POLÍTICA

25/05/2018 as 11:05

Déda (*) não pode resolver os problemas de Sergipe! Deixem-no descansar!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

O tema um tanto polêmico, mas extremamente necessário pelo cenário político que está em formatação no Estado já visando o processo eleitoral que se aproxima: até quando vão continuar explorando a imagem do ex-governador Marcelo Déda (in memoriam) nas eleições de Sergipe? Estamos apenas em pré-campanha, mas alguns discursos e entrevistas concedidas já dão o tom de que, talvez para minimizar o desgaste da classe política com a população, uma alternativa seja de apelar para o sentimentalismo, usando o petista, um dos maiores líderes do PT no Estado e no País.

 

Este colunista fez muitas críticas aos governos de Marcelo Déda, mas sempre nutriu por ele muito respeito, algo que o próprio sempre evidenciou como sendo mútuo. Por sua importância nos processos eleitorais, na formação de um agrupamento político e pela imagem que construiu em meio a uma geração, é natural que seu nome seja lembrado e até destacado durante esse ou aquele processo eleitoral. Isso faz parte do jogo político! Agora o que acaba sendo injusto, e chega a soar como covardia, é o uso excessivo de seu nome para determinados fins políticos e eleitoreiros.

 

Para muitos, se não foi um grande gestor, Déda deixou um legado de ética com o erário público, de grande orador e de importante mobilizador de massas. Chegou ao governo do Estado com o status de “compadre” do então presidente da República e, nas idas para BSB, fica hospedado na residência oficial. Foi um líder político respeitado por seus aliados, que transitava bem junto aos movimentos populares. Venceu quatro eleições consecutivas no 1º turno, sendo que a última delas, graças à força do bloco, com bastante desgaste do ponto de vista administrativo.

 

O acaso afastou Marcelo Déda dos sergipanos, mas seu estilo de liderança e seu perfil de fazer política ficaram nas mentes e nos corações de muita gente. Esse histórico, de boas recordações para muitos, é algo que na avaliação deste colunista precisa ser reconhecido e preservado, para não cair em descrédito ou deixar de ser referência. Os adversários e, principalmente, os aliados devem ter essa cautela, precisam fazer essa leitura e reavaliar muita coisa. A campanha nem começou e o nome do ex-governador vai sendo visivelmente explorado.

 

E o Estado de Sergipe, diga-se de passagem, não atravessa um momento. Além dos problemas que afetam a economia nacional, com o desemprego em alta e os sucessivos reajustes dos combustíveis, por exemplo, temos dificuldades consolidadas na Saúde, na Educação e na Segurança Pública; temos um governo em dificuldade financeira e sem uma política eficiente de agricultura, de cultura, de turismo e assistência social. Em síntese, adversidades existem aos montes, mas Marcelo Déda, que escreveu sua história, já não pode mais resolver esses problemas. Agora ele merece descansar em paz...

 

Veja essa!

Durante uma entrevista “pró-Lula” no programa do radialista George Magalhães, na FAN FM, o cantor Agnaldo Timóteo proferiu uma série de “pérolas”, dentre elas, tentou jogar a população contra o juiz Sérgio Moro e contra o Judiciário, em geral, por conta da prisão do ex-presidente.

 

E essa!

Depois de acusar Sérgio Moro de ser um militante tucano, Agnaldo Timóteo lamentou para os ouvintes da FAN FM, dizendo que “Lula está preso injustamente, por apartamento vagabundo! Minha casa vale cinco vezes mais! Infelizmente não temos mais terroristas no Brasil”. Sem comentários...

 

Plano B?

Mas a grande surpresa na entrevista concedida por Agnaldo Timóteo ainda estava por vir: ele anunciou que, após uma recente reunião em Minas Gerais, o PT já tem um “plano B”, caso Lula não possa ser candidato a presidente e que este nome será um ex-governador e que vai surpreender muita gente.

 

Quem será?

George Magalhães chegou a questionar se seriam os ex-governadores Jacques Wagner (PT) ou Ciro Gomes (PDT), nomes negados por Agnaldo Timóteo. O fato que chamou a atenção na entrevista é que, até então, o PT não tinha um “plano B” para a presidência da República. E o Lula livre?

 

Bomba!

A coluna recebeu uma informação quente sobre o governo do Estado: Belivaldo Chagas vai honrar todos os compromissos com os fornecedores, mas de abril em diante. Ou seja: começo de junho a turma de abril recebe; e quem tem dinheiro para receber com alguns meses de atraso?

 

Exclusiva!

Um grupo de fornecedores do Estado já começa a se mobilizar para protestar contra a atitude do governador e querem receber pelos serviços prestados ao Estado ainda no governo de Jackson Barreto (MDB). A turma está temendo um “calote”...

