POLÍTICA

07/06/2018 as 04:12

Dois bicudos não se bicam: JB “planta” Laércio no Senado para atingir Rogério!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Há menos de um mês, este colunista fez um comentário do trabalho nos bastidores iniciado pelo ex-governador Jackson Barreto (MDB) e pré-candidato ao Senado Federal para iniciar o processo de “fritura” de seus principais concorrentes diretos. Põe, estrategicamente, sua “tropa de choque”, alimentada pelo “marketing do mal”, para estimular os atritos contínuos entre o senador Valadares (PSB) e o líder do Congresso Nacional, deputado federal André Moura (PSC). O objetivo aí é dividir cada vez mais a oposição para reverter o cenário desfavorável nos levantamentos internos.

 

Jackson, inclusive, já esqueceu todo o “carinho” que sempre nutriu pelo presidente da República, Michel Temer (MDB), um dos mentores nacionais de seu partido. Passou a atacar o governo federal e tentar alinhar seu discurso aos posicionamentos da esquerda brasileira para tentar “pegar carona” em movimentos sociais como o “Lula Livre”, por exemplo. Outra movimentação de JB foi em relação ao PRB de Heleno Silva: tentou passar para a sociedade que ele teria “traído” o agrupamento quando migrou para a oposição junto com o deputado federal Jony Marcos (PRB).

 

JB não “brinca em serviço” e logo se começou a ventilar nas rodas de conversa que nem Heleno e nem Jony possuem mais o carisma e o reconhecimento dentro da Igreja Universal, “que não são mais pastores” e “que não têm qualquer influência entre os religiosos”. Mas o pior ainda estava porvir: agora o objetivo é inviabilizar o projeto de Rogério Carvalho (PT), seu companheiro de chapa, de chegar ao Senado. Primeiro jogou-se para a imprensa a teoria que o petista encontra-se inelegível, fato que realmente prejudica sua pré-candidatura, em especial, no interior do Estado.

 

Outro ponto é que JB planeja que o PT apenas indique Eliane Aquino como candidata a vice na chapa, “contemplando” a legenda e “abrindo o caminho” para o grupo elegê-lo como candidato mais forte do bloco. Agora, mais recente, mais um “golpe” no projeto de Rogério: “planta-se” uma pré-candidatura de Laércio Oliveira (PP) para senador, à beira de uma eleição, quando há muito tempo seu nome não é mais ventilado para o cargo e quando o entendimento geral diz que o deputado federal vai mesmo é buscar sua reeleição, que não é nada fácil, diga-se de passagem.

 

E, talvez, Laércio Oliveira não tenha nada com isso mesmo! Mas sua “pré-candidatura” a Senador agora, no “apagar das luzes” soa como mais uma “artimanha” de quem deseja afastar Rogério Carvalho da chapa ou até do agrupamento. JB e o petista são “dois bicudos que não se beijam”, que caminharam juntos nos últimos tempos, politicamente, porque era conveniente para ambos, mas que passaram a se “estranhar” após o impeachment de Dilma Rousseff (PT). O “fogo amigo” deve continuar. Resta saber se o “doutor” tem o “antídoto” certo para “tanto veneno”...

 

Laércio Oliveira

A agora “pré-candidatura” governista de Laércio Oliveira para o Senado levanta alguns questionamentos: no começo de abril, quando ele assumiu o comando do PP em Sergipe, a exigência da Executiva Nacional não era que os progressistas elegessem um deputado federal em Sergipe?

 

PP sem federal?

Naquele momento, com a interferência de Francisco Dornelles (PP/RJ), o presidente Ciro Nogueira se viu obrigado a afastar o deputado Venâncio Fonseca (PSC) do comando do PP. Mas e agora? Se Laércio disputar o Senado, quem será o pré-candidato a deputado federal dos progressistas?

 

Veja essa!

Há uma forte preocupação entre os deputados estaduais governistas quanto à movimentação de membros do Partido dos Trabalhadores no sentido de não aceitar compor o “chapão” para deputado estadual.

 

E essa!

Os petistas já fizeram a leitura que no “chapão” eles elegem apenas um deputado, podendo, no máximo, chegar a eleger o segundo, e isso deixa a turma reflexiva. A pressão é por uma “chapinha” para continuar apoiando Belivaldo.

 

Bomba!

Um deputado estadual governista, que por enquanto vai se manter em sigilo, conversou com este colunista e anunciou: se eles (PT) insistirem nisso “chapinha”, nós vamos anunciar, publicamente, que não vamos votar em Rogério Carvalho para o Senado.

 

Exclusiva!

Em contrapartida, muitos governistas, que têm compromisso com a pré-candidatura de Jackson Barreto, fazem a leitura que o bloco não deve fazer muitas concessões para o PT, porque a militância tem sinalizado que não votará em JB para o Senado.

