POLÍTICA

27/04/2018 as 20:59

Valadares, André e Belivaldo estão errando, mas daí sairá o governador!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Ao mesmo tempo em que o cenário político para as próximas eleições em Sergipe continua “nebuloso” quanto a formação das chapas, este colunista antecipa que o resultado final dificilmente não sairá de um contexto que já está sendo dimensionado. Não há espaço para “aventuras” ou para “grandes surpresas” na disputa majoritária para o Senado Federal e, principalmente, para o cargo de governador do Estado. Apesar das sempre contestadas pesquisas de intenção de votos, que se perpetuam a cada pleito, os encaminhamentos mostram que com muita dificuldade o eleitorado verá uma conjuntura com três vias competitivas.

 

A insatisfação das pessoas nas ruas é gritante! Muita gente está decidida a não ir ao colégio eleitoral para confiar o voto este ano. A classe política caiu em profundo descrédito. Muitos dos “revoltados”, que poderiam mudar o cenário, contribuindo com o País e o Estado, de uma forma geral, emitem opiniões em encontros de amigos, reuniões familiares e até se expõem nas redes sociais, mas simplesmente se omitem no período eleitoral. E a maioria, revoltada ou conformada, tende a decidir novamente entre modelos parecidos, mas não necessariamente com os mesmos nomes.

 

Não há como negar que o controle será mais rigoroso este ano, que a fiscalização será mais intensa, mais atuante, mas nem assim haverá uma grande “transformação” nas urnas. Qualquer pesquisa já mostra esse indicativo: muita gente indisposta e não votar, mas os que têm preferências tendem a apostar em nomes já conhecidos do mundo político. O contexto mostra que, mesmo se digladiando, agradando a uns e desagradando a muitos outros, o governador de Sergipe a partir de 2019 sairá dos grupos liderados por Valadares (PSB), André Moura (PSC) e Belivaldo Chagas (PSD).

 

Este colunista nutre o profundo respeito por todas as pré-candidaturas já colocadas, que sonham e apostam em uma mudança de postura do eleitorado que não muda! O histórico das eleições mostra que dificilmente ninguém e vence uma disputa em Sergipe de maneira isolada, seja para Senado ou para governador, sem agrupamento. É preciso ter uma estrutura mínima e isso já inviabiliza uma série de alternativas para o Estado. É gente que vai passar 45 dias defendendo seu direito legítimo de candidatar-se e vender suas ideias e pensamentos. É gente que quer dividir os sonhos, que tem intenção de contribuir, mas de uma maneira diferente.

 

Do outro lado, temos o senador Valadares apostando em uma eleição da ética contra o dinheiro, visando eleger o deputado federal Valadares Filho (PSB) para comandar o Estado; temos André Moura, sendo um “fenômeno” como líder do Congresso Nacional e pré-candidato ao Senado, mas sem conseguir viabilizar Eduardo Amorim (PSDB) para o Executivo; e temos Belivaldo Chagas tentando diminuir o peso de uma “máquina quebrada”, mas se equivocando na “substituição de algumas peças”, o que pode inviabilizar seu projeto político de reeleição para este ano.

 

Em síntese, os três principais grupos políticos do Estado estão errando, em especial nas redes sociais; há uma espécie de “guerra antecipada” rolando há quase dois meses, algo que já vem cansando parte do eleitorado que, por sinal, já não suporta ouvir ou discutir política. Sem perspectivas de muitas “mudanças e transformações”, para este colunista, com humildade e respeito às experiências dos nobres “marqueteiros de plantão”, o governador sairá sim deste “imbróglio”, mas vencerá a disputa aquele que conseguir agregar mais, somar e conquistar mais, aquele que for mais convincente, e, principalmente, aquele que conseguir desagradar menos...

 

Virou piada

Depois de mudar toda a estrutura da Saúde Estadual, e de deixar o secretário Almeida Lima como uma “rainha da Inglaterra”, só resta ao governador Belivaldo Chagas substituir seu carro oficial, o motorista, a secretária e quem serve o cafezinho...

 

Por que não exonera?

