POLÍTICA

26/04/2018 as 10:11

JB “derruba rejeição” em 10 dias no “ócio” e Belivaldo “entrega” a Deso ao PDT!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Nos bastidores do governo há uma movimentação, talvez já orquestrada pelo “homem do marketing” Carlos Cauê, para reconstruir a imagem do ex-governador Jackson Barreto (MDB) que deve disputar uma das vagas para o Senado Federal e para inserir em condições de disputa o pré-candidato à reeleição, governador Belivaldo Chagas (PSD).  Em meio a essa articulação, a quarta-feira (25) do mundo político sergipano foi marcada pela divulgação da pesquisa Dataplan, registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE), sob o número SE-09618/2018.

 

A pesquisa foi realizada período de 14 a 17 de abril de 2018, com 1.506 eleitores de 32 municípios sergipanos. O intervalo de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro de 2,6 pontos percentuais. Mesmo diante de profundo desgaste, do ponto de vista administrativo, o governador Belivaldo Chagas tem uma variação entre o segundo e terceiro lugar, nos cenários induzido e espontâneo, respectivamente, quando disputa diretamente com o senador Eduardo Amorim (PSDB) e com o deputado federal Valadares Filho (PSB).

 

O que mais chamou a atenção deste colunista é o fato de, em tão pouco tempo de gestão, cerca de 10 dias, Belivaldo conseguiu despontar em condições de igualdade com outras pré-candidaturas; mas a surpresa maior estava porvir: no levantamento para o Senado Federal, quem lidera o cenário é o ex-governador Jackson Barreto, na disputa direta com o deputado federal e líder do Congresso Nacional, André Moura (PSC) e com o já senador Antônio Carlos Valadares (PSB). Em síntese, talvez com rejeição ainda maior que o “galeguinho”, e “curtindo o ócio” do pós-governo, JB reverteu todo o desgaste em menos de duas semanas “esquecido” e apareceu na frente segundo o levantamento.

 

A coluna não vai detalhar a pesquisa, e ainda assim vai manter o mesmo respeito pelo Dataplan que nutre por outros institutos, mas não vai deixar de pontuar que nem o ex-governador Jackson Barreto acreditou que ele está liderando a corrida por uma das duas vagas de senador da República. Pelo menos, por enquanto, este não é o cenário que reflete o “som que vem das ruas”! E Belivaldo até começou bem sua gestão, mostrou energia, cobrou dos auxiliares, exigiu resultados, mas pouca coisa mudou na prática e ainda é muito cedo para se fazer qualquer avaliação.

 

No comentário anterior, este colunista disse que o perfil responsável de Belivaldo inviabilizava sua reeleição. A avaliação foi no sentido de que o “galeguinho” não tem o perfil de apostar no “vale tudo” para vencer uma eleição. Mas, ontem, o governador derrubou esta argumentação quando começou a “fazer política” com a máquina, entregando o comando da DESO (Companhia de Saneamento de Sergipe) para o PDT. Não há nada de ilegal e é legítima a escolha do chefe do Executivo, mas com todo respeito, fica difícil não aceitar o discurso da “continuidade” e de “mais do mesmo”. Ou não?

 

Veja essa!

A divulgação da pesquisa Dataplan movimentou a cena sergipana, mas não teve reflexos junto à população. A classe política que se manifestou: o PSB de Sergipe, por exemplo, repudiou e vai solicitar ao TER/SE a íntegra da pesquisa, com os formulários de entrevistas.

 

E essa!

Quem também repudiou o resultado foi o DEM pelo fato de a pré-candidatura de Mendonça Prado não ter sido lembrada no levantamento. “É lamentável que nos dias atuais empreguem esse tipo de artificio para ludibriar o povo, e tentar inflar nomes da preferência do poder econômico”, diz o partido em nota.

 

Ainda o DEM

Por fim, o partido anuncia que “não avaliaremos dados criminosos, apenas alertamos o Ministério Público Eleitoral e a Polícia Federal para esse tipo de manipulação explícita, que subestima a inteligência dos sergipanos e reduz o processo democrático a uma ação delituosa”.

 

Agora o PSOL I

Quem também emitiu nota repudiando a pesquisa foi o Diretório Estadual do PSOL/SE, em face da exclusão do pré-candidato ao Governo do Estado, o Policial Militar e Economista Márcio Souza. “Em uma democracia representativa é inaceitável tal manobra de exclusão do pluralismo político, sobretudo pelo fato de Márcio Souza estar em plena atividade pública em atos, manifestações”.

 

Agora o PSOL II

“O tratamento que os institutos de pesquisas eleitorais têm dado a pré-candidatura de Márcio Souza é desonesto e fruto de um desserviço ao direito de informação da população. Diante do exposto, esta Presidência consigna a exigência democrática para que os institutos de pesquisas eleitorais deem a amplitude que a pluralidade política brasileira representa”, completa a nota.