 

“Causos de Sukita”

Pré-candidato a deputado federal, Sukita é um homem diferenciado. Separado da esposa e prefeita de Capela, Silvany, ele consegue um feito quase que “inédito”: o rompimento matrimonial não interfere na política e a gestora vai apoiar integralmente o projeto do ex. Tempos modernos...

 

Hamilton Maciel

Depois de demorar uma “eternidade” para exonerar Almeida Lima, o governador Belivaldo Chagas segue errando na Saúde. Às vésperas de uma eleição, demorou para definir um “técnico” para o cargo até que anunciou o médico José Hamilton Maciel, que seria empossado nesta quinta-feira (7).

 

“Tô fora!”

Pois é: seria! O médico agradeceu o convite, em audiência com o governador, nessa quarta-feira (6), mas alegou questões pessoais para não aceitar o desafio. Ele se colocou a disposição para “aconselhar”, mas optou pelos negócios e pela família, após o levantamento que fez na Pasta.

 

CPI da Saúde

Nos mesmos moldes que fez a Câmara Municipal de Aracaju, seria interessante que a Assembleia Legislativa, através da oposição, propusesse a instalação de uma CPI para que se averigue a realidade em que se encontra a Pasta, até mesmo, com base neste relatório do médico Hamilton Maciel.

 

Pode contribuir

Antes do término dos trabalhos neste primeiro semestre da Alese, e já que está disposto em contribuir com o Estado, o médico poderia ser convidado para fazer uma exposição na Assembleia sobre a realidade da Saúde e o que pode ser feito para melhorar a prestação dos serviços.

 

Valberto favorito

Este colunista deu de primeira e repete: há uns 15 dias o comentário é que a continuidade de Valberto Lima no cargo tem a aprovação de alguns setores do governo e até de setores empresariais. A informação é que o empresário José Antônio Torres Neto (TORRE) é um dos que mais aprova seu nome...

 

Falando na TORRE I

A vereadora Emília Corrêa (Patriota) avaliou como “deprimente, frustrante e triste” a sessão da CPI do Lixo quando foram ouvidos os delegados Gabriel Ribeiro e Danielle Garcia, que conduziram as diligências do Departamento de Investigação contra a Ordem Tributária (Deotap).

 

Falando na TORRE II

Os deputados investigaram os contratos entre a Prefeitura de Aracaju e as empresas Cavo e Torre, para limpeza urbana na cidade, entre os anos de 2010 a 2016. “O que fizeram dessa sessão foi um teatro para não mostrar o que deveria ser mostrado. Foi tudo combinado, com entendimentos equivocados e muito bem direcionados”, repudiou a vereadora.


Censura?

Segundo Emília Corrêa, limitaram os depoimentos aos anos de 2010 e 2016, quando, segundo a própria delegada Danielle Garcia, as investigações da “Operação Babel”, em 2017, entraram em sua última fase de operação e revelou situações mais graves após acesso da polícia a ligações telefônicas e medidas cautelares.

 

Mordaça?

Depois ela denunciou uma suposta mordaça imposta aos vereadores. “Todos que fazem o Poder Legislativo de um País sabem que é obvio o direito de voz do vereador. A Constituição Federal, a Lei Orgânica do Município de Aracaju e o Regimento Interno desta Casa garantem isso”, disse.

 

Quais as regras?

“O presidente da Comissão disse que não iria seguir o Regimento desta Casa por entender que é arcaico. Partindo desse pífio argumento só me resta perguntar então: quais são as regras que nós vamos seguir? Ele pode até dizer que são arcaicas, mas as normas estão em vigor. É lei!”, enfatizou.

 

“CPI da Conveniência”

Emília é enfática em dizer que a regra desse entendimento vem de uma cabeça que está a serviço do executivo para evitar que a verdade apareça. “Muita coisa deve estar em jogo, mas se tivermos que ir até o Supremo Tribunal Federal (STF) para afastar os membros dessa “CPI da conveniência”, nós iremos. A forma como esta Comissão de Investigação é conduzida, desmoraliza o poder da Câmara de Vereadores diante do povo dessa cidade, que merece saber a verdade”, concluiu.

 

Elber Batalha

Único membro da oposição que compõe a Comissão, Elber Batalha disse que Vinícius Porto, depois de assinar a CPI, pediu a retirada de seu nome do requerimento. “Lembro-me que ele, à época, falou para que eu protocolasse logo antes que alguém retirasse a assinatura, que foram nove no total. Curiosamente, ele foi o primeiro a pedir retirada de seu nome justificando que seu pai havia sido presidente da Emsurb durante esse período. No entanto, numa imensa contradição, hoje ele preside essa mesma CPI”.

