POLÍTICA

10/05/2018 as 23:35

Belivaldo acerta na exoneração, mas fala muito e Almeida é “Bomba Relógio”!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Que ninguém se engane: a entrevista concedida pelo agora ex-secretário da Saúde, José Almeida Lima, à TV Sergipe, na noite dessa quarta-feira (9), terá fortes consequências durante a campanha eleitoral que se aproxima. Tudo o que foi dito não foi em vão, e não pode ser deixar de ser considerado. É evidente que Almeida só se manifestou motivado pela sua exoneração do governo, mas do ponto de vista político este colunista acredita que o “estrago” já foi feito e que isso terá outros desdobramentos.

 

Assim como o “primo” Jackson Barreto (MDB) disse lá atrás, após a reeleição, que ao fim de seu mandato não seria mais candidato e chegou a pedir para o povo não votar em qualquer proposta sua para 2018, o que foi colocado por Almeida Lima sobre a gestão estadual como um todo e, especificamente, sobre o governador Belivaldo Chagas (PSD) será utilizado naturalmente pelos adversários do Executivo e muitas explicações terão que ser dadas.

 

O momento político para Almeida não é bom, seu desgaste junto à opinião pública é gigante, mas pela experiência na vida pública que acumula e por ter sido um dos principais auxiliares do atual governo, este colunista se arrisca em dizer que ele sabe demais e que pode ter um efeito como uma “bomba relógio” em uma pré-candidatura governista este ano. Seria uma espécie de “franco atirador”, de alguém que foi desmoralizado publicamente e que não teria muito mais a perder.

 

Almeida é um profundo conhecedor das dificuldades que o governo atravessa, das inúmeras tratativas que foram feitas e conciliadas, do ponto de vista político e empresarial. Há muito em jogo e, se for “jogado às traças”, certamente terá “troco” e isso não demorará a vir à tona. Pode comprometer não apenas uma candidatura ao governo, mas também as articulações de Jackson Barreto e de Rogério Carvalho (PT), que devem disputar o Senado.

 

Mas, olhando o outro lado da moeda, Belivaldo acertou em cheio na exoneração. Não havia clima para a continuidade de Almeida. A própria população se manifestava contra, induzida ou não, e a pressão política também era gigante. Mas depois que os “galhos” foram partidos, o secretário praticamente não mandava em nada e servia de gozação em toda a sociedade. O problema é que o “galeguinho” demorou demais para afastá-lo e isso lhe gerou um desgaste desnecessário e findou não pegando bem como chefe do Executivo.

 

Belivaldo é um político sério, de personalidade forte e que impõe sua autoridade. A exoneração é inquestionável, mas ele “entrou na pilha” de um “jogo” que é perigoso: passou da impaciência para o “deboche” com Almeida, através de setores da imprensa, que se “deliciam” com isso, mas é uma postura que não se adequa ao cargo que exerce. Estamos falando da maior autoridade do Estado, de alguém que é muito cobrado sim, que tem uma grande responsabilidade nas mãos, mas que precisa falar um pouco menos e agir um pouco mais. É preciso, apenas, reencontrar seu perfil...

 

Veja essa!

Belivaldo explicou que Almeida Lima, nos seus primeiros 30 dias de governo, não se adequou ao seu ritmo de trabalho. “Eu não tenho tempo a perder, estou trabalhando como um louco! Estou correndo contra o tempo. Eu não posso justificar a maneira de ser de ‘A’ ou de ‘B’”, justificou o governador.

 

E essa!

Por sua vez, Almeida apenas lamentou a falta de tempo para concluir seu projeto de gestão e negou qualquer procedimento “atabalhoado” dele, de seus diretores e de sua equipe de assessores. “Meu estilo é completamente diferente do governador, é bem distante e não chega próximo”.

 

Almeida Lima I

Em seguida, o ex-secretário emendou dizendo que “poderíamos estar em um outro patamar, mas não chegamos a este ponto e muito das coisas ruins que estão no governo decorre da cadeira daquele que sentou como coordenador da Casa Civil e eu fui uma voz dissonante e contrária a tudo isso”.

 

Almeida Lima II

Almeida lamentou que após vários anos no governo, recentemente teria sido a primeira vez que Belivaldo visitou o HUSE. “Demonstrou grande desconhecimento da máquina e, lamentavelmente, pretende governar o Estado pelos próximos quatro anos. Que Deus nos livre”, concluiu em entrevista à TV Sergipe.