 

Mais desemprego

A reclamação de alguns fornecedores é que precisam receber o que é devido pelo Estado para honrarem seus compromissos com os funcionários. Já se fala em “quebradeira” e em “mais demissões” caso Belivaldo não assuma os débitos de abril para trás...

 

Fundação Renascer

Outro “abacaxi” para             Belivaldo descascar: apesar do eficiente trabalho de Wellington Mangueira como diretor-presidente da Fundação Renascer, as prestadoras de serviços responsáveis pela segurança dos servidores e pela alimentação dos menores podem paralisar suas atividades, a qualquer momento, por falta de pagamento.

 

Cadê o dinheiro?

A turma reclama que o Estado quer regularizar a situação do funcionalismo público, mas teme um “calote” aos fornecedores. E sem segurança, os servidores temem por rebeliões dos menores que certamente vão se manifestar se a comida for suspensa.

 

Liminar I

O Tribunal de Justiça de Sergipe concedeu, por unanimidade, na manhã dessa quarta-feira (23), uma liminar suspendendo os efeitos da lei de gratuidade para pessoas entre 60 e 65 anos.

 

Liminar II

No pedido da liminar feito pelo setor do transporte, foi defendido que a lei publicada recentemente não apresenta a fonte de custeio para tal gratuidade conforme estabelece a Lei Orgânica do Município de Aracaju e a Lei Federal, nem alcança o âmbito da região metropolitana, tendo em vista que sua competência limita-se a Aracaju, mas o sistema é integrado entre quatro cidades.

 

Anderson de Tuca I

Após ter conhecimento que o Governo do Estado não faz o repasse de recursos ao Hospital Santa Isabel, há exatamente quatro meses, totalizando o valor de R$ 7 milhões, o vereador Anderson de Tuca (PRTB), lamentou, em seu pronunciamento na Câmara de Vereadores, a falta de compromisso dos gestores com a Saúde Pública.

 

Anderson de Tuca II

“Enquanto a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) fez um acordo com a instituição para quitar o débito, o governo não oferece nenhuma alternativa nem mostra interesse de querer resolver essa situação. Segundo informações, não há perspectivas em receber esses recursos. Fica difícil ter melhorias na saúde se quem deveria contribuir não colabora”, declarou o parlamentar.  

 

Tabela do SUS

Outro ponto destacado pelo vereador Anderson de Tuca foi a defasagem da tabela do Sistema Único de Saúde (SUS). “Essa tabela regula os repasses por procedimentos e atendimentos médicos prestados pela rede pública de Saúde. Os anos passam, a população cresce e a tabela não muda. Se não me engano, está desatualizada há mais de 20 anos e isso é bem preocupante, pois essa defasagem, certamente, deve afetar tanto nos atendimentos básicos como nos investimentos do município”, argumentou.

 

Audiência Pública

O Ministério Público de Sergipe, por intermédio da Promotoria de Justiça do Controle Externo da Atividade Policial realizará, no dia 25 (sexta-feira), às 9h, no edifício sede do MPE, audiência pública para tratar de assuntos relacionados às supostas ações criminosas de roubos e outros delitos praticadas por meliantes na área do Parque Nacional da Serra de Itabaiana.

 

Serra de Itabaiana

O objetivo da reunião é viabilizar a implantação de medidas – pelos órgãos de Segurança Pública Estadual competentes - para a contenção destas crescentes investidas criminosas. Participarão da audiência, os promotores de Justiça, João Rodrigues neto, Sandro luiz da Costa, Antônio Fernades da Silva Júnior, representantes do Comando Geral da Polícia Militar e da Delegacia-Geral da SSP, bem como o diretor do referido Parque e integrantes do Clube Sergipe Trail, estes últimos, maiores prejudicados com os delitos.

 

Saúde Pública I

O senador Eduardo Amorim (PSDB) denunciou no Plenário, que o caos que tomou conta do setor de saúde em Sergipe. De acordo com o parlamentar, na semana passada as cirurgias cardíacas foram suspensas no Hospital de Cirurgia, deixando na mão mais de 200 pessoas que aguardavam pelo procedimento.

 

Saúde pública II

No Hospital de Urgências (HUSE), onde há um mês, segundo ele, houve a farsa da inauguração do Centro de Nefrologia, os funcionários terceirizados paralisaram suas atividades na semana passada, já que não recebem seus salários há dois meses.