 

Recursos

Elber lembra ainda fez uma “peregrinação jurídica” durante um ano para conseguir uma liminar para a instalação da CPI do Lixo. “Tudo isso por conta da retirada do nome dele. A CMA justificou a falta de assinaturas para embargar a CPI. Tivemos que recorrer judicialmente durante um ano e ainda existe, no STF, um recurso extraordinário proposto pela própria Casa justificando a retirada da assinatura de Vinicius para interromper os trabalhos que estão em curso”, denunciou.

 

Vinícius Porto

Segundo o presidente da CPI, a oposição deve se unir e contribuir para a apuração dos fatos relacionados à CPI. “Criar fatos inverídicos para pautar a imprensa só prejudica os trabalhos e, principalmente a população”, disse Vinícius, avaliando como “inverdades” as denúncias propagadas pelo vereador Élber Batalha em relação à condução dos trabalhos da Comissão.

 

Parâmetros

“A investigação realizada pela CPI do Lixo tem como parâmetro o período de 2010 a 2016 conforme requerimento feito pela própria oposição dessa Casa. Não fiz qualquer alteração de data e não há qualquer tipo de manobra para impedir a apuração dos fatos. O vereador me acusa de impedir de vir à tona os fatos ocorridos em 2017. Se esse ano não está sendo alvo das investigações é de responsabilidade da própria oposição que não incluiu o período no requerimento”, reforça Vinícius.

 

Tudo transparente

O parlamentar frisa que a condução da CPI ocorre de forma séria e transparente. “Só tenho a lamentar essas tentativas de conturbar os trabalhos da CPI. Vamos seguir firme no nosso propósito de esclarecer e apurar os contratos de coleta de lixo e limpeza de Aracaju. A comissão parlamentar de inquérito terá até 120 dias para concluir a investigação”, frisa Vinícius.

 

Fornecedores

A turma que presta serviços ao governo do Estado anda na bronca com a nova determinação do Executivo: desde a mudança do comando, ficou estabelecido que Belivaldo só pagará os fornecedores de abril em diante. Quem tem parcelas em atraso, dos meses anteriores, terá que “negociar” um “abatimento” ou buscar a Justiça...

 

Não justifica

Um grupo de fornecedores conversou com este colunista e disse que, mesmo sabendo que o governo é impessoal, tentaria entender se Belivaldo tivesse recebido o Executivo de um adversário. Mas como ele recebeu de Jackson Barreto, havia esperança. Agora a turma teme um calote...

 

Róbson & André I

O deputado estadual Róbson Viana (PSD) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, na manhã dessa quarta-feira (6), para destacar o apoio do líder do governo no Congresso Nacional, deputado federal André Moura (PSC) aos festejos juninos de Sergipe, em especial, os organizados pelo Governo do Estado.

 

Róbson & André II

“Hoje faço justiça, com muita alegria, para agradecer ao deputado federal André Moura por ter empenhado uma emenda junto ao Ministério da Cultura, de R$ 400 mil, permitindo que o governo do Estado proporcione a contratação de artistas sergipanos no Arraiá do Povo, na Orla da Atalaia”, destacou Róbson, lembrando que os festejos do Centro de Criatividade e do Gonzagão também serão prestigiados.

 

Arraiá do Povo

Segundo Róbson, André já tinha disponibilizado outra emenda de R$ 400 mil, via Ministério do Turismo, para o Arraiá do Povo. “O Governo do Estado já tem quase a metade dos recursos programados. São R$ 400 mil de André, R$ 400 mil viabilizados pelo deputado Fábio Mitidieri (PSD) e mais R$ 100 mil pelo deputado Valadares Filho (PSB)”.

 

Artistas sergipanos

O deputado explicou que o modelo de emendas do Ministério do Turismo é diferente, da viabilizada junto ao Ministério da Cultura. “Com os recursos do Ministério do Turismo, ele só permite a contratação de artistas cadastrados por ele. Com essa emenda de André Moura, junto ao Ministério da Cultura, o Governo poderá contratar os artistas sergipanos”.

 

Empenho

“Estou aqui para agradecer e reconhecer o empenho do deputado André Moura, ajudando a aquecer a nossa economia e fortalecer a nossa cultura. Sem contar seu apoio para o Forró Caju, para os forrós nos bairros de Aracaju, para Itaporanga, Itabaiana, Estância, Areia Branca, Nossa Senhora do Socorro e outros municípios”, completou Róbson Viana.

 

Gustinho Ribeiro I

O Atlas da Violência 2018 divulgado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), assustou o deputado Gustinho Ribeiro (SD): Sergipe continua sendo o Estado mais violento do Brasil. “Sergipe lidera esse triste ranking como o estado com a maior taxa de homicídios do país. São 64,7 mortes para cada 100 mil habitantes”.