 

Belivaldo Chagas

Em entrevista ao radialista Gilmar Carvalho, na MIX FM, Belivaldo Chagas por várias vezes ironizou e minimizou as declarações de Almeida Lima. Antes do fim chegou a mandar um “beijo” para o ex-auxiliar e disse: “tem muita gente em Sergipe me reclamando, contrariado com a exoneração de Almeida”.

 

Exclusiva!

A coluna recebeu a informação que existe uma espécie de “operação abafa” em andamento para “controlar” Almeida Lima e silenciar alguns setores da imprensa. Sabe-se, apenas, que o ex-secretário daria uma coletiva sobre sua saída, que foi subitamente cancelada...

 

Bomba!

Setores da oposição na Assembleia Legislativa já estudam convidar o ex-secretário Almeida Lima para que ele vá à Casa para ser ouvido pelos membros da Comissão de Saúde. O entendimento é que se o ex-auxiliar sabe onde estão os “problemas do Estado”, ele pode aponta-los e, talvez, apresentar soluções...

 

E a Deso?

Outra informação que chega à coluna é que existem muitas especulações sobre quem realmente fez a indicação do atual diretor-presidente da DESO, no lugar de Carlos Melo. Uma fonte do governo disse que a mudança “contrariou muita gente” e que o indicado pode nem “esquentar a cadeira”. Será?

 

Luciano Bispo

O presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (ALESE) e deputado estadual, Luciano Bispo (MDB), participou, juntamente com os colegas também deputados Zezinho Guimarães (MDB), Sílvia Fontes (PDT) e Venâncio Fonseca (PSC), da abertura da 22° Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (CNLE/UNALE), em Gramado (RS). O tema desta edição é: “Os Desafios de Um Novo Brasil”. O evento ocorre até esta sexta-feira (11).

 

Unale

A CNLE favorece a interlocução entre os parlamentos estaduais na discussão de temas relevantes para o crescimento do país. Este intercâmbio de experiências proporciona aos participantes ampliar a sua área de conhecimento e melhorar as políticas públicas regionais com inovações e soluções adotadas fora de seus estados.

 

Gustinho Ribeiro I

O deputado Gustinho Ribeiro (SD) fez uma indicação ao governo do Estado para a criação do programa CNH Social, que sugere ao Executivo a implantação do projeto de concessão gratuita da carteira de motorista para pessoas de baixa renda.

 

Gustinho Ribeiro II

“Estamos solicitando ao Governo do Estado um estudo e análise para implantar este programa. Nossa proposta é para criar oportunidades para pessoas de baixa renda que sonham em tirar a habilitação possam ter acesso a uma CNH de forma gratuita”, explicou Gustinho.

 

CNH Social

“A gente tem acompanhado e tem percebido a dificuldade que as pessoas têm, do ponto de vista financeiro, para poder arcar com as taxas e despesas que hoje são exigidas e consigam a sua carteira de motorista”, completou.

 

Exemplos

O parlamentar deu o exemplo de Pernambuco, Espírito Santo e Paraíba como unidades da federação que possuem programa semelhante e disse que o projeto pode ajudar milhares de pessoas a terem mais acesso ao mercado de trabalho.

 

PRP

O PRP hoje faz parte do agrupamento do PTB em Sergipe, liderado pelo presidente e pré-candidato Rodrigo Valadares. O ex-vice-presidente do PTB, Apóstolo Augusto Magalhães, foi empossado como novo presidente estadual do PRP, em ato registrado em BSB, com a presença do presidente nacional Ovasco Resende, que deu total autonomia para o partido caminhar como bem entender nas eleições em Sergipe.

 

Antecipação

O Governo do Estado antecipa para esta sexta-feira (11) o pagamento dos servidores públicos, inclusive aposentados e pensionistas. Todos estarão com seus salários em conta e podem retirá-los. O Governo tem projeto de pagar a todo o funcionário até dia 10 do mês, sem que haja parcelamentos.

 

Telha I

A Polícia Civil, por meio do Departamento de Crimes contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap), concluiu o inquérito que apurava irregularidades na gestão do ex-prefeito do município de Telha, Domingos dos Santos Neto, nos anos de 2015 e 2016. Tanto o ex-prefeito como o ex-secretário de Finanças do município, identificado como Elton Márcio de Santana Lima, foram indiciados.

 

Telha II

De acordo com a delegada do Deotap, Lara Schuster, responsável por presidir as investigações iniciadas no início de 2017, os trabalhos foram decorrentes da Operação Anti-Desmonte, do Ministério Público Estadual, após o recebimento de uma documentação encaminhada pelo Tribunal de Contas que apontava diversas irregularidades praticadas na gestão do ex-prefeito Domingos dos Santos Neto, entre elas, o desvio de verba pública e contratação com a Administração Pública sem o devido processo licitatório, além de falsidade ideológica.