 

Estância

“No município de Estância, o Hospital e Maternidade Amparo de Maria, referência na região sul do estado, sofre com a falta de repasse de verba da Secretaria de Estado da Saúde (SES), afirmou o senador. Por causa disso, as cirurgias eletivas estão suspensas há mais de 10 meses e, há quase 15 dias não são realizados partos ou cirurgias na instituição. “Essa é a Saúde ofertada pelo atual governo de Sergipe. Falta gestão e conhecimento técnico da área”, disse o senador que é médico.

 

Maria Mendonça I

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) se somou à mobilização de caminhoneiros que protestam contra a alta no preço dos combustíveis em rodovias federais de todo o país. Ela disse compreender a “angústia que afeta a classe diante dos abusivos aumentos do óleo diesel e da falta de uma política de preço mínimo para o frete”.

 

Maria Mendonça II

Segundo a deputada, a sociedade sergipana, que “tem a cidade de Itabaiana como ‘Capital Nacional do Caminhão’ deve se unir em apoio aos caminhoneiros para exigir uma solução do Governo Federal”. Durante a sua fala, Maria lembrou a importância estratégica dos mais de um milhão de profissionais autônomos que atuam nesse segmento.

 

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) manifestou a sua solidariedade aos marchantes da região do Baixo São Francisco que reclamam o fechamento do único matadouro da área. A decisão é fruto de uma ação judicial que tramitava há quase 20 anos. “Lamentavelmente é uma situação complicada, pois são pais de família que precisam trabalhar. Além do prejuízo social, tem-se ai um grande estrago econômico”, afirmou Maria, ao se “somar à luta desses pais de família”.  

 

Maria do Carmo II

A senadora por Sergipe defendeu a necessidade de um diálogo para se tentar uma saída menos danoso. Ela também ressaltar que o fechamento do matadouro significa desemprego e incalculáveis prejuízos que vão desde o não fornecimento da carne para os frigoríficos e feiras livres, passando pelo fim de mais de 600 empregos diretos, até o dano econômico para toda a região.

 

Empréstimo

Diante da possibilidade de mais um empréstimo a ser contraído pela Prefeitura de Aracaju no valor de R$ 9,6 milhões, o vereador Elber Batalha (PSB) criticou a postura do executivo em adquirir mais dívidas sem especificar aonde irá gastar. Segundo o projeto, que já foi enviado à Câmara Municipal, este montante seria para modernizar a administração, numa forma muito genérica de pedido.

 

Sem detalhamento

Além disso, o projeto não faz nenhum detalhamento em relação ao contrato. Diz apenas que a verba será utilizada na aquisição de softwares. “Isso me lembra um fato que não terminou muito bem semana passada que foi em relação a um empréstimo feito pelo indicado de André Moura no INSS, que também seria para aquisição de softwares, só que a uma empresa de bebidas alcoólicas. Muito me espanta a coincidência dos contratos de um dos maiores aliados do prefeito Edvaldo Nogueira. As práticas se repetem”, relacionou.

 

Elber Batalha

Elber ainda questiona que a Prefeitura não consegue firmar compromissos salariais com os servidores e onde seriam gastos os recursos do empréstimo. “Os servidores estão num processo de negociação salarial, com tanta obra e tantas melhorias ainda a serem feitas em Aracaju, é muito vago e genérico o pedido desse empréstimo. Chamo atenção para as coincidências do teor dos empréstimos e precisamos ter muito critério para aprovar um projeto desta natureza. O que será feito com esses R$9,6 milhões a quatro meses de uma eleição?”, perguntou.

CPI do Lixo I

A Câmara Municipal de Aracaju realizou mais uma sessão ordinária da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Limpeza Pública de Aracaju. Em sua 7ª reunião, os parlamentares discutiram sobre requerimentos para que os delegados Daniele Garcia e Gabriel Nogueira, que investigaram os desvios dos contratos do lixo na Prefeitura de Aracaju, desde o ano de 2010, fossem à Câmara para serem ouvidos.

 

CPI do Lixo II

Outro requerimento colocado em votação foi para que a ex-vereadora e ex-presidente da Emsurb, Lucimara Passos, também fosse ouvida. O vereador Elber Batalha, único membro da CPI que faz parte da bancada de oposição da Casa, já havia apresentado os mesmos requerimentos solicitando a vinda dos delegados, logo no início das sessões da CPI do Lixo, que foi rejeitado à época. Dessa vez, os requerimentos foram aprovados, porém, o da ex-gestora da Emsurb, Lucimara Passos, não.

 

Delegados

Os delegados serão convidados a virem à Câmara no dia 5 de junho. Os vereadores terão até a próxima terça-feira (29), para apresentar toda análise da sistematização dos documentos recebidos até agora e início da formalização do rol de testemunhas, depoentes e demais convidados a esclarecimentos.