 

PRB

São fortes os rumores de que o PRB, comandado em Sergipe por Heleno Silva e Jony Marcos, anuncia a adesão à oposição liderada por André Moura muito em breve. Uma fonte chegou a revelar que o anúncio poderá ocorrer já na próxima semana.

 

Heleno Silva

O ex-prefeito Heleno Silva (PRB) obteve uma vitória parcial com o julgamento a seu favor de habeas corpus, pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Os advogados ainda lutam para reverter a condenação pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região no STJ.

 

Gustinho e a DESO I

Recentemente este colunista chegou a pontuar aqui que o deputado estadual Gustinho Ribeiro (SD), pré-candidato a deputado federal, estava pleiteando junto ao então governador Jackson Barreto e ao atual Belivaldo Chagas o comando da DESO.

 

Gustinho e a DESO II

Pelo visto, cerca de 30 dias depois, Belivaldo optou pelo PDT, talvez por ter achado o apoio político mais relevante. Desprestigiado atualmente, Gustinho chegou a ser o líder do governo de Marcelo Déda (in memoriam) e sempre foi um dos principais aliados do agrupamento que atualmente comanda o Estado.

 

Segue esquecido

A verdade é que desde o início do governo de Jackson Barreto que Gustinho vinha sendo “minado” na administração, sendo “escanteado” em desfavor da Família Reis de Lagarto. Pelo visto, continua sem prestígio também com Belivaldo...

 

Condenados I

Os deputados estaduais Augusto Bezerra (PHS) e Paulinho Filho (PSC) tiveram suas condenações criminais confirmadas, nessa quarta-feira (25), no caso das subvenções sociais, pelo pleno do Tribunal de Justiça, e deverão cumprir suas respectivas penas em regime fechado. A pena é superior a 12 anos.

 

Condenados II

Houve um entendimento por parte de alguns desembargadores para a redução da pena e consequentemente, a mudança do regime prisional, mas por maioria (6x5) ficou mantida a decisão do relator do processo, o desembargador Roberto Porto.

 

Defesa

A defesa de ambos segue otimista e o entendimento é que os embargos sejam protocolados em breve no sentido de tentar reverter a decisão do pleno do TJ. Augusto Bezerra e Paulinho Filho sempre mantiveram boa relação de amizade, bom relacionamento com a classe política em geral, que silenciou após a decisão.  

 

Seguem deputados

Apesar da condenação criminal, a decisão do pleno do TJ não retira de Augusto Bezerra e Paulinho Filho a prerrogativa de deputado estadual. Ambos foram eleitos pelo voto popular em 2014 e só o plenário da Casa poderia afastá-los de suas funções políticas.

 

Almeida desmoralizado

Não se sabe o que falta mais para ser feito pelo governador Belivaldo Chagas para forçar a saída “espontânea” do secretário de Saúde, Almeida Lima, do cargo. Agora foi o Processo Seletivo Simplificado (PSS) da Secretaria, recentemente anunciado, que foi suspenso por decisão do governador. A desmoralização chegou ao limite...

 

Justificativa

A informação é que o governador está preocupado com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O governo explica que ninguém será prejudicado e que há o risco da LRF ser desrespeitada.

 

O que segura Almeida?

Agora, como perguntar não ofende jamais, se Belivaldo Chagas é o governador do Estado, se já mudou toda a estrutura da Saúde de Sergipe, se tem a “caneta” nas mãos, o que realmente segura Almeida no cargo? Talvez ele saiba demais...

 

Rogério Carvalho I

Em entrevista ao radialista George Magalhães, na FAN FM, o presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, disse que mantém o respeito e a amizade com Belivaldo e JB, mas que “eles não são vítimas de nada!”.

 

Rogério Carvalho II

“Belivaldo sabia muito bem a herança que estava assumindo. Ele não está no cargo para ser vítima, mas para ser governador. O que aconteceu no Centro de Nefrologia foi um absurdo e um desrespeito ao povo sergipano”, avaliou Rogério Carvalho.

 

Auditoria especial

O conselheiro Luiz Augusto Ribeiro, do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE), autorizou a realização de auditoria especial nos recursos repassados pela Prefeitura da capital ao Hospital Cirurgia. A medida foi motivada por representação protocolada no Tribunal pelos vereadores de Aracaju que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde, na qual apontam supostas irregularidades nos contratos e na folha de pagamento da unidade hospitalar.

 

Documentos requeridos

Nesta etapa inicial, o corpo técnico da Área de Auditoria jurisdicionada pela 3ª Coordenadoria de Controle e Inspeção (CCI), após autorização do conselheiro relator, solicitou da Secretaria Municipal de Saúde toda a documentação acerca dos recursos destinados ao Cirurgia entre os anos de 2012 e 2017. Luiz Augusto é o relator dos processos da área de controle da qual fazem parte os órgãos da Saúde, tanto no Estado como na capital.