 

Gustinho Ribeiro II

“Territorialmente é o menor estado do Brasil, mas quando se refere às políticas públicas de segurança e educação pelo poder público é o pior da nação”, afirmou o deputado, enquanto lia o relatório de mais de 90 páginas. Perguntado se o cenário pode mudar, ele foi otimista. “Sergipe não pode ficar refém da violência e dos bandidos, é claro que há caminho”.

 

Muita violência

“Houve pouquíssimo investimento do atual governo para combater o problema, porém é preciso pensar em novas formas de oportunizar educação, lazer e emprego aos jovens e negros, que são as maiores vítimas da violência urbana”, completou, destacando trechos do relatório do Atlas que precisam de alerta, como o aumento gradativo do índice de homicídios no estado recentemente.

 

Sem perspectivas

“É preciso aumentar o efetivo policial e investir em ações educativas, que é por onde devemos seguir. O maior medo da população é saber que o estado está em falência e não está criando perspectivas de mudança. É preciso renovar”, apontou Gustinho, que também citou a taxa de homicídios entre jovens (142,7 para cada 100 mil jovens de 15 a 29 anos). “Contra negros, 79% dos homicídios, e contra mulheres, aumento de 50% do número de feminicídios nos últimos anos”.

 

Valadares Filho

O deputado federal convida para a “Grande Plenária de lançamento de sua pré-candidatura a governador. “Um nome limpo, que tenha independência para fazer uma gestão moderna, eficiente, com novas ideias, vontade política, credibilidade e em obediência aos valores da ética e do respeito ao dinheiro público”. Será nesta sexta-feira (8), a partir das 9 horas, na sede do PSB, bairro Salgado Filho, em Aracaju.


Ada Augusta

A coluna se solidariza com a família da professora e pesquisadora Ada Augusta Celestino Bezerra, irmã do deputado Augusto Bezerra (PHS), que faleceu na noite de segunda-feira (5) e foi sepultada no dia seguinte, na Colina da Saudade. Apaixonada pela profissão, além de Mestrado e Doutorado em Educação, fez história como diretora do Departamento de Educação da Secretaria de Estado da Educação (SEED). Além disso, ela era professora da Universidade Tiradentes e da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

 

Alvannilson Santana I

Como também presta toda solidariedade aos familiares e aos amigos de José Alvannilson Santana, presidente do Sindicato dos Radialistas de Sergipe. Ele faleceu nessa terça-feira (6), em Aracaju, e foi sepultado no dia seguinte, em Itabaiana, onde residia com seus familiares. Deixa uma história de luta em defesa de sua categoria. O rádio sergipano está enlutado.

 

Alvannilson Santana II

O presidente do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE), Ulices Andrade, também lamentou o prematuro falecimento do radialista José Alvannilson Santana. “Com sua atuação no rádio, esse profissional da imprensa sempre defendeu e representou os interesses de sua classe, prestando também relevantes serviços à sociedade sergipana”, observou o conselheiro.

 

Sindimed

O Sindicato dos Médicos vai promover um almoço em sua sede, para os deputados estaduais, na próxima terça-feira (12), quando pretende discutir as diferentes formas de pagamentos, causando uma diferença salarial  no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) e na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL). Também será discutida uma possível greve da categoria.

 

Incra I

O presidente do Incra, Leonardo Góes, esteve na Liderança do Congresso Nacional, atendendo pedido do deputado André Moura para tratar de recuperação de estradas vicinais, de assentamentos, pavimentação e drenagem pluvial. “Precisamos conceder boas condições para que os moradores dos assentamentos possam se locomover. A recuperação das estradas é importante porque ligam as zonas urbanas às rurais e promovem o escoamento e chegada de insumos agrícolas”, explicou André.

 

Incra II

Outros temas tratados foram obras para infraestrutura para contemplar os munícipios de Pacatuba, Japaratuba e Riachuelo e Estância,  além da implantação e estruturação do Mercado da Agricultura Familiar. Segundo André, o desenvolvimento da agricultura familiar através da instalação do mercado impulsionará a agricultura, geração de renda, emprego e desenvolvimento local.

 

Frei Paulo 

O prefeito Anderson Menezes, de Frei Paulo, também participou da reunião e reforçou o pedido ao deputado André Moura ao Incra para realizar investimentos no município. Em decorrência, ele sinalizou que estão sendo estudados planos de investimento não apenas para Frei Paulo e se comprometeu em analisar os pleitos apresentados, garantindo que acompanhará de perto o trâmite no órgão.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com




Tópicos Recentes