Este colunista já colocou aqui e vai perguntar novamente: se Belivaldo Chagas tem a caneta “cheia de tinta” nas mãos, por que está promovendo essa “humilhação” com Almeida Lima? O que falta ao “galeguinho” para exonerar o auxiliar? Coragem todo mundo sabe que não é...

 

O que prende Almeida?

Quem conhece Almeida Lima sabe que ele é “bom de briga” e que, dificilmente, entregará o cargo. Talvez queira deixar para a história que foi exonerado por Belivaldo, mas que não pediu para sair. Se querer fazer a defesa do secretário, o que falta para a autoridade máxima do Estado decidir?

 

Exclusiva!

Chega a informação que o genro de Almeida Lima, o pré-candidato a deputado estadual Breno Silveira, anda chateado com o governador Belivaldo Chagas, por conta de alguns procedimentos. Há quem diga que o rapaz se sente “inviabilizado” e prejudicado para honrar seus compromissos...

 

Bomba!

Ainda sobre Almeida Lima, a informação é quente: o secretário teria em suas mãos um sonoro dossiê, sobre a Secretaria de Estado da Educação, que viria a público logo após uma possível exoneração. Fala-se, também, em uma espécie de “nó” na Saúde Estadual. Enquanto isso, o povo...

 

Ninguém entendeu

Setores do próprio governo, em reservado, comentam que não acreditam até agora na decisão de Belivaldo Chagas de retirar Carlos Melo do comando da DESO. Há quem veja uma precipitação. Melo pode ir para a Seinfra ou para o DER...

 

Flávio Vieira

Independente de quem vai assumir o comando da DESO, este colunista desde já reconhece e parabeniza o assessor de comunicação da Companhia, Flávio Vieira, pela forma gentil com que se relaciona com os colegas da imprensa e com a população de uma forma geral, sempre tentando contornar e resolver os problemas da melhor forma possível. É um dos melhores quadros da Secom do Estado. Educação e eficiência são suas credenciais. Um excelente profissional.

 

Veja essa!

Quando o assunto era a investigação dos “funcionários fantasmas” da gestão de João Alves Filho, parte da imprensa fez o maior barulho; mas, estranhamente, muita gente silenciou sobre os “fantasminhas” denunciados por Nivaldo do Sepuma, já da gestão do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). Mas será o Benedito?

 

E essa!

Em contato com este colunista, Nivaldo do Sepuma confirmou que na próxima segunda-feira (30) o sindicato estará protocolando no DEOTAP, no Ministério Público Estadual e no Tribunal de Contas uma denúncia sobre supostos “funcionários fantasmas” da gestão do prefeito Edvaldo Nogueira.

 

Vai denunciar!

Além de Edvaldo Nogueira, também serão denunciados pelo Sepuma junto aos órgãos fiscalizadores o ex-secretário de Governo da PMA, Carlos Cauê; o atual secretário da Pasta, Renato Teles, e o secretário de Planejamento da gestão, Augusto Fábio.

 

Mais Sepuma I

Nivaldo do Sepuma revelou que uma servidora do município, desde 2011 estava cedida para o governo do Estado. “Ela estava na folha de pagamento da PMA, mas trabalhava no governo desde a outra gestão de Edvaldo Nogueira, passou os quatro anos de João Alves e continuou novamente com Edvaldo”.

 

Mais Sepuma II

“Estamos denunciando que em 2017 a Secretaria de Governo tinha mais de 240 cargos com Carlos Cauê e ele não dispunha nem de 35 birôs! Eram necessários oito turnos para esse pessoal todo trabalhar! E os servidores há dois anos sem qualquer reajuste”, reclamou Sepuma.

 

Mil a menos?

Por fim, Sepuma disse que Edvaldo tem propagado que reduziu mil cargos comissionados da gestão de João Alves. “Eram 2,5 mil cargos com João em 2016 e a folha era de R$ 5,1 milhões; agora com Edvaldo, com menos mil CCs seriam 1,5 mil, mas a folha é de R$ 4,2 milhões. Essa conta não fecha”.

 

Café com Debate I

Cinquenta e um dos 75 municípios sergipanos têm obras públicas paralisadas. No total são 334 construções de todas as ordens que envolvem em torno de R$ 500 milhões, conforme mostrou o procurador do Ministério Público de Contas, do Tribunal de Contas do Estado, Eduardo Côrtes.

