seu voto, propôs  o estabelecimento de prazo improrrogável de cinco dias para que o gestor encaminhe "toda a documentação que integra o PSS, acompanhada das justificativas que ampararam a publicação do Edital n. 01/2018, especialmente as relacionadas ao cumprimento dos requisitos de excepcionalidade e da urgência".​

 

Georgeo Passos I

O deputado estadual Georgeo Passos, denuncia que, diferentemente do que foi anunciado pelo governador Belivaldo Chagas, o Estado não fará a antecipação do pagamento do 13º salário dos servidores públicos para este mês de julho. O parlamentar informou na tribuna que na verdade o Estado disponibilizará, a partir do próximo dia 2, uma linha de crédito no Banese para quem desejar receber esse dinheiro.

 

Georgeo Passos II

“Ou seja, Belivaldo está tentando enganar os servidores dizendo que o Governo vai pagar antecipado o valor integral, quando na verdade é apenas uma linha de crédito – um empréstimo, como todos os bancos disponibilizam para os seus clientes anteciparem 13º salário ou restituição de imposto de renda. O que o Governo possibilitou foi o que já existia há muito tempo. Não traz nenhuma novidade”, revelou o deputado. Essa operação se assemelha ao que o Executivo vem fazendo nos últimos anos para o pagamento da segunda parcela do décimo. 

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com




Tópicos Recentes