 

Lara Shuster

“Entre as irregularidades, estava a utilização de um mesmo cheque para pagamentos de dois o mais fornecedores; notas fiscais de 2013 e 2014 referentes a despesas já empenhadas e liquidadas em anos anteriores, ou seja, a mesma nota fiscal utilizada para dois tipos de liquidação diferente; e processos de pagamentos que estavam sendo montados com informações não verdadeiras para justificar os cheques que estavam sendo emitidos”, explicou Lara Schuster.

 

Prática

Segundo a delegada do Deotap, um dos esquemas funcionava da seguinte forma: o prefeito emitia cheques, normalmente de valor alto, para o pagamento de fornecedores, e mandava depositar na conta de terceiros. Esse proprietário da conta, pessoa de confiança do prefeito ou do secretário, era o responsável por sacar todo o valor depositado, para, a partir daí, com o dinheiro em mãos, encaminhar para o prefeito ou secretário de Finanças, para liquidação das dívidas.

 

Outro lado

Em depoimento, o prefeito e o secretário confessaram a prática, mas alegando que foi orientado à época, pelas pessoas de sua assessoria, de que essa prática não era ilegal, e sim irregular administrativamente. “Ele inclusive justificou dizendo que os pagamentos foram feitos dessa forma para sanar as contas da Prefeitura, porque ele não queria deixar despesas para a próxima gestão”, salientou Lara Schuster.

 

TCE I

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) fará uma série de inspeções técnicas de engenharia em obras de pavimentação asfáltica realizadas pelo Governo do Estado e prefeituras sergipanas. Aprovada pelo colegiado em sessão do Pleno, a ação será executada por meio da Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviços (Dceos), e terá a Universidade Federal de Sergipe (UFS) como parceira.

 

TCE II

Já dando início aos trabalhos, professores do Departamento de Engenharia da UFS estiveram no Tribunal para conhecer as instalações do laboratório de análise de asfalto. Convênio celebrado entre as duas instituições prevê que os engenheiros do Tribunal sejam treinados pelos docentes da UFS para utilização do maquinário.

 

Dceos

"É a nossa primeira vez aqui no laboratório e foi muito bom ver o interesse na montagem do local e na qualificação do pessoal; estamos à disposição para dar apoio no que precisarem”, comentou o professor Fernando Albuquerque, que na visita foi acompanhado pela diretora da Dceos, Ana Stella Barreto Rollemberg Porto, além da coordenadora de Engenharia do Tribunal, Josele Ferreira.

 

Primeiras ações

As primeiras obras a receberem inspeções de pavimentação asfáltica serão as do Programa Protransporte, do Governo do Estado, como a duplicação da Avenida Euclides Figueiredo e a Avenida Etelvino Lima, ambas em Aracaju; além de rodovias construídas com recursos do Programa Proinvest, a exemplo da que liga Japoatã a Propriá. Também serão inspecionados recapeamentos recentes de vias em municípios como Aracaju e Itabaiana, executados pelo poder público local.

 

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) elogiou a iniciativa do procurador-geral do Ministério Público de Contas, João Augusto Bandeira de Mello, que sugeriu ao Tribunal de Contas do Estado que acione as Defesas Civis do Estado e do município de Aracaju para vistoriar as edificações públicas e privadas que estão abandonadas.

 

Maria do Carmo II

“Essa é uma preocupação minha também e louvo a decisão do procurador”, disse Maria, que ontem (8) alertou para a necessidade de estabelecer soluções definitivas para prédios com instalações antigas e deterioradas, que há anos promovem a insegurança na capital sergipana.

 

Tragédias

Maria ressaltou que a manutenção dessas estruturas podem resultar em tragédias. “Temos em Aracaju prédios que representam uma ameaça à segurança da população e que há décadas movimentam discussões sem que se consiga levar à cabo uma definição”, disse ao citar como exemplo “os prédios da sede do INSS e o do antigo Hotel Palace de Aracaju, ambos no centro da cidade”.

 

Prédio do INSS

O prédio da antiga sede da Previdência Social, na avenida Carlos Firpo, está desocupado desde 2012 e o Instituto Nacional de Seguridade Social – INSS manifestou intenção de vender e não de recuperar o imóvel, cujas instalações elétricas avariadas tornam eminente o risco de incêndio, em área de grande movimentação de pedestres e de passageiros de ônibus, que utilizam a antiga rodoviária.