 

Café com Debate II

Os números foram apresentados durante o Café com Debate, projeto comandado pelas comunicadoras Katia Santana e Magna Santana e que, mensalmente, discute um tema que esteja na pauta local ou nacional.  Representantes do Estado, TCE, TCU, CREA, CAU, dentre outras entidades, além de profissionais de engenharia e de diversos outros segmentos participaram das discussões.

 

Mendonça Prado

O pré-candidato a governador pelo DEM, Mendonça Prado, esteve reunido com os integrantes do PMN, Cesar Cardoso, Milton Andrade e Saulo Vieira. Além deles, participaram do encontro os assessores de comunicação, Augusto Aranha, do Democratas, e Camilo Soldano do PMN. “O café da manhã rendeu bons assuntos e uma melhor relação entre os partidos Democratas e PMN”.

 

Senador Valadares I

Nessa sexta-feira (27), o líder do PSB externou que o eleitorado vive em novos tempos, mas que algumas forças “sofrem de uma cegueira política incurável”. “Essas forças insistem em desconhecer que essa polarização está sendo superada por uma realidade que vem despertando um sentimento de plena autonomia dos eleitores em todos os segmentos sociais e em todos os quadrantes do nosso pequeno território”. 

 

Senador Valadares II

“Após tanto sofrimento, a cada dia, agudiza-se a decepção do nosso povo, entre outras razões, por causa da doença endêmica que se espalhou por quase todo o corpo político do Brasil, em grande parte apodrecido pela prática reiterada e escandalosa da corrupção, e por gestões marcadas pelo descumprimento de promessas de campanha, em total desrespeito ao universo dos eleitores”, completou o senador. 

 

Alfinetou

Em seguida, Valadares alfinetou seus adversários dizendo que “de um lado o continuísmo do governo desastroso de Jackson Barreto, “o inesquecível”. De outro lado, o fortalecimento do esquema do presidente Temer, “o tomara-que-saia-logo”, aqui em Sergipe, sob a batuta do “maestro da verba”, deputado-líder André Moura, que sonha em se eleger senador”.

 

Por Mitidieri

Do deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) no twitter: “quando eu leio as críticas feitas pelo PSB e vejo que eles já brigaram com todos seus aliados, Belivaldo, Jackson, Eduardo Amorim e André Moura, lembro de uma máxima que diz que: “quando você briga com todos, vai ver o defeito está em você”.

 

Por André Moura I

Acompanhado dos deputados estaduais Venâncio Fonseca e Vanderbal Marinho (ambos PSC), o líder do Congresso Nacional, deputado André Moura, visitou os assentamentos Cuiabá e João Pedro Teixeira, quando foram entregues concessões de uso da terra. Por lá ele concedeu entrevistas e visitou lideranças políticas da região.

 

Por André Moura II

Do Sertão, André Moura seguiu para Siriri onde, a convite do prefeito Zé Rosa, visitou as instalações do Mercado Municipal que em breve receberá R$ 850 mil viabilizados pelo deputado federal junto ao Ministério da Agricultura para a realização das obras de requalificação.

 

Por Valadares Filho

Também no twitter, direto de Boquim onde concedia uma entrevista, Valadares Filho disse que “estamos visitando vários municípios e dialogando com a sociedade para mostrar que temos um projeto sólido e que a nossa pré-candidatura ao governo do estado está de acordo com os anseios da população”.

 

Por Rogério Carvalho I

Em entrevista ao radialista Gilmar Carvalho, na MIX FM, o presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, disse que “André Moura não é meu inimigo. É meu adversário político. Nós representamos lados opostos, ele apoia um governo que vem tirando direito dos trabalhadores. Ele apoia Temer, e eu não”.

 

Por Rogério Carvalho II

Em seguida, Rogério Carvalho emendou dizendo que “só não dá para fazer aliança hoje com quem representa o golpe. E André Moura representa o golpe, representa Temer, que vem tirando direitos de toda sociedade”.