 

TCE I

Com o tema “O papel do auditor do controle externo como agente indutor de políticas públicas”, será realizado o I Seminário dos Auditores de Controle Externo do TCE, na próxima quarta-feira (2), a partir das 8 horas, no auditório do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe. As inscrições são gratuitas e devem ser efetuadas através do site da Escola de Contas Conselheiro José Amado Nascimento (Ecojan​​): www.tce.se.gov.br/ecojan. Os participantes do evento receberão certificado de 5 horas/aula.  

 

TCE II

A ideia do Seminário é difundir o papel constitucional dos Tribunais de Contas na condição de indutores de políticas públicas, com ênfase na discussão sobre estrutura, funcionamento e nos reflexos do processo de controle externo na esfera jurídica de terceiros. O evento abordará, ainda, a relativização da atual política penal repressiva e a conciliação do Direito Penal com o Direito Administrativo sancionador. 

 

FHS

Dezenas de servidores vinculados às fundações de saúde do Estado de Sergipe ocuparam as galerias no plenário da Assembleia Legislativa e ouviram do deputado Francisco Gualberto (PT), líder da bancada governista, que em breve estará sendo divulgada uma solução jurídica para que nenhum trabalhador perca seu emprego quando as fundações forem extintas.

 

Gualberto

“Quem é operário sabe o quanto é difícil viver com a incerteza da continuidade no trabalho. E a gente tem escutado muitas versões, análises e opiniões sobre os trabalhadores que fizeram concurso para as fundações estatais de saúde, mas determinadas intervenções, mesmo não tendo a intenção de provocar pânico, terminam provocando”, alertou Gualberto. “Tranquilizem o espírito. Essas insinuações de que haverá demissões não têm qualquer fundamento. Não existem”, garantiu, lembrando que não há interesse em nenhum setor do Estado quanto às demissões.

 

Delegados I

Reunidos em assembleia para discutir diversos temas de interesse da carreira, os delegados de Polícia decidiram solicitar ao governo do Estado a íntegra do plano de ação anunciado como bandeira para redução dos índices de violência e melhoria da Segurança Pública. De acordo com o presidente da Associação dos Delegados de Polícia de Sergipe (Adepol), Isaque Cangussu, ainda no mês de fevereiro, a diretoria da entidade foi recebida por Belivaldo Chagas, então vice-governador, quando a expectativa de que viesse a assumir a chefia do Executivo estadual já era realidade.

 

Delegados II

“Na oportunidade, Belivaldo disse-nos que não prescindiria da contribuição dos delegados na formatação de um plano que pudesse colocar Sergipe em uma posição menos desfavorável, e a direção da entidade de classe respondeu que estava à disposição para colaborar. Uma semana após assumir o cargo, o governador promoveu uma coletiva de imprensa para divulgar um plano de ação que contemplaria medidas voltadas - segundo o governo - à melhoria da Segurança Pública”, explicou Cangussu.

 

OAB I

A Ordem dos Advogados do Brasil, em Sergipe, através da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, realizará nesta quinta-feira (26), juntamente com o Ministério da Educação, o lançamento estadual do Pacto Nacional Universitário pela Promoção do Respeito à Diversidade, da Cultura da Paz e dos Direitos Humanos. A OAB Sergipe é pioneira no projeto, sendo a primeira seccional da Ordem e instituição do Estado a aderir ao pacto na qualidade de entidade apoiadora.

 

OAB II

Durante o lançamento, as professoras e doutoras em Direito, Karyna Batista Sposato, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Sergipe, e Gabriela Maia Rebouças, coordenadora do Mestrado em Direitos Humanos da Universidade Tiradentes, ministrarão palestra sobre a importância da cultura de paz e respeito aos Direitos Humanos nas instituições de ensino. O evento acontecerá às 16h, no plenário da seccional. Instituições de ensino superior e autoridades, estaduais e municipais, foram convidadas para participar do ato, que será aberto ao público.

 

Arraiá Seo Inácio

O Arraiá Seo Inácio vai ser realizado a partir das 21h deste sábado (28), no Iate Clube de Aracaju, localizado na Avenida Beira Mar no Bairro 13 de Julho. Ninéia Oliveira, Forró do Tico e Kinho Farreiro vão comandar o arraiá mais charmoso da cidade. Ninéia Oliveira está preparando um show com sucessos do forró das antigas e Kinho Farreiro vai misturar o forró eletrônico com o sertanejo.

 

Ingressos
O terceiro lote dos ingressos está sendo vendido por R$ 100 (inteira), R$ 50 (meia) e R$ 60 + 2 Kg de alimentos não perecíveis (inteira solidária). Os ingressos podem ser comprados no Seo Inácio e também através do site www.centraldoingressose.com.br

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 




Tópicos Recentes