 

André Moura I

O deputado federal André Moura (PSC) acompanhou uma comitiva da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee) em audiência com o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco. Na pauta a Reforma do Setor Elétrico e tarifas de energia. Presente à reunião, estava o sergipano Ivan Leite, presidente da Companhia Sul Sergipana de Eletricidade (Sulgipe), associada à Abradee, que reúne 43 concessionárias de distribuição de energia elétrica - estatais e privadas - atuantes em todas as regiões do país e que juntas são responsáveis pelo atendimento de 99,6% dos consumidores brasileiros.

 

André Moura II

Entre as reivindicações apresentadas na audiência, a isonomia das bandeiras tarifárias entre o setor energético tradicional e o de energias alternativas, como a solar e a eólica.  De acordo com Ivan Leite, a audiência com Moreira Franco demonstra o empenho que o deputado André tem com Sergipe. "Pudemos expor nossas propostas e pleitos com o apoio de André, que se comprometeu a acompanhar de perto, na pasta, os pedidos de hoje", afirmou.

 

Valadares Filho I

A Comissão de Turismo aprovou um requerimento que o deputado federal Valadares Filho (PSB) apresentou para realizar em Aracaju um seminário para discutir os desafios e perspectivas para o crescimento no turismo no Nordeste. O objetivo é apontar caminhos para o aperfeiçoamento de políticas, programas, projetos e ações que fortaleçam a posição do Nordeste brasileiro como destino turístico.

 

Valadares Filho II

Outro requerimento de Valadares Filho, também aprovado, pede a realização de uma audiência pública que discutirá a ampliação do número de turistas estrangeiros no Brasil. “Ampliando o número de turistas estrangeiros e melhorando a infraestrutura turística da região alcançaremos nosso propósito, que é levar mais visitantes para lazer e negócios para o Nordeste”, disse.

 

Auditoria

“Depois da autorização dada por JB para exonerar Almeida, esperamos que através das suspeitas colocadas por Belivaldo (Chagas), em relação aos pagamentos de fornecedores por ofício e os gastos no ‘Taj Mahal’ pela SES, seja aberta urgentemente uma auditoria sobre a gestão de Almeida. Se não fizer isso, dando uma resposta imediata à sociedade sobre as investigações, demonstrará a mesma omissão que teve como vice-governador e chefe da Casa Civil, se comportando como um verdadeiro ‘governador adjunto’”, cobrou o deputado federal Valadares Filho.

 

AMESE I

O presidente da AMESE (Associação dos Militares do Estado de Sergipe), sargento Jorge Vieira, emitiu nota pública da entidade cobrando do governador Belivaldo Chagas sobre uma suposta “diferença de tratamento” entre os militares da ativa e entre os da reserva remunerada, reformados e seus pensionistas.

 

AMESE II

“Recentemente, depois de muita luta, os militares estaduais conseguiram que sua

remuneração fosse paga sob a forma de subsídio. Ou seja, todas as vantagens e direitos

remuneratórios do militar foram condensados em parcela única, cujo propósito maior era a garantia de solidez sem a perda de nenhum direito para todos os integrantes da tropa”, explicou, revelando que a diferenciação foi notada após a implementação.

 

Nem aí

“Durante todo o mês de abril, e parte do mês de maio, esta associação não visualizou

nenhuma manifestação do senhor Secretário de Segurança Pública e, especialmente, dos senhores comandantes gerais das duas forças Militares estaduais em defesa dos inativos e pensionistas”, completou Jorge Vieira, cobrando a intervenção do governador Belivaldo Chagas.

 

Elber Batalha

O vereador Elber Batalha (PSB) cobrou da mesa diretora da Câmara de Municipal de Aracaju que o projeto de lei lei n*347/2018, que visa regulamentar a vedação ao nepotismo na administração pública municipal, entre na pauta de votação do legislativo.

 

Fim do nepotismo

O líder do PSB na Câmara disse que pautou seu projeto na redação do artigo 37 da Constituição Federal, o qual diz que a administração pública deve se pautar pelos princípios da impessoalidade e moralidade. “Todos sabem que tenho discutido no parlamento diversas práticas contra o nepotismo na Prefeitura de Aracaju. Protocolei, inclusive, no Ministério Público Federal denúncias com as publicações do diário oficial”, explicou.

 

Kitty Lima

A vereadora Kitty Lima (Rede) alerta sobre o crescente número de assassinatos contra mulheres em Sergipe. A parlamentar, que integra a Frente Parlamentar de Combate à Violência de Gênero e Suas Interseccionalidades, cobrou um posicionamento das autoridades, principalmente, no combate ao feminicídio e pediu o apoio dos demais vereadores da Casa para a aprovação de políticas públicas que assegurem a integridade física da mulher.