 

Gualberto I

O deputado estadual Francisco Gualberto (PT), líder do governo na Assembleia Legislativa, expôs um documento extraído após reunião do seu agrupamento político reafirmando posição contrária à prisão do ex-presidente Lula, assim como o apoio à pré-candidatura de Belivaldo Chagas ao governo de Sergipe, e também à pré-candidatura a reeleição de Gualberto agora em 2018.

 

Gualberto II

“A sociedade sergipana e quem é da política, principalmente, sabem que o Partido dos Trabalhadores tem no seu estatuto a previsão de organização de tendências internas. São grupos de militantes que defendem teses em algumas questões diferenciadas, mas esse contexto compõe exatamente o caldo de democracia interna e de posições do PT”, explica Gualberto, coordenador da tendência PT Classista. 

 

Por Gustinho Ribeiro

“Acompanhei o líder André em mais uma ação importante para as famílias de Poço Redondo, dessa vez no Assentamento Lagoa das Areias, onde foram entregues 47 títulos de posse de terra para a população, um sonho que se tornou realidade depois de 18 anos de luta pela comunidade. Um dia histórico e emocionante para as famílias do assentamento”, destacou o deputado estadual Gustinho Ribeiro (SD).

 

Por Venâncio Fonseca

“Estive com o líder André Moura nos Assentamentos Cuiabá e João Pedro Teixeira, em Canindé do São Francisco, beneficiando famílias da região com a entrega de 90 títulos de posse de terra”, colocou Venâncio Fonseca, que desde essa quinta-feira (26) que ele e André percorrem os municípios do Alto Sertão levando uma série de benefícios para famílias carentes que sonham com estas conquistas há anos.

 

Comitiva

Também estavam presentes os deputados estaduais Vanderbal Marinho (PSC) e Zezinho Guimarães (MDB); o superintendente do Incra, Gilson dos Anjos; prefeitos, vice-prefeitos, ex-prefeitos e vereadores da região; o pré-candidato a deputado Breno Martins; além de Marinho Filho, liderança comunitária de Canindé do São Francisco.

 

Prefeitura de Aracaju

O prefeito Edvaldo Nogueira anunciou, pelas redes sociais, o pagamento dos servidores municipais referente ao mês de abril. Pela segunda vez consecutiva, o funcionalismo público da capital receberá os seus vencimentos antecipadamente, antes do último dia do mês. De acordo com o prefeito, todos os servidores ativos e inativos terão seus salários creditados na conta no sábado (28). Ele também divulgou o calendário de pagamento da primeira parcela do 13º salário.

 

Funcaju

Edvaldo Nogueira anunciou o novo presidente da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju). Assume o cargo o professor Cássio Murilo Costa dos Santos, em substituição a Silvio Santos, que deixou a função por conta do período de desincompatibilização eleitoral. De acordo com o prefeito, o novo gestor dará continuidade à política cultural já estabelecida no Planejamento Estratégico.

 

Alô Campo do Brito!

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) recebeu em seu gabinete, em Brasília, o prefeito de Campo do Brito, Marcell Souza e o suplente de vereador Diego Tavares. Em pauta, os R$ 250 mil destinados pela parlamentar para obras importantes no município, através de emenda ao Orçamento Geral da União (OGU).

 

Maria do Carmo I

A verba, ressaltou Maria do Carmo já foi empenhada e está pronta para a liberação. “Todos os anos, invariavelmente, colocamos emendas no OGU que contemplam diversos municípios de Sergipe, em geral, atendendo a pleitos apresentados pelos próprios gestores”, disse Maria, observando que o intuito é contribuir com o desenvolvimento do Estado e, sobretudo, com a melhoria da qualidade de vida da população sergipana.   

 

Maria do Carmo II

Para Maria, os recursos de emendas são sempre representam um incremento importante para os municípios. “Muitas vezes os prefeitos não têm condições de fazer investimentos em virtude das dificuldades que enfrentam no processo de gestão. Então, como parlamentar, usamos esse instrumento legítimo para facilitar as ações e garantir que as comunidades sejam atendidas em algumas das suas demandas”, afirmou Maria, acrescentando que, “infelizmente, como não se tem um orçamento impositivo, muitas das emendas propostas, não saem do papel, apesar do empenho do parlamentar e do gestor.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 




Tópicos Recentes