 

André Moura I

Os moradores de Carira e de Simão Dias receberam uma boa notícia, com a liberação de R$ 850 mil para a reforma do Mercado de Carnes carirense e de R$ 450 mil para a construção do Centro de Referência Estadual de Assistência Social (Creas) simãodiense. As verbas foram asseguradas nos ministérios da Integração Nacional e do Desenvolvimento Social pelo pré-candidato ao Senado pelo PSC, deputado federal André Moura.

 

André Moura II

Por determinação da Defesa Civil, após o desabamento de parte do teto do antigo Mercado de Carnes de Carira, o local ficou fechado, interrompendo a subsistência de dezenas de famílias. O convênio foi assinado hoje e as obras de reforma têm previsão de início até o final 2018. André Moura também conseguiu assegurar investimentos para outros projetos de engenharia apresentados pela gestão municipal, que providenciará a documentação necessária para a tramitação legal do processo. 

 

Simão Dias

Já para Simão Dias, além do valor assegurado para o Creas, André garantiu mais R$ 904 mil para a implantação de 250 cisternas no município. O centro de referência presta atendimento a famílias e pessoas que estão em situação de risco social ou tiveram seus direitos violados e oferece serviços de abordagem social, atendimento a pessoas com deficiência, idosos e suas famílias e algumas medidas socioeducativas.

 

Ministro

Nesta sexta-feira (25), estará em Sergipe o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão. A visita contará com agenda extensa, tendo como ponto alto a assinatura do termo de liberação das verbas asseguradas pelo deputado federal André Moura junto ao Governo Federal para a realização dos festejos juninos em vários municípios sergipanos – incluindo a Capital –, no valor de R$ 16 milhões.

Forró-Caju

Serão alocados R$ 4 milhões somente para o Forró Caju, maior festa junina de Sergipe, para o forró nos bairros [novidade sugerida pelo parlamentar e encampada pelo prefeito Edvaldo Nogueira] e Rua de São João. Além de valorizar a cultura e as tradições populares, as festas juninas são fonte de renda para milhares de famílias e geram emprego e renda em diversos setores.

 

João Daniel I

Mais de 107 mil casos de intoxicação causados por agrotóxicos foram registrados no Brasil em uma década (2007 a 2017), levando à morte quase 3.500 pessoas. Esses dados oficiais da saúde no país, embora elevados, podem ser ainda maiores, pois ainda há muita subnotificação. O dado foi uma das questões levantadas durante audiência pública realizada, na Comissão de Desenvolvimento Urbano (CDU) da Câmara dos Deputados, que tratou sobre “Os impactos dos agrotóxicos nas cidades”.

 

João Daniel II

O debate foi uma proposta dos deputados João Lula Daniel (PT) e Nilto Lula Tatto (PT-SP), diante da preocupação com o crescimento do uso dos agrotóxicos no país e o avanço de propostas de legislação que liberalizam ainda mais a utilização desses venenos, a exemplo do projeto de lei 6.299/2002. A audiência contou com a presença de especialistas que se manifestaram contrários a essas propostas que afrouxam as leis para a liberação, comercialização e fiscalização desses produtos no Brasil.

 

Debate importante

O deputado João Daniel, vice-presidente da CDU, disse que esse é um dos temas mais importantes debatidos neste momento no país e talvez os setores mais conservadores e as empresas de agrotóxicos não tenham interesse em a população saber o que está acontecendo. “É um tema muito importante que diz respeito ao futuro da humanidade, à saúde pública e uma vida saudável. Sabemos os grandes problemas e os interesses que estão por trás das empresas de agrotóxicos, por isso precisamos abrir esse debate e esclarecer a população”, ressaltou.

 

Augusto Franco em Ação

O Projeto Augusto Franco em Ação, realizará no dia 26 de Maio, das 8h às 13h, uma ação social com serviços gratuitos: exame de vista, corte de cabelo masculino, teste de glicemia, aferição de pressão, avaliação nutricional, atendimento jurídico e defesa do consumidor.  A 2ª edição do Projeto acontecerá no Colégio Estadual Ministro Petrônio Portela. As senhas serão entregues a partir das 7h30.

 

São Miguel do Aleixo

Vem aí os festejos juninos de São Miguel do Aleixo e no próximo dia 26, na praça de eventos, as atrações começam às 19h30 com a apresentação da Quadrilha Junina de Feira Nova e da Quadrilha Junina A Pisada do Sertão de São Miguel do Aleixo. Em seguida tem shows de Alisson Silva, Samyra Show, Alma Gêmea, Jonas Esticado e Saia Rodada.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

(*) In Memoriam

 




Tópicos Recentes