 

Feminicídios

Em Sergipe, os dados sobre o feminicídio são imprecisos porque existe um erro na nomenclatura para definir esse tipo específico de crime. Porém, levantamento da Coordenadoria de Estatísticas e Análise Criminal (Ceacrim) da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE) aponta que 19 mulheres foram assassinadas entre janeiro e abril deste ano em todo o estado, e 64 no ano passado.

 

Thiaguinho Batalha I

Em busca de parcerias para estimular a prática esportiva em Aracaju, o vereador Thiaguinho Batalha (PMB) esteve em Brasília, convidado pelo deputado federal Fábio Mitidieri (PSD), para uma reunião com o ministro do Esporte, Leandro Cruz Fróes da Silva. Na pauta, o apoio do Governo Federal para a realização da Corrida do Legislativo, que acontecerá em dezembro.

 

Thiaguinho Batalha II 

“O ministro demonstrou bastante interesse em apoiar o evento, que entendemos ser da maior importância, afinal trata-se da saúde da população e incentiva o turismo porque o circuito de maratona de rua atrai atletas profissionais e amadores, que acabam vindo junto com as famílias para a cidade. O ministro se comprometeu em ajudar e buscar orçamento para toda a estrutura e premiação”, disse Thiaguinho.

 

Forró Caju I

O vereador e líder da oposição Cabo Amintas (PTB) utilizou a Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju para contestar licitação do Forró Caju e denunciar mais uma série de problemas na segurança pública. Cabo Amintas falou sobre o pregão eletrônico que fez licitação para convocar empresas para prestar serviços no Forró Caju.

 

Forró Caju II

O parlamentar chamou atenção para um parágrafo no pregão que ressaltava uma série de exigências que impediam empresas que já prestavam serviços à cidade, de concorrer novamente.  “Sabe onde vai parar isso? Na empresa que faz os eventos do Governo do estado. Eu vou verificar as informações que dizem que essa empresa não tem porte para atender ao Forró Caju, e aí terceiriza as coisas, naqueles velhos esquemas”.

 

Cabo Amintas

“Nesse momento, só vão concorrer à licitação, essa empresa e outra, chamada Agogô, que fez serviços na antiga Gestão do prefeito Edvaldo Nogueira e na Gestão do ex-prefeito João Alves Filho. Sabem que empresa é essa? É a empresa que, em 2015, fez o Forró Caju, contratou serviços de empresas daqui, não pagou aos empresários e que é suspeita de várias maracutaias. É direcionado ou não é?”, questiona Amintas.

 

Somese

A Sociedade Médica de Sergipe realizou mais uma edição do “Almoço Somese” e teve como convidado o procurador regional dos Direitos do Cidadão, Ramiro Rockenbach. Ele levou vários temas envolvendo saúde pública para debater no encontro com a classe médica.

 

Fura fila

A complexa relação entre a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES), o fim do “fura fila” no Sistema Único de Saúde (SUS) e o respeito aos pacientes e profissionais da saúde foram algumas questões abordadas pelo representante do Ministério Público Federal (MPF).

 

Classe médica

Ramiro Rockenbach foi recebido por diversos profissionais da classe médica, entre eles o presidente da Somese, Aderval Aragão; o presidente do Conselho Regional de Medicina (Cremese), Rosa Amélia e o presidente da Academia Sergipana de Medicina, Roberto César do Prado. 

 

Curso

“Um modelo de planejamento para contratações orientadas a gestão de riscos”. Esse é o tema do curso voltado para servidores públicos que atuam com contratações, pesquisas e fornecimento de serviços ou produtos para a administração pública em qualquer esfera.

 

Capacitação

A capacitação, realizada pela Gizelma Lima Consultoria, será ministrada pelo pós-doutor Rodrigo Pironti Aguirre de Castro, e pelo professor-doutorando, Antônio Netto. O evento acontecerá nos próximos dias 12 e 13, no Celi Praia Hotel, em Aracaju, das 8h às 18h.

 

Gizelma Lima

“São 16 horas de pura capacitação onde os participantes conhecerão práticas e aprenderão a ter, por exemplo, foco nos pontos críticos que precisam de atenção em cada fase do modelo de contratação; a identificar os riscos no processo de contrato; a economizar o orçamento público e a focar na ação e nas competências do gestor”, citou Gizelma.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 

 




Tópicos Recentes